Empresário de Vizela fixa salário mínimo nos 750 e dá 250 de prenda a 140 funcionários

Vapesol

O empresário vizelense Décio Pereira, que administra a Vapesol, sediada em Felgueiras, decidiu fixar o salário mínimo dentro da empresa nos 750 euros, assegurando ainda um seguro de saúde a cada um dos 140 colaboradores e um prémio de Natal de 250 euros para todos.

De acordo com o empresário, citado pela Rádio Vizela, o objetivo passa por cativar mão de obra, levando a que os funcionários possam obter melhores condições e, consequentemente, serem uma vantagem competitiva no mercado.

Segundo a mesma fonte, é habitual ver aquela empresa, dedicada à produção de solas de calçado, subir o ordenado mínimo todos os anos, colocando um valor sempre mais elevado do que aquele que foi fixado pelo Governo.

“Com o intuito de cativar a mão de obra, temos procurado cada vez mais, e dentro das possibilidades, dar mais e melhores condições a quem está connosco, e ter vantagem competitiva em relação ao resto do mercado”, disse, citado pela Rádio Vizela.

Para além do aumento do salário mínimo, a Vapesol vai oferecer, em 2022, um seguro de saúde a cada um dos funcionários, num investimento de cerca de 20 mil euros. E neste Natal ofereceu um prémio de 250 euros a cada um dos funcionários.

Em média, o salário atribuído pela empresa é de 800 euros, mais prémios de incentivo de trabalho. Para além disso, há ainda a possibilidade de utilizarem cantina social, ginásio e balneários.

“Neste momento precisamos de cerca de 20 trabalhadores para ficarmos com a equipa completa”, concluiu o empresário, citado pela mesma fonte.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

"No momento atual da equipa o resultado é prioritário”

Próximo Artigo

Sporting procura em Barcelos a 10.ª vitória seguida e liderança isolada na Liga

Artigos Relacionados
x