Seguir o O MINHO

Cávado

Esposende assume educação de adultos como projeto de cidadania

Educação

em

Foto: DR

A vice-presidente da Câmara de Esposende, Alexandra Roeger, citada em comunicado enviado à comunicação social, destacou o arrojo dos promotores do VII Seminário Nacional de Educação de Adultos, que hoje decorre no Auditório Municipal de Esposende, pelo facto de aliar a educação a temáticas que, estando na ordem do dia, são estruturantes, como as alterações climáticas e a transição digital.

Perante uma plateia de cerca de mil participantes, que se dividiu entre a presença física e o acompanhamento on-line, Alexandra Roeger destacou a ação do Município, no “apoio incessante a iniciativas de formação dirigidas aos seus munícipes, desde a pré-escola até à educação de adultos, numa perspetiva de aprendizagem ao longo da vida”.

Vincando a atenção que merece, para o Município de Esposende, a prossecução dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030, da Organização das Nações Unidas, nomeadamente a educação de qualidade, as alterações climáticas, a redução das desigualdades e a inclusão, no sentido de não deixar ninguém para trás, a vice-presidente da Câmara Municipal de Esposende reforçou o empenho em “continuar com aquele que foi o projeto-piloto da educação de adultos “Percursos de Cidadania”, o qual se assume como um verdadeiro projeto de inclusão e valorização da pessoa”.

“Pretendemos cimentar estas ações que, no âmbito da candidatura ao Programa Operacional Regional Norte 2020 do projeto “Cultura para todos”, permitiu a disponibilização de um educador de adultos e, assim, abranger um público mais alargado, contribuindo-se, dessa forma, para um mundo mais inclusivo e mais justo, com pessoas mais informadas e capacitadas”, afirmou Alexandra Roeger.

Sob o tema “Educação e Formação de Adultos, Transição Digital e Climática”, o VII Seminário Nacional de Educação de Adultos abordou a intervenção no campo da educação e formação de adultos, analisando os instrumentos estratégicos e operacionais disponíveis para a transversalidade da transição digital e ambiental.

O presidente da Associação Portuguesa de Educação e Formação de Adultos (APEFA), Armando Loureiro destacou a parceria bem-sucedida com o Município de Esposende e este seminário encerra uma série de iniciativas mensais que assinalaram o 10.º aniversário da APEFA.

“Com quase meio século de liberdade, ainda falta uma política de territorialização da educação de adultos e verdadeira promoção da educação ao longo da vida”, destacou Armando Loureiro, lembrando os baixíssimos níveis de literacia e o elevado analfabetismo que ainda carecem de resposta.

O seminário ficou marcado por apontamentos musicais, da responsabilidade da Escola de Música de Esposende e de Álvaro Maio, e pausas para café, servidas pela Escola Profissional de Esposende.

Esta atividade enquadra-se nas políticas educativas e sociais do Município que visam contribuir para as metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU.

Populares