Seguir o O MINHO

Cávado

Esta procissão em Esposende vai ser património imaterial

Procissão aos Enfermos, em Belinho

em

Foto: Esposende Serviços TV

“O Município de Esposende pretende criar uma identidade territorial em torno da cultura, diferenciadora em relação aos demais municípios da região e do país.”


A afirmação do presidente da Câmara de Esposende, Benjamim Pereira foi proferida na apresentação da candidatura ao Minho Inovação, Estratégia de Eficiência Coletiva, Aldeias de Portugal e que tem como fundamento sociológico a Procissão aos Enfermos, em Belinho.

Benjamim Pereira suportou a ideia da aposta na cultura, no forte investimento municipal feito nessa área, sejam patrimónios materiais ou imateriais.

“Fazemos todos os possíveis para melhorar as condições de vida das pessoas, mas também conferimos grande importância à dimensão cultural, enquanto preservação de tradições e crescimento coletivo da população”, afirmou Benjamim Pereira.

O trabalho sociológico que está na génese do projeto estará a cargo do investigador Álvaro Campelo que recolherá depoimentos e material que vinca a profunda adesão popular à realização dos tapetes floridos que acolhem a passagem da Procissão aos Enfermos.

A vereadora com o pelouro da Cultura, Angélica Cruz desafiou a população a “participar no projeto, sentindo como um veículo para perpetuar uma tradição profundamente enraizada na comunidade de Belinho”.

“O Município de Esposende escolheu Belinho para integrar este projeto, porque é a aldeia que mais se aproxima dos objetivos estratégicos da ação”, vincou Angélica Cruz.

Por seu turno, Álvaro Campelo disse que o projeto pretende ser “um estudo histórico, uma interpretação antropológica e teológica sobre um património que reflete o pensar do mundo, neste caso, a visão religiosa”.

De resto, este investigador já desenvolveu idêntico trabalho sobre o Banho Santo de S. Bartolomeu do Mar, cuja candidatura a património imaterial está concluída e aguarda decisão e prepara-se para desenvolver um estudo sobre o trabalho em junco de Forjães.

Quase centenária, a Procissão aos Enfermos começou por marcar o fim da quarentena decorrente da peste, em 1922. Agora, realiza-se no domingo a seguir à Páscoa e adquire particular significado religioso, com a comunhão a chegar àqueles que se encontram acamados.

Por isso, quer o arcipreste de Esposende, Delfim Fernandes, quer o pároco de Belinho, José Ledo, entendem este trabalho como “fundamental para não se perderem referências e preservação da tradição”.

Este património imaterial com valor ímpar tem cativado cada vez mais atenções, não só em Portugal, como no estrangeiro. Ainda recentemente, em Bueu, Pontevedra, Espanha, os tapetes em flor de Belinho mereceram honras de destaque, no encontro internacional de “alfombras” que aí se realiza.

Esta postura enquadra-se nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030, da Organização das Nações Unidas.

Anúncio

Barcelos

Motociclista em estado grave após colisão em Barcelos

EN 306

em

Foto: O MINHO

Um motociclista sofreu ferimentos graves na sequência de uma colisão ao final da tarde deste sábado em Pereira, concelho de Barcelos, disse a O MINHO fonte do CDOS.

O homem, cuja idade não foi possível apurar, seguia na EN 306 quando terá colidido com outra viatura, ao que tudo indica um trator.

Foto: O MINHO

Para o local foi mobilizada uma ambulância dos Bombeiros de Barcelinhos que procederam à estabilização da vítima.

Foi transportada para o Hospital de Braga sendo considerado um “ferido grave”.

A GNR registou a ocorrência que cortou aquela via após as 18:55.

Continuar a ler

Cávado

Esposende: Clube de Bicicletas Antigas de Marinhas doa 3.500 euros ao Serginho

“Juntos pelo Serginho”

em

Foto: Facebook de "juntos pelo Serginho"

O Clube de Bicicletas Antigas de Marinhas, em Esposende, doou 3.500 euros para ajudar a família do Serginho, que conta com dificuldades financeiras depois da criança sofrer ferimentos graves na sequência de um atropelamento. Sérgio e os pais são sócios daquele clube desde 2017.

Foto: Facebook de “Juntos pelo Serginho”

Serginho, de 12 anos, foi atropelado no dia 06 de junho de 2019, em Palmeira de Faro, à porta de casa dos avós, ficando na altura em estado crítico.

Ao assinalar-se um ano do brutal acidente, o pequeno Sérgio está agora com uma incapacidade física de 95%, dependendo dos cuidados da mãe que deixou de trabalhar desde essa altura. Apenas o pai tem sustentado a família.

Onda solidária por menino que ficou 95% incapacitado ao ser atropelado em Esposende

Conta solidária para ajudar menino de Esposende já está ativa

Apesar de nunca terem pedido apoio público, Sara e Paulo, progenitores, aceitaram fazer parte de um grupo de ajuda organizado por amigos e familiares, com a intenção de os ajudar, de forma urgente.

Continuar a ler

Cávado

Albergue de S. Miguel, em Esposende, reabre aos peregrinos na quarta-feira

Em Marinhas

em

Foto: Divulgação / CM Esposende

O Albergue de S. Miguel, em Marinhas, vai reabrir no próximo dia 15 de julho, com imagem renovada e garantindo todas as condições de segurança aos peregrinos, em consonância com as diretivas emanadas pelas autoridades de saúde.

Aproveitando a circunstância do encerramento forçado, motivado pela pandemia da Covid-19, o Município de Esposende, através de meios e recursos humanos internos, executou uma intervenção de requalificação neste equipamento, com o intuito de garantir as necessárias condições para a reabertura, num investimento que rondou os 10.000 euros.

A intervenção traduziu-se num conjunto de reparações e manutenções, tanto no interior como no exterior do edifício, e na implementação de melhorias ao nível dos equipamentos. Foi efetuada também a reparação e pintura de todo o gradeamento exterior do edifício, a pintura exterior do Albergue e a lavagem das paredes e escadas em granito, conferindo, deste modo, um novo visual a este equipamento de alojamento de peregrinos dos Caminhos de Santiago, que vem registando uma procura crescente, ao longo dos anos.

Este aumento resulta, em grande parte, do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido, desde 2011, no âmbito do acordo de cooperação institucional, entre os municípios do Esposende, Porto, Maia, Matosinhos, Vila do Conde, Póvoa de Varzim, Viana do Castelo, Caminha, Vila Nova de Cerveira e Valença, para a investigação, promoção e dinamização do Caminho Português da Costa para Santiago de Compostela.

As muitas ações de valorização e promoção do Caminho Português da Costa, levadas a efeito pelo Município, em articulação com a associação esposendense Via Veteris e com outros parceiros locais, têm constituído também um motor de crescimento e desenvolvimento da procura por este itinerário rumo a Santiago de Compostela.

Recorde-se que o Albergue de S. Miguel resulta de uma parceria entre a Câmara Municipal de Esposende, a Junta de Freguesia da União das Freguesias de Esposende, Marinhas e Gandra, a Delegação da Cruz Vermelha de Marinhas e a Associação Via Veteris. O espaço dispõe de dormitório, cozinha equipada, sala de refeições/convívio com espaço de lazer, balneários, sanitários, lavandaria e Internet.

Continuar a ler

Populares