Seguir o O MINHO

Região

Pela primeira vez, bebeu-se mais vinho verde no estrangeiro do que em Portugal

“Isso enche-nos de orgulho”

em

Foto: Divulgação / CM Ponte de Lima (Arquivo)

As exportações de vinho verde ultrapassaram em 2018, pela primeira vez, a fasquia dos 50 por cento do total vendido, disse hoje à agência Lusa o presidente da Comissão de Viticultura da Região, Manuel Pinheiro.

“É a maioridade desta região, um momento que se assume também como exportadora e isso enche-nos de orgulho”, afirmou o mesmo responsável, aproveitando para referir que “45 empresas estarão presentes na maior feira mundial do setor”, a ProWein em Dusseldorf, na Alemanha, que decorrerá entre os dias 17 e 19 deste mês.

As vendas de vinho verde para fora de Portugal atingiram 64 milhões de euros, a um “preço médio de 2,2 a 2,3 euros por litro”, valor esse que equivale também a metade do total, adiantou Manuel Pinheiro.

“O preço médio por litro tem crescido quase um por cento ao ano e nos últimos cinco anos subiu dez por cento”, assinalou, observando que é graças aos vinhos brancos que a região tem conseguido ganhar terreno no mercado externo.

O presidente da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV) acrescentou que “existe maior volume no branco”, categoria, aliás, em que região lidera a nível nacional.

Depois de um período caracterizado por “stocks” reduzidos, os produtores reagiram, a área de vinha plantada aumentou e hoje existe vinho suficiente “e, sobretudo, de boa qualidade, porque a última campanha foi boa”, salientou Manuel Pinheiro.

Os Estados Unidos e, a curta distância, a Alemanha continuam a ser os principais mercados externos entre os “mais de 100” onde o vinho verde chega, sendo que os norte-americanos destacam-se pelo valor pago, “perto de 20 milhões de euros”, e os alemães pelo volume comprado.

França, Canadá, Reino Unido e Japão seguem-se na lista dos países que mais compram este vinho e “o mercado nacional tem-se comportado bem”, ficando com quase metade do vinho vendido.

“A região tem conhecido um impulso que permite pensar num crescimento em valor”, enfatizou Manuel Pinheiro, adiantando que um dos objetivos para 2019 é “tirar a sazonalidade ao vinho verde, para que os clientes percebam que o podem ter o ano inteiro”.

A Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV) pretende “crescer em Lisboa” este ano para não ficar acantonado no seu território tradicional, “o Norte e a sua zona costeira”, contando pata tal com “a nova campanha de promoção para o mercado nacional” dirigida para os vinhos de gama superior.

A campanha tem como mote “Não há só um Verde. Há vários tons de Verde” ambiciona com ela “inscrever o vinho verde no topo das preferências dos consumidores nacionais”.

No plano externo, a CVRVV acaba de se aliar à região vinícola de Verona, de Itália, num programa de promoção conjunta nos mercados da Dinamarca, França Alemanha e Portugal para os próximos três anos envolvendo “um investimento de 3,4 milhões de euros”.

A CVRVV teve a ideia, a União Europeia sugeriu-lhe que encontrasse um parceiro para dar o financiamento necessário (80 por cento do total) e indicou mesmo potenciais interessados e a escolha recaiu na entidade que representa os vinhos da região de Verona, que aceitou o desafio para uma colaboração com os vinhos verdes.

“Esta oportunidade sublinha a credibilidade do nosso trabalho de promoção. Muito claramente, é para nós um passo de gigante na afirmação mundial dos vinhos verdes como uma grande região vinícola”, enfatizou Manuel Pinheiro.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Barcelos

Dulce Pontes, Agir, Blaya, Tito Paris e Toy na Festa das Cruzes em Barcelos

Câmara anunciou descontos na CP no comboio regional e inter-regional

em

Foto: DR

O presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, deu esta sexta-feira a conhecer os principais destaques da Festa das Cruzes 2019, na cerimónia de apresentação que decorreu no Jardim das Barrocas.

A primeira grande romaria do Minho, que decorre entre 25 de abril e 6 de maio, apresenta Dulce Pontes, Agir e Blaya como cabeças de cartaz, mas nomes como Tito Paris, Toy, Daniel Pereira Cristo e Rão Kyao também passarão pela Frente Ribeirinha, que este ano é o palco principal.

Miguel Costa Gomes referiu, na sua intervenção, que a Festa das Cruzes é “uma festa de Barcelos, para Barcelos e para o mundo, onde o religioso e o profano se mesclam de forma harmoniosa”, dando particular destaque aos feriados 1 e 3 de maio que são os pontos altos.

O Provedor da Real Irmandade do Senhor da Cruz, Pedro Ferreira, anunciou que este ano vão tentar “trazer para dentro da igreja um pouco da festividade que existe no exterior”.

Uma das grandes novidades desta edição é o regresso do Fogo Preso (dia 02 de maio), espetáculo pirotécnico que se junta ao fogo de artifício do dia 25 de Abril, ao Fogo da Ponte (27), ao Espetáculo Piromusical (30) e ao Fogo do Rio (3 de maio).

Este ano, continua a parceria com a CP – Comboios de Portugal, em que todos aqueles que quiserem visitar Barcelos, nos dias 01 e 03 de maio, têm um desconto de 30% no comboio regional e inter-regional.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Mercadona e Aldi estudam investir em Viana

Cadeia espanhola vai entrar este ano no país, e empresa alemã tem lojas em nove distritos

em

Foto: DR/Arquivo

O grupo espanhol Mercadona, que está a preparar a expansão para Portugal, e a cadeia alemã Aldi, que conta com lojas em nove distritos, estão a estudar a possibilidade de abrir unidades em Viana do Castelo.

Mercadona já começou a recrutar em Braga

Segundo avança a Rádio Alto Minho, que cita fonte camarária, os grupos estão interessados na zona norte do concelho.

Marcas da Mercadona vão falar “portunhol”

A Mercadona, maior cadeia espanhola de supermercados, vai inaugurar em 02 de julho em Canidelo, concelho de Vila Nova de Gaia, o seu primeiro estabelecimento em Portugal e até ao final do ano abrirá mais nove, todos no norte, inclusive em Braga e em Barcelos.

Continuar a ler

Braga

Fogo florestal em Vieira do Minho

Já extinto

em

Foto: Eduardo Ferreira

Um fogo florestal foi extinto ao princípio da noite de hoje, em Eira Vedra, no concelho de Vieira do Minho, depois do empenho dos Bombeiros Voluntários de Vieira do Minho e do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS) da GNR.

As chamas chegaram a ter três frente muito ativas, mas o “ataque musculado” como foram atacadas pelos bombeiros e militares levou a que ficasse inicialmente controlado e depois em fase de rescaldo, depois de ter sido extinto.

Foto: Eduardo Ferreira

Foto: Eduardo Ferreira

O incêndio começou a meio da tarde e foi rapidamente combatido por 17 operacionais, como apoio de cinco veículos, dos bombeiros Voluntários de Vieira do Minho, para além do meio aéreo do GIPS da Guarda Nacional Republicana.
A operação de proteção civil teve ainda a colaboração do Posto Territorial da GNR de Vieira do Minho.

Continuar a ler
Anúncio

ÚLTIMAS

Reportagens da Semana

EM FOCO

Populares