Famalicão perde com o FC Porto em jogo com quatro penáltis

O FC Porto venceu hoje o Famalicão, por 4-2, na 33.ª jornada da I Liga de futebol, num jogo com quatro grandes penalidades, três das quais para os ‘dragões’, todas convertidas por Taremi, agora líder dos marcadores.

O avançado iraniano marcou mesmo os quatro golos do FC Porto (07, 10, 67 e 75 minutos), o primeiro ‘poker’ da carreira, tendo Iván Jaime (33) e Colombatto (44) chegado a empatar para o Famalicão.

Com esta vitória, a oitava seguida no campeonato, os ‘dragões’ pressionam o líder Benfica, tem mais um ponto (82) e que joga, no domingo, com o Sporting, em Alvalade, continuando a precisar de um triunfo nas duas últimas jornadas para sagrar-se campeão.

O FC Porto entrou em campo sabendo já que a presença direta na Liga dos Campeões na próxima época não lhe fugia, dado o empate do Sporting de Braga, no Bessa, com o Boavista (1-1), pouco antes.

No terceiro encontro entre as duas equipas em pouco mais de três semanas (os outros dois foram na meia-final da Taça de Portugal, que ‘sorriu’ para o FC Porto), os portistas tiveram que ‘suar’ para levar de vencida um Famalicão que vai na quarta jornada consecutiva sem vencer, mas justificaram a vitória.

Sérgio Conceição fez quatro mexidas em relação ao jogo anterior (vitória por 2-1 sobre o Casa Pia), fazendo regressar ao ‘onze’ Marcano e Otávio após castigo, assim como Grujic (inesperada ausência de Uribe) e Toni Martínez.

Já João Pedro Sousa fez apenas duas alterações, forçadas, devido ao castigo de Moura e à lesão de Cádiz, apostando em Rúben Lima e Dobre.

Foi uma primeira parte frenética, com o FC Porto a começar a todo o gás e a poder marcar logo aos dois minutos, mas Eustáquio não conseguiu desfeitear Luiz Júnior após uma enorme assistência de Toni Martínez com o peito, na sequência de um lançamento de Otávio.

Pouco depois, o árbitro assinalou grande penalidade por falta de Ivo Rodrigues sobre Otávio. Na conversão, Taremi permitiu a defesa a Luiz Júnior, mas Fábio Veríssimo ordenou a repetição, porque Riccieli entrou na área antes do remate do avançado.

Na segunda tentativa, Taremi fez mesmo o primeiro golo da partida, rematando para o mesmo lado, mas com mais força.

Três minutos depois, o número ‘9’ do FC Porto ‘bisou’ com classe, contornando Luiz Júnior depois de um grande passe de Otávio.

O FC Porto podia ter aumentado o ‘score’ aproveitando um período endiabrado de Galeno: aos 25 minutos, o extremo brasileiro arrancou ainda antes do meio-campo, pelo lado esquerdo, foi tirando adversários pelo caminho e só não marcou graças a um grande corte de Rúben Lima e, seis minutos depois, rematou cruzado para grande defesa de Luiz Júnior.

Foi, contudo, o Famalicão a reduzir, aproveitando algum ‘adormecimento’ portista, através de um belo golpe de cabeça de Iván Jaime, respondendo da melhor forma a um bom cruzamento de Ivo Rodrigues após um mau alívio de Pepê (33).

O Famalicão cresceu e, cinco minutos depois, Pablo fugiu pela esquerda e rematou com força, mas à figura de Diogo Costa e, já depois de Grujic ter desperdiçado um belo desenho ofensivo dos portistas (40), surgiu novo penálti, agora a favor da equipa da casa, por falta imprudente de Pepê sobre Pablo – Colombatto fez o empate (44).

A segunda parte baixou de ritmo – o oitavo classificado do campeonato caiu mais de produção – e ficou marcada por mais duas grandes penalidades a favor do FC Porto, ambas ‘descortinadas’ pelo videoárbitro (VAR) e as duas convertidas por Taremi (67 e 75).

O jogador de 30 anos completou o seu primeiro ‘poker’ da carreira e o 100.º golo (79 pelo FC Porto e 21 pelo Rio Ave) desde que está em Portugal, sendo agora o melhor marcador do campeonato, com 21 golos, ultrapassando o benfiquista Gonçalo Ramos (18).   

Ficha de Jogo

O FC Porto venceu hoje o Famalicão, por 4-2, em jogo da 33.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, que se realizou em Vila Nova de Famalicão.

Jogo disputado no Estádio de Famalicão, em Vila Nova de Famalicão.

Famalicão – FC Porto, 2-4.

Ao intervalo: 2-2.

Marcadores:

0-1, Taremi, 07 minutos (grande penalidade).

0-2, Taremi, 10.

1-2, Iván Jaime, 33.

2-2, Colombatto, 44 (gp).

2-3, Taremi, 67 (gp).

2-4, Taremi, 75 (gp).

Equipas:

– Famalicão: Luíz Júnior, Penetra (Aguirregabiria, 90+7), Otávio Ataíde, Riccieli, Francisco Moura, Youssouf Zaydou (André Simões, 84), Colombatto (Gustavo Assunção, 84), Dobre (Kadile, 68), Ivo Rodrigues, Iván Jaime e Pablo (Rui Fonte, 68).

(Suplentes: Zlobin, Mihaj, André Simões, Gustavo Assunção, Kadile, Rui Fonte, David Tavares, Gustavo Sá e Aguirregabiria).

Treinador: João Pedro Sousa.

– FC Porto: Diogo Costa, Pepê (Rodrigo Conceição, 90+9), Pepe, Marcano, Wendell, Grujic (Uribe, 68), Eustáquio, Otávio, Galeno (Namaso, 90+10), Taremi (Veron, 89) e Toni Martínez (Evanilson, 68).

(Suplentes: Cláudio Ramos, Fábio Cardoso, Veron, Uribe, Zaidu, Rodrigo Conceição, Namaso, André Franco e Evanilson).

Treinador: Sérgio Conceição.

Árbitro: Fábio Veríssimo (AF Leiria).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Luíz Júnior (6), Taremi (18), Ivo Rodrigues (26), Pepê (42), Colombatto (45), Otávio (57), Youssouf Zaydou (66), Otávio Ataíde (73).

Assistência: Cerca de 4.700 espetadores.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Christian Merli foi o mais veloz no primeiro dia da Falperra

Próximo Artigo

"Depois dos dois penáltis quebrámos física e animicamente"

Artigos Relacionados
x