Seguir o O MINHO

Valença

Empresas do interior podem ter redução até 50% nas portagens em 2019

em

Foto: DR/Arquivo

O ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, disse esta sexta-feira, em Valença que as empresas que “fixem” a sua atividade em concelhos de baixa densidade podem ter, em 2019, uma redução até 50% no valor da portagem.


“O desconto geral que vai ser aplicado às empresas de transportes de mercadorias e mais 25%, que será na mesma altura, para as empresas cuja atividade esteja fixada em concelhos de baixa densidade. No limite, podem pagar, até cerca metade do valor das portagens”, referiu Pedro Marques, adiantando que a medida “entrará em vigor em 2019, no contexto do novo Orçamento do Estado”.

O governante, que falava aos jornalistas à margem da consignação da segunda fase da empreitada de modernização da Linha do Minho, do troço entre Viana do Castelo e Valença, adiantou que a autoestrada A28 do Norte Litoral será abrangida por aquela redução das portagens para os veículos de mercadorias nas autoestradas do interior, em territórios de baixa densidade.

“Mesmo dentro do Alto Minho, iremos promover mais aqueles territórios que, no fundo, têm um nível de desenvolvimento mais baixo, para que a própria atividade económica se fixe por toda a região”, sustentou.

Desde 2016 que os veículos de transporte de mercadorias das classes 2, 3 e 4 têm entre 15% a 20% de desconto nas taxas de portagem na A4 (Transmontana e Túnel do Marão), A22 (Algarve), A23 (Beira Interior), A24 (Interior Norte) e A25 (Beiras Litoral e Alta).

Com a nova medida do Governo, as viaturas de mercadorias passarão a ter mais 15% de desconto no período diurno e mais 20% no período noturno (das 20:00 às 08:00) e fins de semana nas autoestradas anteriormente descritas e também na A13 (Pinhal Interior) e na A28 (Norte Litoral).

Já para os veículos de transporte de mercadorias das classes 1, 2, 3 e 4 de empresas sediadas e com atividade nos concelhos de baixa densidade, os descontos abrangem “mais de 25% em todos os períodos horários”, avançou o responsável.

Assim, no período noturno, um veículo de mercadorias afeto a uma empresa sedeada no interior que pagava 34,55 euros na A25 em 2015, antes da entrada em vigor dos descontos, vai começar a pagar 7,35 euros, o que corresponde a um desconto de 79%.

Esta redução das portagens é uma das medidas que consta no Programa de Valorização do Interior, que foi apresentado, este mês, em Conselho de Ministros Extraordinário, que decorreu na Pampilhosa da Serra, no distrito de Coimbra

Nas medidas do Programa de Valorização do Interior, está previsto também que as empresas fixadas no interior passem a deduzir à coleta do IRC de até 20% dos salários.

Anúncio

Alto Minho

Festival de teclados da Eurocidade Valença-Tui de 02 a 11 de outubro

Concertos presenciais e digitais

em

Foto: Divulgação / IKFEM - International Keyboard Festival & Masterclasse

Já é conhecida a programação completa da 8.ª edição do IKFEM – International Keyboard Festival & Masterclasse que se realiza na Eurocidade Valença-Tui de 2 a 11 de Outubro, anunciou hoje a organização.

À soprano Ainhoa Arteta, que partilha o palco com o pianista Javier Carmena, junta-se agora Carlos Núñez que vai estrear um espectáculo com Pancho Álvarez, Daniel Pereira e o trio português Ensemble Med, na Catedral de Tui.
Cantigas sacras galego-portuguesas a partir da gaita-de-foles de Carlos Núñez que regressa, assim, a Tui, terra natal do seu mestre, Antón Corral.

A representar Portugal e a música tradicional vão estar também o Quarteto Contratempus, no Teatro Municipal de Tui, com o espectáculo “Variações a partir de um coração”. O Auditório do Centro de Inovação e Logística de Valença vai receber o Trio Casperveck, liderado pelo pianista Brais González, que vai musicar ao vivo o filme mudo de Buster Keaton, “O Marinheiro de Água Doce”. Por sua vez, a Igreja de Santo Domingo, em Tui, acolhe uma viagem pela música barroca com a dupla Eutherpe, que junta o violiono de Ângela Neto Domingues com o cravo de Erea Blanco Balvís.

Aos concertos presenciais juntam-se os digitais numa edição adaptada à nova realidade imposta pela pandemia da covid-19.

Mantendo o carácter transfronteiriço, o IKFEM convidou os músicos portugueses e espanhóis a apresentarem-se no canal online do festival. Com o intuito de sensibilizar o público para a realidade do sector e apoiar o regresso à actividade cultural da euroregião, o IKFEM Digital foi criado em parceria com a Afundación, obra social do ABANCA, com o objectivo de dar oportunidade aos músicos profissionais, de qualquer estilo, de partilhar o seu trabalho e a sua história na luta contra o coronavírus. Para participar, os interessados devem gravar um vídeo com 10 minutos de duração máxima, onde contem a sua história e interpretem um tema. Os vídeos dever ser submetidos em www.ikfem.com até 27 de Setembro. Os solistas ou grupos seleccionados terão a oportunidade de apresentar um concerto de 60 minutos no IKFEM, via streaming no canal Afundación TV, e recebem um cachet de 500 euros.

Os cinco projectos escolhidos apresentam-se via streaming dias 3, 5, 6, 8 e 9 de Outubro.

Continuar a ler

Alto Minho

Sobe para 21 número de infetados no Lar da Cruz Vermelha em Valença

Covid-19

em

Foto: DR

O presidente da Câmara de Valença disse que o número de infetados por covid-19 no Lar da Cruz Vermelha subiu de 15 para 21, após terem sido hoje conhecidos os resultados dos testes feitos a utentes e funcionários.

Ao final da tarde de hoje, contactada pela Lusa, fonte da Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM)afirmou que a instituição registava 15 casos de infeção pelo novo coronavírus.

Já ao início da noite, o autarca Manuel Lopes referiu que “o número subiu para os 21, 16 utentes e cinco funcionários, depois de terem sido conhecidos os resultados dos testes realizados a todos os idosos e trabalhadores da instituição”.

“Os idosos já estão isolados. As instalações do lar foram desinfetadas no domingo. Nenhum dos infetados está hospitalizado”, esclareceu o autarca social-democrata.

A Lusa contactou a instituição sediada no distrito de Viana do Castelo, mas até ao momento sem sucesso.

Segundo os dados que constam da Carta Social, disponível na página oficial do Gabinete de Estratégia e Planeamento da Segurança Social na internet, o Lar da Cruz Vermelha de Valença tem capacidade para acolher 75 idosos.

De acordo com o aviso publicado na página oficial da instituição no Facebook, hoje consultada pela Lusa, as visitas ao lar foram suspensas no passado dia 07.

“Devido à pandemia [de] covid-19, como medida de prevenção, as visitas estão canceladas a partir de segunda-feira (07/09/2020) até nova decisão”, lê-se na publicação.

Segundo dados divulgados na sexta-feira pela ULSAM, o concelho de Valença tinha, àquela data, 41 casos ativos.

A ULSAM é constituída por dois hospitais: o de Santa Luzia, em Viana do Castelo, e o Conde de Bertiandos, em Ponte de Lima. Integra ainda 12 centros de saúde, uma unidade de saúde pública e duas de convalescença, e serve uma população residente superior a 244 mil pessoas, contando com 2.500 profissionais, entre os quais 501 médicos e 892 enfermeiros.

Surto em lar da Cruz Vermelha de Valença com 15 infetados

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 961.531 mortos e mais de 31,1 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.920 pessoas dos 69.200 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Continuar a ler

Alto Minho

Surto em lar da Cruz Vermelha de Valença com 15 infetados

Nenhum está hospitalizado

em

Foto: DR

Há um surto no lar da Cruz Vermelha com 15 infetados, confirmou hoje à Lusa fonte da Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM) – 13 utentes e dois funcionários.

ATUALIZAÇÃO:

Sobe para 21 número de infetados no Lar da Cruz Vermelha em Valença

Segundo a RTP, que avança a notícia, trata-se de 13 utentes e 2 funcionários, sendo que nenhum está hospitalizado.

A Lusa contactou a instituição e a Câmara de Valença, no distrito de Viana do Castelo para obter mais pormenores sobre aquele surto de covid-19, mas até ao momento sem sucesso.

Segundo os dados que constam da Carta Social, disponível na página oficial do Gabinete de Estratégia e Planeamento (GEP) na Internet, o Lar da Cruz Vermelha de Valença tem capacidade para acolher 75 idosos.

De acordo com o aviso publicado na página oficial da instituição no Facebook, hoje consultada pela Lusa, as visitas ao lar foram suspensas no passado dia 07.

“Devido à pandemia COVID-19, como medida de prevenção, as visitas estão canceladas a partir de segunda-feira (07/09/2020) até nova decisão”, lê-se na publicação.

Segundo dados divulgados sexta-feira pela ULSAM, o concelho de Valença tinha, àquela data, 41 casos ativos.

A ULSAM é constituída por dois hospitais: o de Santa Luzia, em Viana do Castelo, e o Conde de Bertiandos, em Ponte de Lima. Integra ainda 12 centros de saúde, uma unidade de saúde pública e duas de convalescença, e serve uma população residente superior a 244 mil pessoas, contando com 2.500 profissionais, entre os quais 501 médicos e 892 enfermeiros.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 961.531 mortos e mais de 31,1 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.920 pessoas dos 69.200 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

De acordo com o boletim desta segunda-feira da DGS, Valença registou na última semana 14 novos casos de covid-19, totalizando 47 desde o início da pandemia.

Notícia atualizada às 20h00 com mais informação.

Continuar a ler

Populares