Seguir o O MINHO

Região

Esposende abre duas praias para cães

em

Foto: DR

Esposende prepara-se para abrir duas praias para cães, uma na Apúlia e a outra nas Marinhas, no âmbito do Plano Estratégico Municipal para o Bem-Estar Animal, adiantou hoje a vice-presidente da Câmara.

Alexandra Roeger disse à Lusa que a abertura das duas praias está apenas dependente do parecer final por parte da Capitania de Viana do Castelo.

“Uma será entre a praias da Couve e da Ramalha, na Apúlia, e a outra entre as praias de Suave Mar e Cepães, nas Marinhas”, acrescentou a autarca.

As praias disporão de sinalética e de um circuito de limpeza, com depósitos para dejetos caninos.

“Até ao final deste mês, contamos ter tudo pronto”, disse ainda Alexandra Roeger.

Apresentado em maio, o Plano Estratégico Municipal para o Bem-Estar Animal contempla ainda uma ambulância exclusiva para socorro a cães e gatos, colocada nos Bombeiros Voluntários de Fão.

Abrange também um protocolo com a Ordem dos Médicos Veterinários, que visa essencialmente a esterilização dos animais errantes, abandonados e encaminhados para adoção.

Está ainda previsto um “parque de agility”, no centro da cidade, onde os cães poderão interagir sem trela.

Campanhas de adoção e projetos de intervenção social em que os animais terão papel de destaque junto de grupos de risco como idosos, pessoas com deficiência e crianças com necessidades educativas especiais, são outros dos destaques do plano.

Anúncio

Alto Minho

Gogol Bordello e Prophets of Rage encerram festival Vilar de Mouros

Último dia de festival

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Os Prophets of Rage e os Gogol Bordello encerram este sábado o festival Vilar de Mouros, num último dia que conta também com os concertos de Gang of Four e Fischer-Z e ainda os portugueses Jarojupe e Linda Martini.

Ao fim de três dias, cabe aos Gogol Bordello o fecho desta edição, atuando depois do ‘supergrupo’ Prophets of Rage, que conta com elementos dos Rage Against The Machine, Public Enemy e Cypress Hill, enquanto os Jarojupe abrem o dia.

Formados em 1981, a banda que recebe as iniciais de cada nome dos irmãos Parente (Jaime, Rosa, Juca e Pedro), chega a Vilar de Mouros com uma formação renovada e para apresentar o mais recente longa-duração, “Crimson”, de 2018.

Seguem-se os Gang of Four que, depois de 43 anos e de terem apenas o guitarrista Andy Gill como único elemento original do grupo britânico, regressaram aos álbuns este ano com “Happy Now”, depois de uma carreira recheada de elogios e marcos, tendo influenciado bandas como Franz Ferdinand ou The Rapture.

Os portugueses Linda Martini abrem o palco principal no último dia, à boleia do seu álbum homónimo, editado o ano passado, o quinto longa-duração do grupo composto por André Henriques, Cláudia Guerreiro, Pedro Geraldes e Hélio Morais, um dos mais importantes dos últimos anos do ‘rock’ português.

Os Fischer-Z, encarregados de encerrar o palco secundário, são o projeto mais importante do poeta, cantor e compositor John Watts. Os primeiros passos dados há 43 anos continuam firmes, como comprova o próximo álbum da banda, a sair em setembro, “Swimming in Thunderstorms”, o 12.º na lista de originais.

Às 23:30, atenções viradas novamente para o palco principal, para receber a estreia dos Prophets of Rage em Portugal, o ‘supergrupo’ formado em 2016 que lançou o seu primeiro trabalho de originais no ano seguinte.

A banda composta por Tom Morello, B-Real, Chuck D e companhia prepara novo álbum, tendo já lançado os ‘singles’ “Heart Afire”, no ano passado, e “Made With Hate”, ainda esta semana.

Os Gogol Bordello fecham o festival às 01:15.

De quinta-feira até hoje passaram por Vilar de Mouros nomes como Manic Street Preachers, The Cult, Anna Calvi, The Sisters of Mercy, The Offspring ou Skunk Anansie, em mais uma edição do festival mais antigo de Portugal.

Continuar a ler

Braga

Rixa em posto de abastecimento faz um ferido grave em Vila Verde

em

Um homem ficou com ferimentos graves na sequência de agressões, esta sexta-feira à noite, em Marrancos, Vila Verde.

De acordo com o jornal O Vilaverdense, a vítima, e outro amigo que sofreu ferimentos ligeiros, estariam num posto de combustível daquela freguesia quando foram abordados por um grupo de indivíduos que os terá agredido.

De acordo com o mesmo jornal, os agressores estariam num restaurante durante um aniversário e não terão gostado de uma situação que terá envolvido um automóvel dos agredidos.

Os dois feridos foram transportados para o Hospital de Braga pelos Bombeiros de Vila Verde.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Braga

Homem mata mulher a tiro em Braga

Violência doméstica

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Uma mulher de 54 anos morreu esta sexta-feira em Braga vítima de um tiro de arma de fogo disparado pelo próprio marido.

O homem terá disparado sobre a mulher dentro da residência, localizada na rua da Bugide, freguesia de Pedralva.

Dirigiu-se esta noite ao posto territorial do Sameiro (GNR) onde confessou a autoria do crime.

Ao local acorreu uma ambulância INEM e a VMER de Braga, tendo confirmado o óbito da mulher.

O homem, de 59 anos, encontra-se sob custódia policial. Desconhecem-se ainda os motivos do crime.

Este é já o segundo caso de morte entre casais no distrito de Braga no espaço de seis dias.

No passado domingo, um homem matou a companheira em Gondifelos, Famalicão, pondo termo à vida de seguida.

Continuar a ler

Populares