Estudantes da UMinho criam revista científica internacional

Journal UMinho Science

Estudantes da Escola de Ciências da Universidade do Minho fundaram a Journal UMinho Science (JUS), uma revista científica em inglês sobre ciência, dirigida a toda à sociedade e com edição online contínua. Foca-se em áreas como a biologia, ciências da terra, física, matemática e química.

Em comunicado, a UMinho indica que a JUS possa ser “uma ferramenta de inovação pedagógica, com artigos sobre novas estratégias de ensino e aprendizagem de ciências, em particular das ciências experimentais”.

A nova revista da UMinho está aberta aos autores de qualquer instituição de ensino superior portuguesa ou estrangeira. Os interessados podem submeter artigos originais a partir desta quarta-feira. “Esta publicação da UMinho Editora quer apostar no acesso livre, na qualidade e na internacionalização”, refere a universidade em comunicado.

Conforme explica Beatriz Santos, coordenadora da publicação, esta revista “distingue-se por ser dirigida por alunos”. Contudo, “Mantém um elevado rigor e a qualidade dos artigos, num processo duplamente cego em que os revisores, especialistas de renome em várias áreas, não sabem quem escreveu o artigo nem o autor sabe quem o reviu”.

A revista prevê a publicação de artigos científicos, de revisão, de divulgação, de opinião e editoriais, o que serve também como um fórum de discussão sobre ciência. A edição é em contínuo e admite-se que os primeiros artigos saiam ainda este ano. Está igualmente agendada uma edição da JUS por semestre, agregando os vários conteúdos publicados.

A editora-chefe é Carla Fernandes e a coordenadora é Beatriz Santos. Os editores associados do Journal UMinho Science são Andreia Breia, Beatriz Santos, Diogo Carvalho, Gabriel Quartin, Inês Barbosa, Inês Tavares e Raúl Garcia, estudantes da UMinho em áreas como Genética Molecular, Física, Engenharia Física, Ambiente, Estatística Aplicada e Geologia. No comité consultivo estão Inês Sousa, Nuno Castro, Rui Oliveira e Hernâni Gerós, professores da Escola de Ciências da UMinho.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

500 milhões de pessoas podem sofrer de doenças devido à inatividade física

Próximo Artigo

Mulher apanhada a conduzir embriagada duas vezes na mesma noite em Braga

Artigos Relacionados
x