Seguir o O MINHO

Barcelos

Empresário de Esposende tinha mais 5 carros roubados escondidos noutro armazém

Crime

em

Uma das cinco viaturas encontradas esta segunda-feira. Foto: O MINHO

O empresário do ramo de peças automóveis que foi constituído arguido, na passada quinta-feira, por suspeitas de integrar uma rede de furto, receptação e desmantelamento de viaturas em Barcelos, viu ser feita nova busca por parte dos investigadores da GNR, esta segunda-feira, em outro armazém que possui no concelho


Na sequência do mesmo inquérito onde Gilberto Santos, de 34 anos, foi constituído arguido, os militares do Núcleo de Investigação de Barcelos fizeram uma busca esta segunda-feira num novo armazém, descobrindo mais cinco viaturas dadas como furtadas ao longo dos últimos meses. No local encontraram documentos pertencentes às vítimas.

Foto: GNR

Foto: GNR

O MINHO sabe que foram efetuadas buscas noutro armazém, em Oleiros, Vila Verde, mas este estava já vazio.

Recorde-se que, na passada sexta-feira, um dia depois da megaapreensão do NIC no armazém de Vila Frescaínha (São Pedro), onde 25 viaturas roubadas estavam a ser desmanteladas, um homem de 29 anos foi detido em flagrante quando transportava um novo carro roubado para o mesmo local. O assaltante é já conhecido pelo roubo de carros na região de Braga.

Empresário de Esposende encabeça rede que desmantelava carros roubados em Barcelos

Gilberto Santos nega tudo. Diz ter sido enganado e que passou cheques aos larápios, julgando tratar-se de uma compra legítima. O suspeito escreveu essas declarações na página de Facebook do jornal O MINHO, onde clamou inocência relativamente ao furto. Todavia, apagou os comentários no dia seguinte.

Contactado por O MINHO via Facebook para explicar a sua versão dos factos, o empresário não quis prestar declarações e apagou a conta.

Anúncio

Barcelos

Ex-funcionária pede 48 mil euros de indemnização a associação de Barcelos

Burla

em

Foto: Facebook de Mobility Friends

Não houve acordo no Tribunal de Trabalho de Braga na audiência de tentativa de conciliação hoje realizada entre as partes.

Vai, assim, para julgamento uma ação de uma ex-funcionária contra a Associação Intercultural Amigos da Mobilidade (Mobility Friends), de Gamil, Barcelos que reclama 48 mil de indemnização e remunerações não pagas.

Para além desta ação, há mais três ex-funcionários a exigir dinheiro em Tribunal por verbas não recebidas de horas extras e outras componentes salariais.

Em contrapartida, a Associação, com sede em Gamil, meteu-lhes uma ação cível em que pede cerca de 50 mil euros a cada um dos quatro por quebra do contrato de trabalho, nomeadamente do sigilo a que estariam obrigadas. E uma outra por difamação.

Na ação agora em discussão, a queixosa diz que a Mobility Friends comunicou à Segurança Social e às Finanças o pagamento dos 8 mil euros, mas nunca lhos entregou.

Queixa de perseguição

A ex-funcionária, uma cidadã de origem polaca, apresentou, também, uma queixa-crime contra a Associação, acusando-a de ameaças, perseguição, e bullying.

Diz que, entre outras coisas, lhe colocou um funcionário à porta de casa com intuitos intimidatórios. O inquérito corre no Ministério Público de Barcelos.

Conforme O MINHO noticiou, a PJ de Braga está a investigar uma queixa de dois ex-membros da Associação por alegada apropriação indevida, pelo seu Presidente, de 671 mil euros.

A denúncia, feita por dois cidadãos polacos, ex-sócios da Associação, aponta, ainda, para outras ilegalidades como as de recebimento de dinheiros sem fatura, compra de um terreno com recurso a subfaturação, e aquisição de casas préfabricadas por 775 mil euros, quando o seu valor real será muito inferior.

Continuar a ler

Barcelos

Vai a sepultar na quinta-feira homem que morreu em choque frontal em Barcelos

Óbito

em

Foto: Cidade Hoje

O homem de 48 anos que morreu na sequência de uma colisão frontal, no sábado, em Chorente, no concelho de Barcelos, será sepultado na quinta-feira.

O funeral de Hilário Afonseca Casanova está marcado para as 17:00 no cemitério de Chorente, freguesia onde residia.

Devido à pandemia de covid-19, as cerimónias fúnebres serão restritas à família.

Como O MINHO noticiou, o homem morreu no sábado na sequência de um choque frontal num caminho junto à pista de autocross de Chorente.

No local estiveram os Bombeiros de Barcelinhos e de Viatodos, apoiados pelo INEM.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Barcelos

Covid fecha um dos maiores restaurantes de Barcelos

Pérola

em

Foto: Restaurante Pérola / Facebook

O restaurante Pérola, em Barcelos, vai encerrar temporariamente, a partir desta terça-feira, devido a caso suspeito de covid-19, anunciou hoje o estabelecimento na sua página de Facebook.

“Informamos os nossos clientes que a partir de terça-feira dia 27, iremos temporariamente cessar todos os nossos serviços (sejam presencialmente ou em take away). Infelizmente foi detetado um possível caso positivo de covid-19 na nossa equipa de colaboradores (cujo resultado ainda não sabemos) e como medida de precaução as autoridades competentes determinaram o encerramento temporário do espaço para testar a equipa e detetar possíveis contágios”, refere a publicação.

O restaurante, localizado na Avenida D. Nuno Álvares Pereira, um dos maiores e concorridos da cidade de Barcelos, salienta, para “descansar” os clientes e fornecedores, que “o colaborador possivelmente infetado já está isolado há mais de uma semana, sendo que no âmbito das suas responsabilidades profissionais não mantém qualquer contacto direto com os clientes e/ou fornecedores”.

“Estamos em contacto com as autoridades competentes e em nenhum momento nos foi indicado para notificar nem clientes nem fornecedores que possam ter tido algum contacto de perigo. É uma medida preventiva que desde o início sugerimos e apoiamos”, realça o Pérola, garantindo: “Tão breve que nos seja dada autorização para retomar a nossa atividade, assim o faremos”.

Continuar a ler

Populares