Ex-quinta de Mesquita Machado em Vila Verde pode vir a ser um ‘resort’ de luxo

Quinta de Salgueirô

O concelho de Vila Verde pode vir a ter um resort de luxo junto ao rio Cávado, na freguesia de Cabanelas, apurou O MINHO. O projeto terá sido apresentado nesta manhã de quarta-feira junto do executivo municipal e a construção poderá ter início a breve prazo.

Fala-se da Quinta de Salgueirô, que pertenceu, há muitas décadas, à célebre família Pachancho, tendo sido comprada por Mesquita Machado para gestão da esposa, que entretanto a vendeu a estes novos investidores que, sabe O MINHO, estão ligados à empresa ALTICE.

Em 2012, altura em que o ex-autarca de Braga divulgou o património que tinha em seu nome, a quinta estava avaliada em mais de um milhão de euros.

O MINHO sabe que algumas reservas foram colocadas por se tratar de um local com um vinho de marca – o Quinta do Salgueirô -, mas caso a vinha seja preservada, a obra deverá mesmo iniciar. Parte da quinta apanha ainda uma parte da freguesia de Ucha, em Barcelos.

Este investimento, para além da criação de emprego e atração de turismo para aquela zona, junto à praia fluvial de Gaião, pode ainda proporcionar investimento municipal na melhoria de acessos, causando ainda mais pressão no lóbi existente para a construção de uma nova ponte sobre o Cávado a unir Cabanelas e Padim da Graça, no concelho de Braga.

Caso não seja possível a construção do resort, o espaço poderá tornar-se na mesma num complexo turístico, mas com habitações permanentes.

(notícia atualizada com a correção da compra da quinta por parte de Mesquita Machado, uma vez que não foi herdade, conforme avançado inicialmente)

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Trabalhadores da APTIV em Braga manifestam-se por aumentos salariais "dignos"

Próximo Artigo

Perto de 42 mil empresas recorreram aos apoios que substituíram o ‘lay-off’ simplificado

Artigos Relacionados
x