Esposende inaugura Museu do Sargaço no domingo

Em Apúlia

A Câmara de Esposende vai inaugurar o Museu do Sargaço na manhã do próximo domingo, a partir das 11:30, nas instalações da antiga Escola Primária de Areia, sita na Rua Fonte da Senhora, em Apúlia, foi hoje anunciado.

O espaço pretende trazer à memória da população e da cultura local, a “apanha do sargaço, aquela que foi, e ainda é, uma tradição de grande relevo para o povo apuliense”.

A obra corresponde a um investimento de 275 584 euros e tinha um prazo de 198 dias (aproximadamente seis meses e meio), enquadrando-se no PARU (Plano de Ação de Regeneração Urbana) para a área de Apúlia.

Sob a premissa “remodelar para recrear”, a intervenção “passa pela remodelação de um espaço também ele com história, mantendo intactas as linhas mestras e os marcos arquitetónicos do edifício, com o objetivo de recrear espaços e tradições de um dos pilares da economia de Apúlia”.

No primeiro piso fica situada a receção/zona de acolhimento, os sanitários, uma sala polivalente, bem como um espaço destinado à guarda de material expositivo e reparação/restauração de peças de arte em exposição, localizando-se, no piso superior, a sala de exposição geral. O acesso ao piso superior, além de ser pelas escadas, é feito através de um elevador, garantindo, assim, o acesso a pessoas com mobilidade reduzida a todos os espaços do museu.

No exterior, foi criada uma “praça temática” relacionada com a apanha do sargaço, bem como um pequeno “auditório” ao ar livre, que permitirá acolher todo o tipo de palestras e eventuais espetáculos relacionados com o tema da apanha do sargaço e das exposições.

O projeto criou ainda onze lugares de estacionamento públicos, dois dos quais destinados a pessoas com mobilidade condicionada, além de cinco lugares de estacionamento privativos, sendo um destinado a pessoas com mobilidade condicionada.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Narcotraficantes de Fafe tinham tantas notas que usavam máquina para contar

Próximo Artigo

PCP e PAN querem aumento da quota mínima obrigatória de música portuguesa nas rádios

Artigos Relacionados
x