Seguir o O MINHO

Futebol

Ex-jogador do Moreirense morre aos 31 anos

Óbito

em

Foto: DR / Arquivo

Mohamed Abarhoun, central marroquino de 31 anos que representou o Moreirense entre 2017 e 2019, morreu esta quarta-feira, após uma luta de 10 meses contra um cancro no estômago.

O central vestiu a camisola do Moreirense entre junho de 2017 e dezembro de 2018, apontando dois golos em 46 jogos, depois de ter vencido dois campeonatos marroquinos pelo Athletic Tétouan, sendo transferido para os turcos do Çaykur Rizespor.

Chegado a Portugal, impôs-se rapidamente como titular em Moreira de Cónegos até ser transferido para o Rizespor a meio da época seguinte. Jogou as duas últimas épocas na liga turca até fevereiro, quando lhe foi diagnosticado um cancro.

Mohamed Abarhoun cumpriu sete internacionalizações pela seleção de Marrocos, incluindo três aparições no torneio de futebol dos Jogos Olímpicos Londres2012, e estava sem jogar desde março, quando foi detetada a doença do foro oncológico.

Entretanto, o Moreirense já lamentou a morte do antigo atleta do clube. “2020 tem sido um ano de grandes perdas para a família Moreirense”, salienta o clube. “Foi com uma tremenda tristeza que recebemos a notícia do falecimento de Mohamed Abarhoun, que representou o nosso clube durante duas temporadas”, acrescenta o comunicado partilhado na página de Facebook do clube.

“Mais uma vez o futebol viu partir, cedo demais, um ser humano de grandes valores, sempre alegre e divertido e que rapidamente se ambientou ao nosso emblema”, refere o clube, endereçando “neste momento de profunda dor e sofrimento a todos os seus familiares e amigos as mais sentidas condolências”.

Notícia atualizada às 12h49 com reação do Moreirense.

Populares