Seguir o O MINHO

Ave

Fafe recebe emigrantes com festa entre 05 e 10 de agosto

Após dois anos de interregno

em

Dois anos após um interregno devido à pandemia, a Festa do Emigrante em Fafe regressa, de 5 a 10 de agosto, anunciou hoje a autarquia, promotora do evento.

“São cinco dias de um programa marcado por convívio, música popular, tradições e, pela primeira vez neste âmbito, iniciativas ligadas ao mundo artístico, como pintura, literatura e cinema”, descreve a Câmara, em nota enviada às redações.

O programa tem início no dia 05 de agosto, sexta-feira, com o habitual jantar de confraternização, que terá lugar no Pavilhão Multiusos e que será animado pelo grupo Ases d’Ouro.

As inscrições para o jantar podem ser feitas na Loja de Turismo de Fafe, até 04 de agosto.

No sábado, dia 06, e até domingo, começa, na Praça 25 de Abril, a Feira de Artesanato e Produtos Locais. Às 21:30, apresenta-se o espetáculo de danças latinas “Olé”, protagonizado pelo grupo “Sabor Latino”, também na Praça 25 de Abril.

No domingo, 07 de agosto, o dia começa com um passeio e exposição de automóveis clássicos, na Praça 25 de abril, organizado pelo CAF Clube Automóvel de Fafe.

A tarde de domingo será de muito animação na presença do programa “Somos Portugal” da TVI, que fará emissão em direto, a partir da Arcada, das 14:00 às 20:00.

Programa cultural da Festa do Emigrante

Pela primeira vez desde a sua realização, a Festa do Emigrante integra um conjunto de iniciativas culturais na sua agenda. A primeira acontece no 08 de agosto, segunda-feira, e será uma sessão de cinema na Sala Manoel de Oliveira, às 21:30, onde será apresentado o filme “Erosão, Um olhar sobre a Emigração”. A película foi realizada pelo grupo EnfimTeatro, núcleo dramático da Sociedade de Recreio Cepanense.

No dia seguinte, 09 de agosto, terça-feira, às 21:00, no Salão Nobre do Teatro Cinema de Fafe, será inaugurada uma mostra de arte da autoria do mestre pintor Orlando Pompeu. Trata-se de “Ensaios sobre a Emigração”, uma exposição de desenhos alusivos ao livro “Crónicas – Comunidades, Emigração e Lusofonia”, escrito por Daniel Bastos, obra que será apresentada na mesma data e local, às 21:30.

O livro reúne as cerca de centena e meia de crónicas que o escritor, historiador e atualmente consultor do Museu das Migrações e das Comunidades, tem redigido nos últimos anos em diversos meios de comunicação, dirigidos para as comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo.

Para o dia de encerramento do programa, quarta-feira, 10 de agosto, está reservada uma apresentação de “Folclore do Mundo”, na Arcada, a partir das 21:00.

EM FOCO

Populares