Seguir o O MINHO

Ponte de Lima

ESA-IPVC entre as 15 entidades que vão formar o primeiro ‘hub’ digital português para a agricultura

Coordenada pelo ISQ, a rede do Hub4Agri envolve 15 entidades nacionais, onde se incluiu o IPVC.

em

O primeiro ‘hub’ português para a agricultura (Hub4Agri) vai ser apresentado na segunda-feira, em Lisboa, e pretende agregar soluções para desenvolver a competitividade dos setores agrícola, agro-alimentar, florestal, produção animal e desenvolvimento rural.

“O Hub4agri é uma iniciativa alinhada com as estratégias nacional e europeia para a digitalização da indústria. Envolve mais de 15 entidades [entre as quais o Instituto Politécnico de Viana do Castelo, através da sua Escola Superior Agrária, em Refóios do Lima, Ponte de Lima] que cobrem toda a cadeia de valor agro-alimentar, visa a criação de um ecossistema com soluções inovadoras para o desenvolvimento da competitividade dos setores agrícola, agro-alimentar, florestal, produção animal e desenvolvimento rural, capaz de dar uma resposta transversal aos grandes desafios que atualmente se colocam”, disse, em comunicado, Pedro Matias, presidente do ISQ, que coordena a rede.

Segundo o responsável, tanto a agricultura como o sistema alimentar mundial são “desafiados a alimentar uma população global estimada em quase 10 mil milhões de pessoas até 2050, com a diminuição dos recursos terrestres e hídricos. A produção mundial de alimentos necessitará duplicar até 2050 para poder dar resposta a este crescimento populacional, com exigências de mais produtos por parte dos consumidores”.

De acordo com Pedro Matias, para fazer face a este desafios é necessário adotar tecnologia, digitalizar processos e novos modelos de negócio, “baseados nas novas tecnologias de informação e comunicação”.

Neste contexto, o Hub4Agri quer ligar a procura e as necessidades dos produtores agrícolas com soluções e respostas tecnológicas para a digitalização da agricultura.

“O grande desafio é o de constituir e manter um ecossistema de inovação suportado numa rede de cooperação multissetorial e trabalhar em estreita colaboração com as autoridades regionais e nacionais para promover a transformação digital do setor agrícola”, sublinhou.

Mosteiro de Refóios do Lima e Escola Superior Agrária de Ponte de Lima. Foto: DR / Arquivo

Coordenada pelo ISQ, a rede do Hub4Agri envolve também entidades como a Confagri, o Crédito Agrícola de Portugal, as universidades de Évora e de Trás-os-Montes e Alto Douro, os institutos politécnicos de Santarém, Viana do Castelo e Bragança e o Centro Operativo e de Tecnologia de Regadio.

Fazem ainda parte da rede a Comissão Vitivinícola Regional Alentejana, o Pólo das Tecnologias de Informação, Comunicação e Eletrónica, a Associação para a Competitividade das Indústrias da Fileira Florestal, a Inova+, o Laboratório Químico e Microbiológico, a Sociedade agropecuária e a ‘startup’ Portugal.

Neste momento, conforme indicou à Lusa uma fonte oficial do ISQ, a rede já foi formalizada junto da União Europeia, para, mais tarde, também ser convertida numa associação de modo a poder candidatar-se a apoios no âmbito dos programas Portugal 2020 e Horizonte 2020.

A mesma fonte referiu que na Europa existem cerca de 200 Digital Innovation Hub (DIH), 20 dos quais no setor agrícola, enquanto, em Portugal, existem três DIH, sendo o Hub4Agri um deles.

A apresentação do Hub4Agri vai decorrer na sede da Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas de Portugal (Confagri) e contará com a presença do ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Capoulas Santos, e da secretária de Estado da Indústria, Ana Lehmann.

Anúncio

Ponte de Lima

Fundação Serralves regressa a Ponte de Lima com exposição temporária

Para ver até 29 de setembro

em

Foto: DR

O Palacete Villa Moraes e a Torre da Cadeia Velha são os edifícios de Ponte de Lima escolhidos para receberem, a partir de hoje, a exposição temporária “A Minha Casa é a Tua Casa: Imagens do Doméstico e do Urbano na Coleção de Serralves”, organizada pelo Museu de Arte Contemporânea da Fundação de Serralves.

Esta iniciativa cultural surge na sequência de um protocolo entre o Município de Ponte de Lima e a Fundação de Serralves, pelo qual o Município acedeu ao Estatuto de Fundador de Serralves e se procura criar uma cooperação duradoura entre ambas as instituições.

Nesta exposição, “os artistas e as obras nela apresentados colocam o doméstico no centro das suas preocupações, propondo diferentes interpretações daquilo que se entende por casa.” As casas imaginadas por artistas serão temporariamente a nossa casa.

Estará patente até ao dia 29 de setembro, de terça-feira a domingo, das 09:30-13:00/14:00-17:30, com entrada livre.

Continuar a ler

Ponte de Lima

Jovem morre em acidente de mota em Ponte de Lima

Em Rebordões Santa Maria

em

Foto: DR / Arquivo

Um jovem de 27 anos morreu, este sábado à tarde, na sequência de um despiste da mota em que seguia, na Estrada Nacional (EN) 306, em Rebordões Santa Maria, Ponte de Lima.

Segundo disse a O MINHO fonte dos bombeiros locais, o alerta foi recebido cerca das 16:27, tendo o óbito sido declarado no local.

O corpo está a ser removido para a morgue do Hospital de Viana do Castelo.

A GNR tomou conta da ocorrência.

Continuar a ler

Ponte de Lima

Onda de choque percorre familiares e amigos da menina vítima de acidente com comboio

Funeral de Luana, de 10 anos, realiza-se este sábado, em Arcozelo, Ponte de Lima

em

Foto: Direitos Reservados

Uma onda de choque e solidariedade percorre familiares e amigos de Luana Fernandes Rodrigues, a menina de 10 anos, de Arcozelo, Ponte de Lima, uma das vítimas do acidente entre um veículo de passageiros e o comboio, na passada quarta-feira, em Carapeços, Barcelos.

O funeral está marcado para este sábado, às 15:00, na Igreja de Arcozelo ficando sepultada no cemitério local. Na sexta-feira, a partir das 20:00, todos os interessados já podem velar a memória da menina.

O sentimento de injustiça percorre todos aqueles que se associam numa hora difícil.

Luana, como refere um familiar, “era uma menina cheia de vida, faladora, carinhosa, amiga de todos, pessoas e animais, adorava animais e alguém decidiu que a vida dela tinha que acabar”.

O pároco da freguesia, também, se associou a vaga solidária e lembra o sábado passado quando “confessei a Luana e a avó. Por isso, posso dizer com toda a certeza que elas estão com Deus”, começa por dizer numa mensagem publicada nas redes sociais.

Luís Martins recorda “o sorriso de uma rapariga alegre e cheia de energia. Antes da missa da festa da esperança, estive a falar com ela. Depois da missa, penso que ela me veio agradecer pelos rebuçados que dei ao seu grupo de catequese. Nunca me sairá da memória aquele sorriso de quem se sente em paz com Deus, como a Luana se sentia quando a absolvi. Os poucos minutos que falei com ela marcaram me e ficarão para sempre na minha memória. Descansa em paz Luana e avó (Gracinda) ”.

Entretanto, um grupo no Facebook foi criado para lembrar o acidente e deixar uma mensagem a todos os condutores. Um grupo que ao início da tarde de hoje, já tinha mais de 150 adesões foi criado por um familiar e intitula-se ‘Olá eu sou a Luana Rodrigues e tinha 10 anos’.

No texto que acompanha a criação desta publicação, o administrador escreve em nome da Luana: “eu era a passageira num carro, que sem explicação, o condutor resolveu atravessar a passagem de nível fechada para o comboio passar! E eu e a minha avó e condutor perdemos a vida instantaneamente”.

E deixa uma mensagem para todos os condutores: “se a passagem de nível estr fechada, por favor esperem, para que o comboio passe! Eu não tive essa sorte infelizmente, e hoje já não me encontro neste mundo por essa razão, e sem eu ter culpa alguma! Mais vale perder um minuto na vida, do que a vida num minuto! Como foi o meu caso”.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares