Seguir o O MINHO

Alto Minho

Encontro nacional em Cerveira define novas formas de luta contra lítio em Portugal

10 movimentos cívicos de todo o país unem forças

em

Foto: Facebook de Susana Araújo / Grupo "Movimento SOS Serra d'Arga"

Representantes de 10 movimentos cívicos de contestação à prospeção e exploração de lítio em Portugal vão reunir-se no sábado em Vila Nova de Cerveira, no Alto Minho, para definir novas formas de “dinamização cívica” para alertar para o problema.

“O objetivo prioritário é a reunião de todos os movimentos cívicos, até para percebermos, todos, como é que está a situação em cada uma das zonas e, depois, para vermos quais são as possibilidades de luta, se há espaço para uma espécie de plataforma nacional. Está tudo em aberto, não há nada predefinido”, afirmou hoje à Lusa o porta voz do movimento SOS Serra D’Arga, Carlos Seixas.

Além da participação dos movimentos cívicos, o encontro nacional, organizado pelo movimento cívico que se opõe à prospeção e exploração de lítio na Serra D’Arga, território comum aos concelhos de Caminha, Viana do Castelo, Ponte de Lima e Vila Nova de Cerveira, todos no Alto Minho, contará com a presença de autarcas e de representantes de seis dos sete partidos com representação parlamentar.

“Queremos perceber onde se posicionam os partidos políticos, mas mais do que os partidos políticos os futuros deputados à Assembleia da República”, especificou.

Carlos Seixas sublinhou que “cada região do país tem a sua especificidade, mas, no fundo, todas reclamam a mesma coisa”.

“O objetivo é dizermos que estamos todos juntos na mesma mensagem. Que não se faça qualquer furo na nossa região, porque a população não foi ouvida, porque há uma série de consequências para o mundo rural que está a ser atacado desta forma”.

Carlos Seixas adiantou que será a mesma “mensagem” a passar na manifestação nacional marcada para dia 21, em Lisboa, intitulada “Não às minas” – “Contra a febre da mineração em Portugal”.

No sábado, no encontro nacional em Vila Nova de Cerveira participam o Movimento Contra a Mineração Beira Serra, o Movimento Anti-Lítio Braga, o GPSA – Grupo Preservação Serra da Argemela, o Movimento de Defesa do Ambiente e Património do Alto Minho, a Associação Covas do Barroso, a Associação Montalegre com Vida, os Guardiões da Serra da Estrela e ainda o movimento Em Defesa da Serra da Peneda e do Soajo.

O encontro nacional, aberto à participação do público, decorre no sábado, entre as 10:30 e as 17:00, no cineteatro de Vila Nova de Cerveira.

“Além dos 10 movimentos cívicos, dos partidos com assento parlamentar e de representantes de câmaras do distrito de Viana do Castelo, estarão presentes oito associações ambientalistas, entre elas a Quercus, m-APA e ContraMINAcción”.

No caso do distrito de Viana do Castelo, e segundo dados fornecidos hoje à Lusa pelo coordenador do projeto “Da Serra d’Arga à Foz do Âncora”, que envolve os municípios de Caminha, Viana do Castelo e Ponte de Lima, Guilherme Lagido, a Serra d’Arga abrange uma área de 10 mil hectares, dos quais 4.280 hectares encontram-se classificados como Sítio de Importância Comunitária.

O responsável, que é também vice-presidente da Câmara de Caminha, adiantou que “cerca de 90% dos 10 mil hectares da Serra d’Arga distribuem-se pelos concelhos de Caminha e Viana do Castelo, 8% no concelho de Ponte de Lima e os restantes 2% em Vila Nova de Cerveira.

O projeto “Da Serra d’Arga à Foz do Âncora” foi apresentado publicamente em junho. Envolve os concelhos de Caminha, Viana do Castelo e Ponte de Lima e visa a classificação daquele território como Área de Paisagem Protegida como forma de travar o projeto de prospeção de minerais.

Em julho, o Governo decidiu “excecionar” o sítio Rede Natura 2000 Serra d’Arga do conjunto de áreas a integrar no concurso para a prospeção de lítio.

Anúncio

Alto Minho

Adega Ponte da Barca regressa ao passado e apresenta novo Vinhão com imagem de naperão

Vinhão 2019

em

Foto: Divulgação

O tradicional naperão que cobria as TV’s e as mesas das casas portuguesas ganhou este sábado uma segunda vida nos rótulos do vinho Adega Ponte da Barca – “Vinhão 2019”, o mais emblemático desta cooperativa que celebra quase 6 décadas e mantém viva a tradição de lançar o seu vinho a tempo dos magustos de S. Martinho.

No passado sábado, 09 de novembro, no Solar do Vinhão em Ponte da Barca, a Adega local lançou o seu vinho mais recente, o Vinhão da colheita de 2019, aproveitando para surpreender os presentes com uma nova imagem arrojada e clássica: um naperão.


“Em pleno S. Martinho, inauguramos a nova coleção com o vinho da casta mais exótica, misteriosa e genuína do mundo: o VINHÃO! Coincide com o regresso da incrível série da RTP 1 “Conta-me como foi”, o que mais parece um apadrinhamento e nos arranca sorrisos”, referiu Luís Pedro, diretor criativo.

José Oliveira, enólogo da empresa, referiu perante mais de uma centena de convidados, entre individualidades, clientes e parceiros de negócio, que “O Adega Ponte da Barca Vinhão 2019 é reconhecido há décadas como uma referência nos tintos da Região dos Vinhos Verdes, sendo que este ano está particularmente extraordinário dada a excelente maturação das uvas.

Uma vinificação cuidada e poucas intervenções na adega levam para a garrafa um vinho genuíno e de enorme carácter, que espelha as condições naturais dos vales dos rios Lima e Vez de onde provêm as uvas dos nossos 1.000 associados.”

Naperons, televisões a preto e branco, três senhoras a fazer crochet e as músicas dos anos 70, fizeram parte de um ambiente único criado para os convidados embarcarem numa viagem no tempo.

Os convidados contaram com algumas surpresas durante o evento, nomeadamente, a prova do primeiro vinho da Adega com a nova imagem da coleção Naperão e a degustação de Trufas de chocolate com o Vinhão, dentro de uma linha de chocolates artesanais que a Adega está a desenvolver com a Sim Chocolates, de Famalicão.

No final do evento a presidente da Fundação AMA, Dora Brandão, agradeceu o facto de a Adega, na sequência do que já tem sido feito noutros eventos, atribuir parte das verbas para o apoio a crianças com problemática das Perturbações do Espectro do Autismo “este é um gesto simples e simbólico que ilustra o sentido de responsabilidade social da empresa”.

Continuar a ler

Alto Minho

Pai Natal volta a chegar de barco a Monção

Programação municipal

em

Foto: Divulgação / CM Monção

O programa de Natal em Monção vai iniciar-se dia 29, pelas 18:00, com a abertura da iluminação natalícia, prolongando-se até 31 de dezembro, com vários momentos culturais, musicais e recreativos alusivos à quadra festiva, informou esta segunda-feira aquela autarquia.

Em comunicado, o município adiantou que aquele programa tem como objetivo “promover o comércio tradicional, incentivando a realização das compras de Natal nos estabelecimentos locais”.

Da programação preparada pela autarquia, destaque para a exposição ao ar livre de “Decorações de Natal”, com participação de 39 instituições/associações/clubes do concelho.

Um mercado de Natal, a chegada do Pai Natal em bicicleta, em mota e de barco, o “Brinde de Natal”, miniconcertos musicais, insufláveis para crianças e a iniciativa “Sabores de Natal”, são outras das iniciativas previstas.

A chegada do Pai Natal, de barco, é apontada para o próximo dia 24, pelas 15:00 horas, ao cais da Lodeira e embarcadouro de Salvaterra de Miño.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Radioamadores do Alto Minho reúnem-se em Viana

Simpósio

em

Foto: Divulgação

A Associação de Radioamadores do Alto Minho (ARAM) vai realizar, nos dias 23 e 24, um simpósio sobre comunicações por satélites, que decorrerá em Viana do Castelo, anunciou hoje a organização.

O evento, “denominado TecSat-Po 2019”, prevê a participação de radioamadores de várias regiões do país e de Espanha e tem como objetivo principal divulgar as técnicas que permitem a utilização de satélites para comunicações entre radioamadores”.

A organização “conta com a colaboração da Câmara de Viana do Castelo que, para além de outros apoios, organizará o programa turístico e social, destinado aos acompanhantes dos participantes, e que decorrerá durante o dia de sábado”.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares