Seguir o O MINHO

Actual

Euro2020: Portugal pode confirmar hoje apuramento em Kiev

Euro 2020

em

Foto: Divulgação FPF / Arquivo

Portugal tem hoje aquele que promete ser o teste mais difícil na fase de apuramento para o Euro2020 de futebol, com uma deslocação a Kiev para defrontar uma Ucrânia que tem sido implacável no Grupo B.

Após o esperado triunfo sobre o Luxemburgo (3-0), na última sexta-feira, a seleção nacional vai tentar carimbar já na capital ucraniana um lugar na fase final do próximo Europeu, mas também continuar na luta pelo primeiro lugar do agrupamento.

Um triunfo no Estádio Olímpico de Kiev, perante esperadas 70 mil pessoas, deixa Portugal a dois pontos do primeiro lugar, com menos um jogo disputado que os ucranianos, e, caso a Sérvia não consiga vencer na Lituânia, a formação de Fernando Santos poderá festejar a sétima presença consecutiva na fase final de um Europeu e manter a defesa do título conquistado em 2016.

No primeiro confronto, em março, no arranque da fase de qualificação, Portugal e Ucrânia empataram a zero, num encontro em que o guarda-redes Pyatov foi o melhor em campo, no Estádio da Luz, em Lisboa.

Portugal joga apenas pela segunda vez em Kiev, onde em 1996 foi derrotado pela Ucrânia, por 2-1, um resultado que na altura ajudou a seleção nacional a falhar a fase final do Mundial1998 de futebol.

A Ucrânia lidera o Grupo B, com 16 pontos, à frente de Portugal, que segue no segundo lugar, com 11, mas com menos um jogo que a formação de leste. A Sérvia é terceira, com sete, seguida do Luxemburgo, com quatro, e da Lituânia, com um.

O segundo Ucrânia-Portugal da história está agendado para as 19:45 (21:45 horas locais) e terá arbitragem do inglês Anthony Taylor.

Anúncio

Actual

Pais em desespero procuram menor desaparecida em Braga

Menor desaparecida

em

Foto: O MINHO/Arquivo

Uma adolescente de Barcelos, está desaparecida desde ontem, sendo procurada pelas autoridades desde esta manhã, anunciou a família.

Numa publicação partilhada através das redes sociais, o pai, António Malheiro, refere que a filha se encontra “fora de contacto” e em paradeiro desconhecido.

Terá sido vista pela última vez na cidade de Braga, durante esta sexta-feira.

A família apela a que, caso alguém saiba do paradeiro da adolescente, contacte as autoridades locais (GNR/PSP).

Notícia atualizada às 16h51 com informação do aparecimento da menor

Continuar a ler

Actual

Mãe e filho menores feridos em acidente em Barcelos

Em Lijó

em

Foto: Vítor Vasconcelos / O MINHO

Uma mulher e um menor ficaram feridos, esta terça-feira à tarde, na sequência de uma colisão entre duas viaturas ligeiras, na rua dos Caminheiros de Santiago, junto ao campo de futebol de Lijó, em Barcelos, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

As vítimas, mãe e filho, foram transportadas para o Hospital de Barcelos com ferimentos considerados ligeiros.

Foto: Vítor Vasconcelos / O MINHO

No local da ocorrência estiveram duas ambulâncias dos Bombeiros de Barcelinhos.

Os Bombeiros de Barcelos fizeram a limpeza da via, que esteve parcialmente cortada.

Continuar a ler

Actual

António Costa felicita Pedro Sánchez pela vitória dos socialistas nas legislativas espanholas

Diplomacia

em

Foto: Divulgação

O primeiro-ministro, António Costa, felicitou, este domingo, o seu homólogo espanhol, Pedro Sánchez, pela vitória dos socialistas do PSOE nas eleições gerais de Espanha, disse à agência Lusa fonte do executivo português.

A mesma fonte adiantou que António Costa transmitiu a mensagem de felicitações ao primeiro-ministro de Espanha e líder do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE), Pedro Sánchez, numa breve conversa telefónica.

Com cerca de 95% dos votos escrutinados, o PSOE lidera a contagem com cerca de 28% dos votos, correspondentes a 120 deputados eleitos, estando em segundo lugar os conservadores do Partido Popular (PP) com 88 lugares e em terceiro o partido de extrema-direita Vox com 52 lugares.

A coligação de extrema-esquerda Unidas Podemos elegeu até agora 35 deputados e o Cidadãos obtém apenas 10 lugares.

Com estes resultados, o bloco dos partidos de esquerda (PSOE, Unidas Podemos e Mais País) totaliza 158, enquanto o bloco de direita (PP, Vox e Cidadãos) alcança 150 lugares. A participação eleitoral é de 69,96%.

Nas eleições de 28 de abril, os socialistas do PSOE tiveram 28,7% dos votos, seguidos pelo PP com 16,7%, o Cidadãos (direita liberal) com 15,9%, o Unidas Podemos (extrema-esquerda) com 14,3% e o Vox (extrema-direita) com 10,3%.

As eleições de hoje foram convocadas em setembro pelo Rei de Espanha, depois de constatar que o primeiro-ministro socialista em funções, Pedro Sánchez, não conseguiu reunir os apoios suficientes para voltar a ser investido no lugar na sequência das eleições de abril.

Continuar a ler

Populares