Esta planta anã é muito rara e foi descoberta em Viana do Castelo

Junco-agulha-anão
Foto: Jael Palhas

É uma das plantas em via de extinção em Portugal e foi descoberta no estuário do rio Lima, em Viana do Castelo.

Trata-se do junco-agulha-anão (Eleocharis parvula), que, segundo o departamento de Ambiente do Município de Viana do Castelo, é “uma espécie criticamente em perigo de extinção em Portugal”, sendo esta a terceira população conhecida no território.

A descoberta ocorreu no último workshop “BioRegisto”, organizado por aquela entidade e dedicado às plantas aquáticas e halófitas, traduzindo-se assim numa “importante descoberta para a botânica portuguesa”.

O workshop foi dinamizado pelo investigador Jael Palhas do Centro de Ecologia Funcional, e a descoberta ocorreu no estuário do rio Lima.

Segundo o investigador, existe uma população desta espécie também “no estuário do rio Minho, descoberta há poucos anos pelo Paulo Alves”, e “outra na Lagoa de Santo André”, no Alentejo.

Joel Palhas lembra ainda que “há registos antigos no rio Mondego também, mas está desaparecida”.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Pedro Sousa reeleito presidente do PS Braga para "reconquistar governo" da Câmara

Próximo Artigo

Mulher morre atropelada enquanto sinalizava acidente na A3

Artigos Relacionados
x