Estrutura junto à praia de Moledo em risco de queda. Câmara de Caminha vai demolir

Obras públicas

Uma estrutura de betão localizada na zona central do principal parque de estacionamento da praia de Moledo, em Caminha, vai ser demolida pela Câmara local por apresentar sinais de deterioração, foi hoje anunciado.

Os trabalhos começam na primeira semana do mês de maio e implicam um investimento de 74 mil euros, aos quais acresce o IVA, e têm a duração estimada de um mês.

Em comunicado, a autarquia liderada pelo socialista Miguel Alves denuncia a “evidente deterioração da estrutura na zona das colunatas”, apontando “descascamento de betão com consequências para o ferro, a que acrescem sinais de soltura de parte dos tirantes de aço que sustentam a pala”.

Considera a Câmara de Caminha que “a obra de demolição” se tornou “inevitável”, face “ao risco para os transeuntes e para os automóveis ou motociclos normalmente estacionados no local”.

O caso foi reportado inicialmente pela Junta de Freguesia, levando a que o município pedisse um estudo técnico. O resultado concluiu “necessidade imperiosa da demolição”.

Já foi removida uma cabine telefónica e seguem-se trabalhos de escoramento da pala, avançando-se, depois, para a demolição por secções, “de modo a evitar danos de vulto no pavimento existente na envolvente”.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Benfica tenta pressionar Sporting na luta pelo segundo lugar da I Liga

Próximo Artigo

Guimarães: Longas filas na variante de Creixomil após acidente

Artigos Relacionados
x