Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Ex-autarca socialista de Viana está “inquestionavelmente” com Luís Nobre

Eleições autárquicas

em

Defensor Moura. Foto: DR / Arquivo

O ex-presidente socialista da Câmara de Viana do Castelo, Defensor Moura, associou-se hoje à campanha do seu antigo vereador Luís Nobre, candidato do partido às eleições do dia 26, para manifestar “publicamente” o seu apoio “inquestionável”.

Há anos retirado da política, o médico aposentado, de 76 anos, Defensor Moura juntou-se à equipa do PS que concorre à Câmara da capital do Alto Minho no jardim público onde teve início uma ação de campanha dedicada ao comércio tradicional.

Em declarações aos jornalistas, depois de um abraço demorado com o seu antigo vereador, Defensor Moura expressou o seu apoio “inquestionável” a Luís Nobre.

“É um apoio que começou há 20 anos quando o convidei para fazer parte de uma das minhas listas à câmara e depois foi vereador. Não tenho dúvidas das qualidades do Luís Nobre para exercer um cargo público e ser presidente da Câmara”, afirmou.

Na capital do Alto Minho o próximo ato eleitoral é marcado pela mudança de liderança do município, nas mãos do PS desde as autárquicas de 1993, quando Defensor Moura ganhou a autarquia ao PSD.

A conquista socialista perpetua-se até ao atual mandato, liderado por José Maria Costa, que não pode concorrer por ter feito três mandatos consecutivos.

Nas eleições do dia 26, Luís Nobre vai tentar continuar o ciclo de governação socialista, e Defensor Moura decidiu fazer uma pausa na vida fora da política para pôr fim “a boatos” de que “apoiaria outras candidaturas”.

“Fiz questão de vir hoje aqui, apesar de estar absolutamente retirado da política, para manifestar o meu apoio público ao Luís Nobre. Já o tinha feito particularmente, porque quero que ele ganhe e quero que ele continue a desenvolver um programa que começámos a desenvolver há 28 anos”, sustentou.

O candidato do PS manifestou uma “enorme satisfação” pelo apoio de uma “referência” do partido e disse ser necessário “ter inteligência para aprender com quem dá oportunidades e transmite ensinamentos”.

“A vida é feita de referências, vamos crescendo e aprendendo. (…) A oposição tem dado nota de que os vianenses estão saturados. Nós não temos de mudar”, disse.

Para Luís Nobre, “ciclo após ciclo, os vianenses sentiram-se tranquilos e decidiram pelo projeto e pelas lideranças certas”.

“Acredito que no dia 26 vamos ter uma grande vitória”, disse, justificando a convicção “com uma governação socialista pautada por estratégia, planeamento, e um projeto de cidade que é preciso concluir”.

“Não tenho dúvidas que, neste mandato, vamos concluir. Aí sim, os vianenses vão poder fazer avaliação final de uma estratégia que começou há 28 anos”, referiu.

Durante a ação de campanha no centro histórico da cidade, junto do comércio tradicional, Luís Nobre propôs a criação de “uma bolsa com 40 novas lojas e 10 lojas âncora, para a instalação de comércio com rendas a custos controlados e um apoio municipal para a sua dinamização e recuperação da pandemia de covid-19 de mais de meio milhão de euros”.

Além de Luís Nobre pelo PS, concorrem às eleições do dia 26 Eduardo Teixeira pela coligação PSD/CDS-PP, Cláudia Marinho pela CDU, Jorge Teixeira pelo Bloco de Esquerda, Rui Martins pela Aliança, Paula Veiga pelo Nós, Cidadãos!, Maurício Antunes da Silva pelo IL e Cristina Miranda pelo Chega.

Populares