Seguir o O MINHO

Braga

Escolas de Braga com 29 novos assistentes operacionais

150 novos funcionários nos últimos dois anos

em

Foto: Divulgação / CM Braga

Braga acaba de reforçar o número de assistentes operacionais nas escolas com a contratação de 29 novos colaboradores para os diversos agrupamentos de escolas do concelho, anunciou esta sexta-feira a autarquia.

Com a incorporação destes novos colaboradores, as escolas públicas de Braga vêm aumentar para 150 o número de funcionários colocados nos últimos dois anos, refere a mesma fonte, em comunicado enviado a O MINHO.

“Esta é uma área de vital importância para o executivo municipal e temos vindo a reforçar o quadro de assistentes operacionais com recurso à bolsa de recrutamento, refere o presidente da Câmara de Braga.

Para Ricardo Rio, estes 29 colaboradores “fecham o ciclo de contratações desta bolsa de recrutamento e são um contributo essencial para repor a capacidade de intervenção do município nesta vertente tão importante na sociedade”.

“Entre julho de 2018 e janeiro de 2020, foram recrutados 150 novos assistentes operacionais – 133 mulheres e 17 homens –, com idades entre os 24 e os 62 anos, cujas habilitações académicas variam entre a escolaridade obrigatória e a licenciatura ou mestrado”, aponta a fonte.

Com o final do prazo legal desta bolsa de recrutamento, e de forma a precaver a capacidade de resposta nesta área, o Município já lançou um novo procedimento concursal para uma outra reserva de recrutamento de assistentes operacionais de acção educativa.

A este novo procedimento foram admitidos a concurso 1.101 candidatos.

“Esta bolsa de recrutamento permite-nos substituir de uma forma muito célere cada um dos recursos que forem saindo por aposentação ou outros motivos. Desta forma conseguimos a minorar os impactos que essas alterações possam ter no regular funcionamento das nossas escolas”, concluiu Ricardo Rio.

Anúncio

Braga

Braga apresenta novo albergue para peregrinos

Freguesia de Merelim São Pedro

em

Foto: Facebook de Caminhos por Braga / DR

Braga disponibilizou um novo albergue público para peregrinos situado na Rua do Carmo, na freguesia de Merelim São Pedro.

Foto: Facebook de Caminhos por Braga / DR

 

Segundo a página Caminhos Por Braga, o albergue conta com cozinha completa, camarata, casas de banho separadas para o sexo masculino e feminino e Wi-Fi.

Foto: Facebook de Caminhos por Braga / DR

Os peregrinos terão também acesso a um mini-mercado e a uma Caixa Multibanco situadas na proximidade do local.

 

 

 

 

Continuar a ler

Braga

Queijaria de Braga vence prémio de melhor loja gourmet em Portugal

Prémios da revista Vinho Melhores Escolhas

em

Foto: Facebook de Corriqueijo

A empresa Corriqueijo, sediada no centro da cidade de Braga, na Rua dos Biscainhos, foi considerada a “Melhor Loja Gourmet” nos prémios da revista VINHO Grandes Escolhas.

O prémio foi entregue na passada sexta-feira, durante a gala que decorreu no velódromo nacional de Sangalhos, no distrito de Coimbra, recolhendo vários elogios do júri.

De acordo com os jurados, a marca artesanal bracarense“distingue-se pela grande variedade de queijos artesanais, internacionais e nacionais, garantindo um contacto pessoal e privilegiado com os pequenos produtores do país e uma experiência única a todos os que a visitam”.

Recorde-se que, na mesma gala, a quinta Soalheiro, sediada em Melgaço, foi distinguida como “Melhor Marca do Ano”.

Soalheiro eleito Marca do Ano 2019 nos prémios Revista dos Vinhos

O grande destaque desta edição foi para o Niepoort Porto Vintage 2017, considerado o Vinho do Ano 2019. O prémio produtor do ano foi para a Quinta da Boavista. O Produtor de Vinhos Fortificados do Ano foi para o grupo Fladgate Partnership (Taylor”s, Fonseca, Croft e Krohn).

Continuar a ler

Braga

Investigador da UMinho desenvolve composto capaz de matar células cancerigenas

Ricardo Pires

em

Foto: researchgate.net / DR

O investigador da UMinho, Ricardo Pires, comanda uma investigação responsável pela criação de um composto capaz de neutralizar células cancerígenas criando uma cápsula de fibras que envolve o tumor e provoca a sua morte celular.

Segundo o programa 90 Segundos de Ciência, da Antena 1, Ricardo Pires, do grupo 3B’s – Biomateriais, Biodegradáveis e Biomiméticos da Universidade do Minho (UM), tem criado métodos para a distinção das células cancerígenas das células saudáveis utilizando enzimas e proteínas para reduzir os avanços da doença.

O composto criado é capaz de se auto-organizar em estruturas pré-programadas e será este avanço que permitirá ao investigador neutralizar as células malignas.

O investigador afirma que “ao haver esta conversão é formada uma rede à volta da célula que encapsula a célula nessa rede e inibe a troca de nutrientes promovendo a morte celular auto-regulada. Isto é, a própria célula cancerígena inicia processos internos para se suicidar. Nesta altura estamos a ultimar as partes dos testes in vivo em animais e a seguir iremos fazer testes de eficácia do composto a longo termo, utilizando tempos mais longos, para ver se há algum retrocesso no cancro ou não”, conclui.

Os testes efetuados até agora utilizam com modelos de osteossarcoma, um cancro que afeta os ossos.

 

Continuar a ler

Populares