Encontro nacional junta pessoas que sobreviveram ao enfarte

Enfarte agudo do miocárdio surge quando uma das artérias do coração fica obstruída

A Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular (APIC) vai promover o primeiro encontro nacional de sobreviventes de enfarte agudo do miocárdio, no próximo dia 18 de setembro, no Auditório do Hospital Geral de Santo António, no Porto. A iniciativa surge no âmbito da campanha Cada Segundo Conta.

“Ao apresentar histórias de vida de pessoas que sobreviveram ao enfarte, acreditamos estar a contribuir para o reconhecimento da importância da atuação face aos sintomas desta doença e a reforçar o papel decisivo da mudança de estilos de vida”, explica João Brum da Silveira, presidente da APIC.

Além da partilha de testemunhos de sobreviventes, a iniciativa vai contar também com palestras sobre o enfarte agudo do miocárdio, como continuar a viver após a doença, e a alimentação como fator decisivo na prevenção da doença coronária, ministradas por médicos, enfermeiros, fisiatras e nutricionistas.

O enfarte agudo do miocárdio surge quando uma das artérias do coração fica obstruída, fazendo com que parte do músculo cardíaco fique em sofrimento por falta de oxigénio e de nutrientes. Dor no peito, suores, náuseas, vómitos, falta de ar e ansiedade são sintomas de alarme para o enfarte agudo do miocárdio. Não os ignore. Ligue rapidamente 112 e siga as instruções que lhe forem dadas.

A participação nesta iniciativa é gratuita, mediante inscrição para o email [email protected].

Para prevenir o enfarte é importante adotar um estilo de vida saudável: não fumar, reduzir o colesterol, controlar a tensão arterial e a diabetes, fazer uma alimentação saudável, praticar exercício físico, vigiar o peso e evitar o stress. Para mais informações sobre o enfarte consulte www.cadasegundoconta.pt.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Gil Vicente goleia Cerveira em jogo de preparação em Melgaço

Próximo Artigo

Arranca hoje o festival mais antigo da cidade de Barcelos

Artigos Relacionados
x