Seguir o O MINHO

Futebol

“Estamos insatisfeitos pelo resultado”

Declarações após Famalicão-Arouca (0-0)

em

Declarações dos treinadores do Famalicão e do Arouca do final do encontro da 20.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, que se realizou em Famalicão:

Rui Pedro Silva (treinador do Famalicão): “Compreendo a insatisfação. Enquanto equipa também estamos insatisfeitos pelo resultado e com alguma falta de produtividade no jogo ofensivo. A equipa entrou confiante na primeira parte, conseguiu jogar e chegar ao último terço. Faltou criar situações de golo. Acreditámos também que faltou maior agressão no último terço.

Na segunda parte houve muitas quebras e paragens. Torna-se difícil imprimir ritmo e manter intensidade. Tentámos, mas não tivemos discernimento nem serenidade para manter o mesmo jogo. Agradecemos a presença e o apoio. Compreendemos a insatisfação dos adeptos e vamos tentar dar uma resposta já no próximo jogo.

Os reforços são jogadores que achamos que poderiam acrescentar mais valor e aumentar a competitividade. Vamos tornar a equipa mais forte.

Conheço o Gustavo [Assunção] e reconheço-lhe qualidade suficiente para jogar. Ele chegou bem fisicamente, apesar de não ter jogado há bastante tempo. Sentiu-se um bocadinho isso em alguns momentos. Ele conhece o grupo, o campeonato e o clube, integrou-se rapidamente e hoje foi uma mais-valia.”

Armando Evangelista (treinador do Arouca): “Foram duas partes distintas. Se na primeira parte, tivemos algumas dificuldades em ligar o jogo para sair e chegar à área do Famalicão, a segunda parte foi completamente diferente. Os ajustes que fizemos ao intervalo resultaram. Começámos a dominar o jogo, a ter mais jogo interior e mais largura. Conseguimos circular mais rápido e ganhámos a primeira e a segunda bola. Chegámos à baliza adversária com mais perigo.
Na segunda parte controlámos o jogo com bola e chegámos mais vezes e com mais qualidade à baliza adversária. Na nossa melhor fase, nos últimos 15 minutos, perspetivava-se que poderíamos levar mais qualquer coisa do jogo. Foi pena termos ficado com menos um jogador devido à lesão do Oday. Sentia-se que o Famalicão não estava confortável no jogo, surge a oportunidade do Arsénio que intranquilizou ainda mais o Famalicão. Foi pena não termos contado com onze jogadores na reta final.
São dois jogos fora de casa nos quais somámos quatro pontos em campos muito complicados. Acaba por ser positivo. Em comparação com a primeira volta, já temos mais um ponto. Queremos fazer melhor do que o que fizemos na primeira volta e este é o caminho. Apesar de a nossa ambição ser outro, saio satisfeito com o ponto pelo que se passou”.

EM FOCO

Populares