Seguir o O MINHO

Ave

Empresa de Famalicão cria primeira máscara transparente certificada para surdos

Covid-19

em

Foto: CITEVE / Facebook

Uma empresa têxtil de Famalicão criou, em parceria com o CITEVE – Centro Tecnológico Têxtil e Vestuário, sediado no mesmo concelho, a primeira máscara social transparente certificada.

A Elastoni Confecções, através da marca Be Angel, criou a máscara social transparente em resposta a desafio do próprio CITEVE.

O objetivo da máscara é permitir a fácil leitura labial, “uma solução já muito reclamada e que se destina a um largo número de utilizadores, como sejam a população surda ou com dificuldade auditiva, intérpretes de língua gestual, terapeutas da fala, entre outros”, explica o CITEVE.

A entidade certificadora refere que a “máscara social transparente” facilita a “comunicação entre aquela vasta comunidade (estima-se que cerca de dois milhões de portugueses tenham dificuldades auditivas) e seus interlocutores.

Em declarações ao Expresso, Nuno Oliveira, responsável pelo projeto da Be Angel, adiantou que as máscaras deverão começar a ser comercializadas em breve.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), há 466 milhões de pessoas que sofrem com problemas de audição e muitos dependem da leitura labial, a par com a língua gestual, para comunicar.

Populares