Seguir o O MINHO

I Liga

Estoril perde e Famalicão regressa à I Liga

em

Foto: DR

O Famalicão assegurou hoje a sétima presença no principal escalão do futebol português, 25 anos depois, ao juntar-se ao Paços de Ferreira entre os promovidos da II Liga.

A promoção do Famalicão foi confirmada quando faltam três jornadas para o fim do campeonato, com a vitória caseira frente ao Vitória SC B por 4-1 de manhã, beneficiando da derrota do Estoril Praia por 4-2 em casa do Penafiel de tarde.

Os famalicenses alcançam a I Liga portuguesa 25 anos depois da última presença no principal escalão sob o comando de Carlos Pinto, que substituiu Sérgio Vieira após a 26.ª jornada e conseguiu a sua segunda subida consecutiva depois do êxito pelo Santa Clara, na época passada.

No total, o clube, que segundo conta a história foi fundado por seis amigos em 21 de agosto de 1931, somava até aqui seis presenças na I Liga e apenas quatro seguidas, nas épocas 1946/47, 1978/79, 1990/91, 1991/92, 1992/93 e 1993/94.

Na última presença entre os ‘grandes’, o emblema minhoto ficou no 17.º e penúltimo lugar da tabela, sendo despromovido juntamente com o Estoril Praia (18.º), que este ano foi seu adversário direto, e com o Paços de Ferreira (16.º), que já garantiu a subida na jornada anterior.

O emblema famalicense, conhecido pelo bairrismo que se tem convertido em ‘recordes’ de assistência, teve o seu auge na década de 1990, quando conseguiu disputar a I Liga em quatro épocas consecutivas.

Os 13.ºs lugares nas duas primeiras presenças no primeiro escalão são as melhores classificações do clube, quando o campeonato era disputado por 14 e 16 clubes, respetivamente, em ambos os casos em lugares de descida de divisão.

As permanências foram sempre asseguradas tangencialmente, com o 15.º lugar em 1990/91 e os 14.ºs em 1991/92 e 1992/93 – quando foi vencer surpreendentemente ao terreno do FC Porto por 1-0 com um golo do suplente Vieira, antes de os ‘dragões’ se sagrarem bicampeões.

Seguiu-se, em 1994 a ‘queda’ para o segundo escalão e, em 1996, novo ‘tombo’ para fora dos campeonatos profissionais aos quais só viria a regressar na época 2015/16 sob o comando técnico de Daniel Ramos, atualmente no Rio Ave.

Pelo meio, o clube minhoto, atualmente presidido por Jorge Silva, foi notícia quando, em 1999, militando no terceiro escalão, chegou à quarta eliminatória da Taça de Portugal, sendo eliminado pelo FC Porto, que jogava em casa, no prolongamento (4-2).

Na temporada 2014/15, ano em que se sagrou campeão do Campeonato de Portugal e regressou à II Liga, também só foi afastado da Taça de Portugal nos quartos de final pelo Sporting, que viria a conquistar o troféu, ao perder por 4-0 no recinto dos ‘leões’, perante cerca de 3.000 adeptos do Famalicão.

Esta época, o emblema de Vila Nova de Famalicão, do distrito de Braga, ‘caiu’ na segunda eliminatória, ao perder em Águeda (1-0), e na primeira fase da Taça da Liga, com a derrota caseira frente ao Arouca (5-4, nas grandes penalidades), mas acabou por celebrar no campeonato.

Anúncio

Futebol

Alex Pinto e Juan Villa regressam aos convocados do Gil Vicente

Jogo com o Braga

em

Foto: Gil Vicente FC

Os regressos do defesa Alex Pinto e do médio Juan Villa constituem as novidades nos convocados do Gil Vicente para a receção ao Sporting Clube (SC) de Braga, no domingo, da terceira jornada da I Liga de futebol.

Alex Pinto, habitual dono da lateral-direita do emblema barcelense, falhou a deslocação ao terreno do Moreirense na última jornada (derrota por 3-0) devido a uma amigdalite, enquanto o centrocampista colombiano ainda procura os primeiros minutos oficiais na temporada.

Os dois futebolistas substituem o defesa Kellyton e o avançado Erick, que não constam do boletim clínico dos minhotos, ao contrário dos médios Bogdan Mladenovic e Claude Gonçalves.

O Gil Vicente, 11.º colocado, com três pontos, recebe o Braga, na nona posição, com o mesmo número de pontos em seis possíveis, no domingo, a partir das 20:30, no Estádio Cidade de Barcelos.

Lista dos 18 convocados:

– Guarda-redes: Wellington e Denis.

– Defesas: Alex Pinto, Rodrigo, Arthur, Vente, Rúben Fernandes e Nogueira.

– Médios: Soares, João Afonso, Juan Villa, Leonardo, Kraev e Ahmed Isaiah.

– Avançados: Lourency, Naidji, Samuel Lino e Sandro Lima.

Continuar a ler

Futebol

Sá Pinto espera em Barcelos dificuldades semelhantes às do FC Porto

Antevisão

em

Foto: DR / Arquivo

Ricardo Sá Pinto anteviu este sábado que o Sporting Clube (SC) de Braga vai ter em Barcelos dificuldades semelhantes às que o FC Porto sentiu, mas garantiu uma equipa para vencer, domingo, na terceira jornada da I Liga de futebol.

O Gil Vicente derrotou os ‘dragões’, em casa, na primeira jornada (2-1) e, também por isso, o treinador dos bracarenses está avisado.

“Prevejo um jogo difícil ao nível do que o FC Porto teve e que eles ganharam com muita alma e ambição”, afirmou.

Depois desse triunfo caseiro, o Gil Vicente perdeu com o Moreirense por 3-0, na ronda seguinte, mas Sá Pinto diz esperar um adversário com a postura do primeiro jogo.

“Vai ser difícil ganhar, mas esse é o nosso objetivo, espero que não haja casos. A nossa ambição é igual à dos nossos adeptos que, segundo sei esgotaram os bilhetes que lhes estavam reservados”, disse.

O treinador elogiou o Gil Vicente, “uma equipa histórica, que voltou à I Liga depois de muita luta e que faz dos seus jogos em casa a sua força porque galvaniza-se e é muito apoiada pelos seus adeptos”.

Os bracarenses jogaram quinta-feira com o Spartak de Moscovo, na primeira mão do ‘play-off’ de acesso à Liga Europa (vitória por 1-0) e vão fazer no domingo, diante do Gil Vicente, o sexto jogo em 17 dias.

“Sem dúvida que a sobrecarga de jogos não permite estar ao nível que queríamos, mas temos um plantel vasto e tenho várias opções para cada lugar. Dentro das características do jogo e da nossa equipa, vamos escolher uma equipa que achamos que está preparada”, disse o técnico.

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, fez questão de incluir, no sábado, o Braga no lote de candidatos ao título, mas Sá Pinto rejeitou essa ideia.

“Agradeço ao Sérgio os elogios que fez à nossa equipa, fico muito honrado, mas quem estabelece os objetivos neste clube é o presidente e o treinador e eles já foram ditos várias vezes e não foram alterados. Enquanto eu cá estiver, serão sempre os mesmos até ao final”, afirmou.

O avançado Rui Fonte é o mais recente reforço dos bracarenses, naquele que é um regresso ao clube.

“É um jogador que conhece a nossa Liga e o nosso clube, já cá ganhou uma Taça de Portugal, tem experiência e mentalidade guerreira, pelo que tem todas as características e perfil para fazer parte deste clube”, avaliou.

A disponibilidade de Pablo, que saiu com queixas no jogo de quinta-feira, ainda é dúvida para tirar no treino que se seguiu à conferência de imprensa de antevisão.

SC Braga, nono classificado, com três pontos, e Gil Vicente, 11.º, também com três, defrontam-se no domingo, às 20:30, no Estádio Cidade de Barcelos.

Continuar a ler

Futebol

Depois de ‘pescar’ em Valência, Famalicão garante avançado do Milan

Tiago Dias a caminho de Famalicão

em

Foto: AC Milan

Tiago Dias, avançado de 21 anos que alinha nos italianos do AC Milan, é a mais recente contratação do FC Famalicão para atacar a permanência na I Liga.

Segundo o jornal A BOLA, os famalicenses asseguraram a contratação do jogador que, na temporada passada, esteve cedido ao SC Braga, onde alinhou na equipa B.

O avançado/extremo polivalente, formado no Sporting e no Benfica e que chegou a Milão em 2016, marcou três golos em 12 jogos pela equipa B do Braga, que não exerceu a opção de compra acordada com o Milan.

Os contornos do negócio com o Famalicão ainda não são conhecidos mas é público que o acordo entre Benfica e Milan assegura uma percentagem de 30% para os campeões nacionais.

Esta é já a segunda contratação sonante dos famalicenses, depois da aquisição de Uros Racic ao Valência por empréstimo.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares