Seguir o O MINHO

Guerra na Ucrânia

Estatuto de país candidato é um “assunto interno” da UE para Moscovo

Guerra

em

Foto: DR / Arquivo

A Rússia qualificou hoje como um “assunto interno da Europa” a atribuição à Ucrânia do estatuto de país candidato à União Europeia (UE) em plena guerra entre os dois países vizinhos. Os líderes dos 27 países da UE atribuíram o estatuto de países candidatos à Ucrânia e Moldova, na quinta-feira, num processo que demorou apenas quatro meses no caso ucraniano, o que foi visto como uma resposta à invasão do país pela Rússia, em 24 de fevereiro.

“É um assunto interno da Europa”, comentou o porta-voz do Kremlin (Presidência russa), Dmitri Peskov, citado pela agência francesa AFP.

Peskov disse ser importante para Moscovo que os processos em curso “não tragam mais problemas à Rússia” nas relações com os países em causa. Afirmou também que a Rússia espera que a decisão não leve a uma deterioração das relações entre Moscovo e Bruxelas, que disse estarem atualmente num nível tão baixo “que é muito difícil deteriorá-las ainda mais”.

Peskov também denunciou o desejo da Moldova de “se tornar mais europeia do que os próprios europeus”. Recordou ainda que a Turquia, que é um candidato à UE há cerca de vinte anos, “nunca foi capaz de avançar mais”, mas, ao mesmo tempo, “tornou-se um país soberano e independente”.

EM FOCO

Populares