Estrangeiro detido pelo SEF em Braga é um brasileiro suspeito de matar iraniano no Rio de Janeiro - O MINHO
Redes Sociais

Estrangeiro detido pelo SEF em Braga é um brasileiro suspeito de matar iraniano no Rio de Janeiro

Foto: DR

Braga

Estrangeiro detido pelo SEF em Braga é um brasileiro suspeito de matar iraniano no Rio de Janeiro

O jovem estrangeiro que foi detido nesta sexta-feira pelo SEF, em Braga, no cumprimento de um mandado de captura internacional por crime de homicídio, é suspeito de ter morto um iraniano, no Rio de Janeiro, em 2014, apurou hoje O MINHO junto de fontes policiais.

Este jovem, de 25 anos, com nacionalidade brasileira, foi apresentado este sábado à tarde pelos operacionais do SEF de Braga, já ao Tribunal de Turno, a funcionar no Palácio da Justiça de Esposende, que validou a sua detenção, confirmando a prisão preventiva do suspeito, que através dos canais da INTERPOL, será repatriado brevemente para o Brasil.

Vítima mortal tinha 35 anos. Foto: DR

Thaylan Padilha Palomanes, juntamente com o seu irmão, Thauhann Padilha Palomanes, de 31 anos, está acusado do assassínio de Millade Mill Hosseini Ballaai, de 35 anos, a 28 de junho de 2014, o dono de uma pousada, no Morro do Vidigal, na zona sul do Rio de Janeiro, onde ambos trabalhavam, tendo o corpo sido descoberto por outros funcionários.

Thaylan Padilha Palomanes foi detido já durante o dia de sexta-feira na cidade de Braga, pelos investigadores da Delegação Regional de Braga do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), em grande sigilo, através de uma operação que teve o seu corolário em Esposende, com a confirmação judicial do mandado por crime de homicídio qualificado.

Cidadão brasileiro tinha casa em Real, Braga. Foto: O MINHO

Tudo indica que o jovem brasileiro não tinha atualmente qualquer ocupação profissional, após se ter dedicado a vender suplementos alimentares para atletas, na zona Guimarães, encontrando-se a residir em situação irregular em Portugal, já depois de uma tentativa de legalização junto do próprio SEF, que resultou frustrada, por não reunir requisitos legais.

Ainda segundo soube O MINHO, a escolta do jovem foi rodeada de excecionais medidas de segurança, entre Braga e Esposende, que terão sido tão complexas quanto discretas, apenas do conhecimento de um reduzido número de pessoas, até ser confirmada a prisão.

Detido a fazer compras

Até ao momento sabe-se apenas que o suspeito foi detido sexta-feira na freguesia de Real, em Braga, quando saía de uma loja onde tinha acabado de fazer compras, tendo sido logo levado para a Delegação Regional de Braga do SEF, na Rua Mário Valença, em Nogueira.

Delegação do SEF, em Braga. Foto: O MINHO

Depois de confirmar a presença do suspeito, em Braga, o SEF de Braga estabeleceu “um dispositivo de segurança e de vigilância, que culminou na sua detenção”, consumada em Real, freguesia poucos quilómetros abaixo da Estação da CP de Braga, onde tinha a casa.

No comunicado o SEF indicou que o jovem de 25 anos, “sobre o qual pendia um mandado de detenção internacional pela prática de um crime de homicídio qualificado no seu país de origem”, foi detido durante esta sexta-feira, em Braga, sem adiantar mais pormenores.

De acordo com fontes policiais contactadas por O MINHO, a detenção do jovem apenas se deveu a cumprimento do mandado de detenção internacional emitido pela INTERPOL.

Mais Braga