Seguir o O MINHO

Braga

Empresa de Braga destaca-se no carregamento de carros elétricos em locais privados

Economia

em

Foto: Divulgação / We Can Charge

A We Can Charge, startup da comunidade da Startup Braga, é uma das apostas mais recentes da Portugal Ventures. A empresa bracarense junta-se ao catálogo de empresas da sociedade de capital de risco através da call INNOV-ID.

Criada com o intuito de democratizar o acesso a soluções de carregamento para carros elétricos, através da rentabilização de postos de fornecimento privados, a tecnologia da We Can Charge pode, como sublinha Ricardo Carvalho, fundador e CEO da We Can Charge, “ser integrada em qualquer posto de carga existente e numa tomada normal, sendo a solução transversal a todos os tipos de clientes e cenários”.

A título de exemplo, o responsável destaca que “a startup já ajudou restaurantes, hotéis e espaços comerciais a criar e rentabilizar redes de carregamento privadas, pretendendo agora chegar a outros setores de atividade, apelando à adoção de políticas de sustentabilidade com base na mobilidade elétrica”.

“A nossa missão é potenciar a criação destas redes, totalmente autónomas e descentralizadas, aumentando a oferta disponível para os utilizadores e gerando uma fonte de rendimento para os proprietários dos postos de carregamento”, acrescenta o empreendedor.

Ricardo Carvalho sublinha ainda que o investimento agora angariado irá permitir que “a We Can Charge solidifique a sua tecnologia, aumente a equipa e aposte na expansão das redes privadas de carregamento”.

“Queremos chegar, em 2021, aos primeiros 100 postos de carregamento e tomadas inteligentes instalados”, adianta.

Idealizada em 2018, a startup começou por ser uma comunidade de utilizadores que oferecia os seus próprios postos para que outros pudessem carregar as viaturas elétricas.

De forma a facilitar o processo e a automatizá-lo, nasceu a We Can Charge, responsável por tornar possível a ativação dos postos de carga através da aplicação móvel, permitindo também que o utilizador possa proceder ao pagamento do carregamento através do cartão de débito ou crédito e facilitando a respetiva faturação.

Recorde-se que a call INNOV-ID, lançada pela Portugal Ventures ainda em 2020, tinha como objetivo a integração de startups em fase pre-seed no portefólio da sociedade, cuja tecnologia estivesse já desenvolvida, mas em fase de protótipo, prova de conceito ou validação de mercado.

Populares