Seguir o O MINHO

Ave

Ex-deputado Miguel Teixeira corre para a maior união de freguesias de Cabeceiras de Basto

Refojos de Basto, Outeiro e Painzela

em

Foto: DR

O ex-deputado socialista à Assembleia da República e ex-vereador na Câmara de Cabeceiras de Basto, Miguel Teixeira, candidata-se , pelo Movimento Independentes por Cabeceiras, a presidente da União de Freguesias de Refojos de Basto, Outeiro e Painzela, a mais populosa do concelho e que abarca o centro histórico da vila.

“O Município caiu na estagnação nos últimos anos. Um bom resultado na união de freguesias pode ajudar a mudar a Câmara”, disse a O MINHO:

Miguel Teixeira encara o desafio como “um exercício de cidadania para melhorar a ação desta autarquia, liderando uma lista competente e tecnicamente qualificada que a seu tempo será divulgada e propondo um vasto programa de intervenção na área social, no apoio aos idosos, aos cuidadores informais, à cultura, ao desporto e à juventude, na área das freguesias de Refojos, Outeiro e Painzela”.

Miguel Teixeira, tem 51 anos, é casado e pai de duas filhas. Natural de Refojos de Basto, é professor na Escola Básica e Secundária de Cabeceiras de Basto. Ao longo da sua vida tem desenvolvido uma intensa atividade cívica, política e associativa, sempre na defesa de Cabeceiras de Basto e das Terras de Basto.

Licenciou- se em Humanidades pela Faculdade Filosofia de Braga, Universidade Católica Portuguesa, sendo professor do Ensino Básico e Secundário há quase 30 anos. Concluiu em 2001 a pós-graduação em Ciência Política/Cidadania e Governação pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias de Lisboa. Tem o Curso do Cenjor (Centro de Formação Profissional para jornalistas).

Diretor do jornal O Basto

Aos 18 anos assumiu o cargo de diretor do jornal O Basto, tendo registado inúmeros registos e apontamentos de opinião, defendendo a unidade de Basto.

Com apenas 23 anos de idade, foi eleito Vereador em regime de permanência na Câmara Municipal entre 1994 e 1997 e Vereador sem pelouros, por opção própria, entre 1998 e 2001. Como Vereador da Câmara foi responsável pelos pelouros da Juventude, Educação, Cultura, Desporto, Fundos Comunitários, águas e saneamento, feiras e mercados e proteção civil.

Enquanto Vereador do Pelouro da Juventude e Educação, lançou e acompanhou uma das medidas mais emblemáticas do ponto de vista social que ainda hoje se encontra em vigor: a atribuição de bolsas de estudo municipais, a jovens alunos pertencentes a agregados familiares carenciados, que apresentam bom rendimento escolar.

Em conjunto e com a colaboração com a então Associação de Professores de Basto, presidida por Jorge Machado, foi ainda responsável pela implementação e desenvolvimento de uma biblioteca itinerante (que o concelho em 1994 não dispunha), que possibilitou aos alunos de 37 escolas do primeiro ciclo em todo o concelho, terem acesso ao livro e à cultura.

Populares