Seguir o O MINHO

Braga

Estacionamento. Câmara de Braga pede parcómetros e sistema informático à ESSE

em

Foto: DR/Arquivo

A Câmara de Braga vai pedir à empresa ESSE, ex-concessionária do estacionamento à superfície, a entrega dos parcómetros e do sistema informático de gestão da cobrança, tendo em conta, nomeadamente, que precisa de saber quais e quantos são os municípes que pagam uma avença mensal.


As duas partes terão de iniciar um outro processo ligado ao acerto de contas do empréstimo inicial de 4,1 milhões de euros feito pela ESSE no começo contrato, em 2013. A firma adiantou essa verba à Câmara e foi-a recebendo de volta,já que a ESSE ficava com os 51,5 por cento.

O Município calcula que a ESSE terá entre um a 1,5 milhões a receber do adiantamento, mas só a prestação de contas é que poderá ditar o valor final.

Conforme O MINHO noticiou, O Tribunal Administrativo rejeitou a providência cautelar interposta pela concessionária para evitar o resgate da concessão, que se ia efetivar a 9 de janeiro, dia em que a concessão fazia cinco anos. A decisão implica, assim, que a Câmara retome a cobrança de estacionamento, o que irá fazer reduzindo os parcómetros em 27 ruas.

A ESSE, em duas ações administrativas, quer receber um total de 137 milhões de euros de indemnização nos dois processos que meteu no Tribunal. 66 milhões pela rescisão do alargamento a mais 27 ruas que lhe foi dado em 2013 e 71,9 pelo resgate do contrato, agora efetivado pela Câmara.

O advogado do Município, Fernando Barbosa e Silva disse a O MINHO que a ESSE pode, ainda, arguir, no prazo de dez dias, uma qualquer nulidade do acórdão, mas sublinha que não tem efeitos suspensivos: “não estou a ver qualquer possibilidade de se invocar uma nulidade”, sublinhou.

A firma, da família do empresário António Salvador, adiantou há dias que vai recorrer da decisão do Tribunal que rejeitou a providência cautelar que havia interposto contra a decisão do Executivo da Câmara de Braga, de abril de 2016, de acabar com o contrato em janeiro de 2018.

Mas o recurso não tem efeito suspensivo, pelo que não impede que a Câmara avance com o resgate, o que – ao que o seu presidente, Ricardo Rio tem afirmado – deverá demorar um mês.

Anúncio

Braga

Associação desafia Ricardo Rio a ir de casa para o trabalho de bicicleta em Braga

Braga Ciclável

em

Foto: Divulgação / CM Braga (Arquivo)

Fazer as viagens de casa até aos Paços do Concelho de bicicleta elétrica foi o desafio deixado ao presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio, por parte da associação Braga Ciclável.

Através das redes sociais, a Braga Ciclável desafia o edil a utilizar uma das bicicletas elétricas que o Município de Braga tem à disposição para utilização dos funcionários.

A associação propõe apenas a deslocação casa-trabalho e trabalho-casa, ficando ao critério do autarca outro meio preferencial nas restantes deslocações a efetuar durante a semana.

“Ao fim de uma semana, e a utilizar a bicicleta nas avenidas que compõem a Rodovia, a Avenida 31 de Janeiro ou a Avenida da Liberdade – na estrada e porque terá que passar em partes destas Avenidas para realizar as suas deslocações – perceberá a necessidade de implementar o projeto aprovado em dezembro de 2017 no executivo municipal”, diz a Braga Ciclável.

“O que propomos é algo que na Câmara Municipal de Lisboa já acontece: o presidente Fernando Medina tem utilizado a bicicleta em algumas deslocações, apercebendo-se de problemas e sentindo a cidade de uma forma diferente”, finalizam.

Contactado pela Rádio Universitária do Minho, o autarca não quis comentar o desafio.

Continuar a ler

Braga

Covid-19: Mais dois infetados e seis recuperados no concelho de Braga

Covid-19

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

O concelho de Braga registava, até ás 18:00 horas desta terça-feira, 1.399 casos acumulados de infetados com covid-19 desde o início da pandemia, mais dois do que nos últimos sete dias, apurou O MINHO junto de fonte local da saúde.

Destes, 1.303 já estão recuperados, mais seis do que na última semana, lamentando-se ainda os mesmos 74 óbitos. Existem, atualmente, 24 casos ativos de covid-19 em todo o concelho de Braga.

Estes dados são apurados por O MINHO junto de fonte local do setor da saúde e não coincidem com os divulgados pela Direção-Geral de Saúde, no qual Braga regista há várias semanas o mesmo número de casos. A DGS já veio a público admitir que os dados não têm sido atualizados, devendo essa atualização ocorrer em breve.

Portugal regista hoje mais nove óbitos por covid-19, em relação a segunda-feira, e mais 287 casos de infeção confirmados, dos quais 207 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo o relatório da DGS.

De acordo com o boletim epidemiológico diário, o total de óbitos por covid-19 desde o início da pandemia é agora de 1.629 e o total de casos confirmados é de 44.416.

Há 29.445 casos recuperados, mais 279.

Continuar a ler

Braga

Temperatura máxima desce 7 graus em Braga esta quarta-feira (mas volta a subir na quinta)

Estado do tempo

em

Foto: DR

A temperatura máxima para a região de Braga vai descer sete graus entre terça e quarta-feira, segundo as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Nesta terça-feira, os termómetros registaram a temperatura máxima de 34 graus no concelho de Braga, descendo para 27 graus já amanhã.

Contudo, as temperaturas voltam a subir na quinta-feira, com uma subida de 10 graus, esperando-se 37 no concelho de Braga.

Já o distrito de Viana também regista uma descida da temperatura máxima na quarta para voltar a subir na quinta-feira.

Continuar a ler

Populares