Seguir o O MINHO

Braga

Enquanto o tentam “cancelar”, dono da Prozis vai de “férias para a Grécia o tempo que quiser”

Polémica

em

Prossegue a polémica a envolver o dono da Prozis, depois de Miguel Milhão, empresário natural de Vila Verde, radicado nos Estados Unidos, ter elogiado a alteração da lei que proíbe o aborto naquele país (decidida pelo Supremo Tribunal americano), provocando várias críticas nas redes sociais e levando a que algumas ‘influencers’ decidissem remover a parceria com a empresa que detém unidades de produção em Esposende (sede) e Póvoa de Lanhoso.

Miguel Milhão surgiu hoje num podcast, publicado no YouTube, onde o seu interlocutor não se mostra, e num canal recentemente criado e que apenas contém esse vídeo – levando a crer que foi criado só para que o empresário minhoto respondesse aos críticos – a desvalorizar as críticas, afirmando que enquanto o tentam cancelar, irá de férias para a Grécia “o tempo que quiser”.

“Cãozoada”. Foi esse o termo que Milhão utilizou para apelidar as vozes que se erguem nas redes sociais, que buscam o cancelamento do empresário. Várias atrizes já vieram anunciar o fim da parceria com a empresa, como é o caso de Marta Melro ou de Diana Monteiro.

Diana Monteiro afirmou que não voltará a ‘dar a cara’ pela marca enquanto Miguel Milhão pertencer à administração da empresa. A ‘influencer’ manifestou em vídeo a vontade de deixar de estar associada à Prozis, por esta não defender os mesmos valores da atriz.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por DIANNA (@i_amdianna)

Face ao ‘cancelamento’ generalizado, Milhão ‘atacou’ Portugal, lembrando que grande parte da produção é consumida no estrangeiro:  “A Prozis não precisa de Portugal, é uma empresa internacional, será provavelmente a marca portuguesa mais conhecida fora do território. Vive do comércio exterior, 85% é exportação. Vendemos para Portugal e para outros países. Mas isto aqui nunca arranca. Adoramos os portugueses, respeitamos, vendemos mais barato aos clientes portugueses, estamos aqui para construir em conjunto”

No domingo, Miguel Milhão deixou a ‘internet’ em alvoroço, gerando milhares de reações, umas a favor, outras contra, depois de ter publicamente elogiado a proibição do aborto através da sua conta oficial de Linkedin. Entretanto, e após a polémica, apagou o ‘post’.

“Parece que os bebés que ainda não nasceram têm os seus direitos de volta nos Estados Unidos! A natureza está a curar-se!”, escreveu Miguel Milhão.

Post de Miguel Milhão no LinkedIn

A Prozis, que além da sede em Esposende tem uma unidade fabril na Póvoa de Lanhoso, publicita os seus produtos através de influenciadores digitais.

Rita Belinha, ‘influencer’ e repórter da RTP, já se tinha demarcado da posição do patrão da Prozis e anunciou o fim da parceria com a marca.

“É uma questão de princípio. Os valores por detrás das empresas, para mim, são fundamentais na hora de escolher com quem trabalho. Quando esses valores vão contra as minhas maiores convicções, a decisão tonar-se fácil”, começou por escrever.

E acrescentou: “E não, para mim isto não é uma questão de opinião. Isto, para mim, é como trabalhar com um racista ou um homofóbico. Não muda muito”.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Rita Belinha (@ritabelinha)

Por outro lado, há influenciadores digitais, até questionados pelos próprios seguidores, já têm manifestado que irão manter a parceria com aquela marca de nutrição desportiva.

Entretanto, Miguel Milhão reagiu em declarações ao Notícias ao Minuto: “Vejo comentários positivos e negativos. Pena a maior parte dos comentários negativos terem como objetivo silenciar a minha opinião. Não me parece nem justo nem democrático”.

E reiterou a sua posição: “Gosto de ver os direitos das criancas que ainda não nasceram a serem tidos em conta”.

Em declarações à revista Magg ainda foi mais longe: “Todos têm direito a diferentes opiniões. Quanto a mim, não consigo fazer mal a bebés. Teria pesadelos à noite. Sorry [desculpem]”.

O polémico post é um dos assuntos mais partilhados e comentados do dia nas redes sociais e não escapou ao humorista Guilherme Duarte.

O autor da página Por Falar Noutra Coisa fez uma rábula em que lança farpas aos ‘influencers’ que estão a anunciar o fim da parceria com a Prozis.

Vídeo que foi partilhado por Miguel Milhão nas suas ‘instastories’, nas quais também publicou uma imagem com uma música de Quim Barreiros intitulada “É só inveja”, numa clara alusão às críticas que lhe têm sido apontadas.

Por outro lado, devido à polémica, a Prozis proibiu os comentários às suas publicações.

EM FOCO

Populares