Seguir o O MINHO

Barcelos

Europeias: Feira de Barcelos é uma “espécie de talismã” para Nuno Melo

Eleições Europeias realizam-se no próximo domingo

em

Foto: Twitter

Nuno Melo e os candidatos do CDS-PP passearam hoje na feira de Barcelos, ouviu algumas promessas de voto nas eleições de domingo e relativizou as sondagens que põem os centristas abaixo do BE e do PCP.

Na feira que disse ser uma “espécie de talismã” para si e para o CDS, Nuno Melo ouviu mais “casos de vida difíceis”, como lhes chama, de pessoas que se dedicam à “pequena agricultura”, como atividade de subsistência, e se queixam por serem “vergastadas pelo fisco”.

Foi a deixa usada para o eurodeputado e recandidato do CDS levantar a questão do atraso, segundo disse, da publicação dos dados de execução orçamental pelo Governo, que acusou de esconder esses números para não prejudicar o PS nas eleições europeias do próximo domingo.

De banca em banca, Melo foi distribuindo panfletos e canetas, beijos, abraços e recebeu algumas promessas, incluindo uma idosa que disse que o CDS é o seu partido “há 50 anos”.

Atrás ou ao lado, Pedro Mota Soares, que uma mulher identificou como alguém que é muito parecido com “um senhor que aparece na televisão”, ia pedindo “força” para o CDS nas eleições.

“Olhe que é já no domingo, não se esqueça”, repetiu um par de vezes.

E Nuno Melo também ouviu a promessa de uma mulher de “rezar por si”, ao que o candidato agradeceu: “Reze, reze.” Uma promessa, aliás, repetida a Pedro Mota Soares.

Num dia em que teve simpatia e pouca animosidade por onde passava, Nuno Melo deu sinais de não ter gostado da sondagem da TSF, que continua a colocar o CDS, com 6,7%, abaixo do BE e do PCP, dados que contrariam o que anda a defender desde meio do período oficial de campanha eleitoral.

O cabeça de lista dos centristas quer evitar o comentário às sondagens que umas vezes colocam o CDS à frente do PCP e têm margens de erro de 4%, concluindo que o partido poderia chegar quase aos 11%.

Melo diz recusar-se a “comentar sondagens que dão uns dias 12% ao BE e outras que dão 6%”, afirmando que estes estudo, “em relação ao CDS falham-se sempre, como aconteceu nas europeias de 2009.

“Não é normal, não é científico. Espero pelas urnas”, afirmou.

E à quarta pergunta dos jornalistas sobre as sondagens e se os as intenções de voto revelavam uma tendência, remeteu os seus comentários para a noite eleitoral.

O dia de campanha do CDS é passado hoje nos distritos de Braga e do Porto, terminando com um jantar em que também discursará a presidente do partido, Assunção Cristas.

Anúncio

Barcelos

Alunos de Barcelos vendem produtos de Natal para ir a Faro de avião

Este será o primeiro voo de muitos dos alunos

em

Foto: DR
Este sábado, terá lugar na Escola Básica de Areias de Vilar, a Feirinha de Natal, organizada pelos alunos e membros da comunidade. O evento espera mobilizar toda a freguesia incluindo pequenos negócios com a intenção vender produtos de Natal.
“Todos os fundos angariados destinam-se a financiar a viagem de avião, até Faro, dos alunos da Escola Básica Areias de Vilar”, mencionou a representante do projeto em comunicado enviado a O MINHO.
A viagem foi acordada com os encarregados de educação devido ao elevado custo da viagem.
A iniciativa destina-se a toda a comunidade educativa do local e conta com o espirito natalicio de todos para garantir o seu sucesso.
Nesta feirinha podem-se encontrar elementos de decoração, comida e até mesmo um sorteio de um fim de semana de descanso no Hotel Monte Prado em Melgaço.

Continuar a ler

Barcelos

Bloco de Esquerda recomenda ao Governo construção de novo hospital em Barcelos

“Promessa que remonta a 2007”

em

Hospital de Barcelos,. Foto: Divulgação / Hospital de Barcelos

O Bloco de Esquerda (BE) apresentou, na Assembleia da República, um projeto de resolução para a construção do novo hospital de Barcelos, sublinhando que se trata de uma promessa que remonta a 2007, anunciou aquele partido.

Segundo o deputado bloquista José Maria Cardoso, eleito pelo círculo eleitoral de Braga, a construção de um novo hospital em Barcelos é “promessa muitas vezes efetuada, mas ainda não concretizada”.

José Maria Cardoso referiu que em 2007 foi aprovada a construção do hospital e que em 2012 foi apresentada a maquete do novo edifício, tendo a Câmara Municipal referido “diversas vezes” que disponibilizará o terreno.

“Mas o tempo passa, as promessas sucedem-se e a concretização não acontece”, lamentou.

Sublinhou que Barcelos “precisa ter um hospital funcional, capaz de dar resposta diferenciada e de qualidade aos utentes da sua área de referenciação”.

Para o Bloco de Esquerda, é “fundamental” que o processo seja finalmente desbloqueado, a bem das populações e do seu direito ao acesso à saúde.

Citando o Relatório de Gestão e Contas do hospital referente a 2016, o Bloco lembra que o edifício “apresenta fortes constrangimentos da sua estrutura física, que condicionam a realização das atividades assistenciais”.

Diz ainda que embora exista “alguma margem para aumento da eficiência interna, muitos dos atuais constrangimentos só poderão ser resolvidos com a construção de um novo hospital”.

Por isso, o Bloco propõe que a Assembleia da República recomende ao Governo que sejam desencadeadas as diligências necessárias tendo em vista a construção do novo Hospital de Barcelos.

Quer ainda que o Governo garanta que a construção e a gestão do novo Hospital de Barcelos sejam públicas e não parcerias público-privadas (PPP).

Na sexta-feira, em Barcelos, a ministra da Saúde não se comprometeu com a inscrição do novo hospital local no Orçamento do Estado para 2020, sublinhando que “é tudo uma questão de prioridades”.

Continuar a ler

Barcelos

Cerâmica de Barcelos numa das maiores feiras de artesanato do mundo

“L’Artigiano in Fiera”

em

Foto: Divulgação /

Barcelos, através de um expositor da freguesia de Ucha, marcou presença na L’Artigiano in Fiera, em Milão, Itália, considerada uma das mais importantes feiras de artesanato do mundo, anunciou hoje a autarquia.

Entre 30 de novembro e 08 de dezembro, a cerâmica “Histórias da Minha Terra” esteve presente no certame que conta com mais de três mil stands vindos de mais de 110 países distintos.

Com mais de um milhão de visitantes, esta feira destaca mais de 150 mil peças de artesanato vindo de todos os continentes, com ênfase para a “autenticidade, qualidade e originalidade”, segundo explica o site da organização.

Portugal esteve representado no pavilhão dedicado à Europa, com expositores de peles, cerâmica, filigrana e gastronomia.

Continuar a ler

Populares