Seguir o O MINHO

País

Espanha e Alemanha oferecem ajuda a Portugal no combate à pandemia

No entanto, ULSAM garante que tem sido capaz de responder às necessidades de cuidados intensivos dos doentes críticos

em

Foto: O MINHO / Arquivo

A Espanha e a Alemanha já terão oferecido ajuda a Portugal na luta contra a pandemia de covid-19. Os países estão disponíveis para receber doentes ou reforçar as equipas médicas.

Recorde-se que o presidente da Associação Portuguesa de Médicos de Cuidados Intensivos admitiu esta terça-feira que já estava a pedir ajuda a outros países, e avançou que o cenário mais provável no Alto Minho é o da transferência de alguns utentes para Vigo, assim como outros hospitais fronteiriços da raia espanhola podem vir a receber doentes.

“O pedido de ajuda [a outros países] já começou, embora não de forma oficial, e tem toda a lógica que se faça isso porque é um processo que, a nível europeu, pode levar vários dias e a situação portuguesa não permite perder mais tempo”, disse João Gouveia ao jornal espanhol La Voz de Galicia.

Portugal vive uma situação de limite, e segundo o CM, já estão a ser equacionadas transferências de doentes para outros países.

No entanto, a Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM) esclareceu que “não tem conhecimento oficial da situação relatada”.

No esclarecimento enviado às redações, o Hospital de Viana salienta que “tem sido capaz de responder às necessidades de cuidados intensivos dos doentes críticos, não tendo sido necessário transferir doentes que exigem este nível de cuidados”.

O Alto Minho ultrapassou os 4.000 casos de covid-19 ativos, segundo o mais recente boletim da Unidade de Saúde Local do Alto Minho (ULSAM), atualizado às 21:00 de terça-feira. São no total 4.311 casos ativos, mais 897 numa semana.

O distrito de Viana do Castelo soma, desde o início da pandemia, 13.795 casos, mais 2.614 desde a terça-feira anterior.

Populares