Redes Sociais

Fafe

Engenheiro de Fafe morre em acidente de carro em Maputo

a

Um homem natural de Fafe morreu no último domingo num acidente em Maputo, Moçambique. Pedro Maia, engenheiro civil, tinha emigrado para aquele país em janeiro.

O acidente ocorreu quando a vítima e três amigos se dirigiam para uma praia de jipe. Os outros ocupantes ficaram feridos, mas apenas o engenheiro de 31 anos morreu.

O corpo deverá ser trasladado para Portugal nos próximos dias, segundo avança o “Correio da Manhã”.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Fafe

GNR deteve três homens que se envolveram em discussão e agressões

Foram registados três disparos com uma arma de fogo, mas não há registo de feridos.

Publicado

a

Foto: O MINHO/Arquivo

A GNR deteve na quarta-feira três homens que se envolveram numa discussão e agressões em Fafe, tendo-se registado três disparos com uma arma de fogo, sem ocorrência de feridos, disse hoje à Lusa fonte da autoridade policial.

Segundo a GNR, um dos envolvidos na discussão terá sido o autor dos disparos e a Polícia Judiciária está a investigar a ocorrência.

No momento da discussão, que ocorreu por volta das 18:30 de quarta-feira, na rua Luís de Camões, encontrava-se naquela artéria um militar à civil, que chamou reforços para se proceder à detenção dos três elementos envolvidos na contenda.

A GNR desconhece o motivo da discussão, os suspeitos foram constituídos arguidos e são hoje ouvidos no tribunal para conhecerem as medidas de coação.

Continuar a ler

Fafe

Funcionário judicial de Fafe envolvido no caso “e-Toupeira” sai da cadeia e passa para prisão domiciliária

José Silva era o único acusado que se encontrava em prisão preventiva.

Publicado

a

José Silva trabalha e reside em Fafe. Foto: DR / Arquivo

O funcionário judicial José Silva, técnico do Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça, de Fafe, onde reside, arguido no processo e-toupeira, teve a sua medida de coação atenuada de prisão preventiva para obrigação de permanência na residência (prisão domiciliária), com vigilância eletrónica, disse hoje à Lusa fonte judicial.

José Silva era o único acusado no processo que se encontrava com a medida de coação mais gravosa, a prisão preventiva.

O Ministério Público acusa o oficial de justiça de 76 crimes: um de corrupção passiva (em coautoria), um de favorecimento pessoal, seis de violação de segredo de justiça, 21 de violação de segredo por funcionário, nove de acesso indevido, nove de violação do dever de sigilo, 28 de falsidade informática e de um crime de peculato (apropriação indevida de dinheiro público).

O processo envolve a SAD do Benfica, acusada de 30 crimes, e o seu ex-assessor jurídico Paulo Gonçalves, cuja saída dos ‘encarnados’ foi, entretanto, anunciada na terça-feira. Paulo Gonçalves é acusado de 79 crimes.

O Ministério Público (MP) acusa dois funcionários judiciais, a SAD do Benfica e um seu colaborador de vários crimes, incluindo corrupção, favorecimento pessoal, peculato e falsidade informática, no caso e-toupeira.

O MP “requereu o julgamento em tribunal coletivo por factos apurados no âmbito do inquérito referente aos acessos ao sistema CITIUS”, conhecido por e-toupeira.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Continuar a ler

Fafe

Septuagenário encontrado morto com buraco no tórax

Publicado

a

Fotos: Joaquim Gomes / O MINHO

Um septuagenário foi encontrado morto, com um buraco no tórax ao final da tarde deste domingo, deitado na cama da sua residência, em Fafe.

Alertados, os Bombeiros Voluntários de Fafe deslocaram-se a casa do homem, com cerca de 70 anos, tendo-o encontrado já em paragem cardiorrespiratória, acabando por falecer no local, a localidade de Paredes, da freguesia de São Gens, no concelho de Fafe, mesmo depois de ativado o INEM.

A GNR da Fafe foi alertada e por sua vez já chamou a Brigada de Homicídios da Polícia Judiciária de Braga.

Continuar a ler

Populares