Seguir o O MINHO

Braga

Estátua do cónego Melo e igreja do Pópulo vandalizadas em Braga

Vandalismo

em

Foto: O MINHO

A estátua do cónego Melo e a Igreja do Pópulo, no centro da cidade de Braga, foram alvo de vandalismo durante a madrugada de domingo, com ‘dizeres’ anti-fascistas, conforme constatou O MINHO no local.

A estátua do antigo clérigo e duas das paredes do convento foram pichadas com mensagens anti-fascistas, questionando “quem matou o Padre Max”, numa clara alusão ao atentado que faz esta semana 45 anos e que vitimou o Padre Max e Maria de Lurdes, conhecidos pelo combate anti-fascista, em Vila Real.

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Outros pontos da periferia da urbe bracarense também foram ‘atingidos’ pelo vandalismo. Na rua da Confeiteira, em Palmeira, e na rua da Granja, em Dume, era possível verificar o mesmo tipo de pichagem.

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

A cada passo, sempre que há uma efeméride de algum modo ligado ao PREC (Processo Revolucionário em Curso) que dividiu Portugal nos anos de 1974, 1975 e 1976, a estátua acaba por ser pintada, com predomínio para as cores vermelha, verde e preta.

A PSP já foi alertada, mas ainda ninguém foi identificado pelo vandalismo.

Notícia atualizada às 19h27 com retificação do nome de um dos monumentos vandalizados.

EM FOCO

Populares