Empreendimento turístico de luxo em Monção vai "recriar" vila minhota antiga e criar 50 postos de trabalho - O MINHO
Redes Sociais

Empreendimento turístico de luxo em Monção vai “recriar” vila minhota antiga e criar 50 postos de trabalho

Foto: DR/Arquivo

Alto Minho

Empreendimento turístico de luxo em Monção vai “recriar” vila minhota antiga e criar 50 postos de trabalho

O empresário Carlos Dias, também conhecido como “Milionário do Tempo”, vai ser o responsável pelo investimento de seis milhões de euros num empreendimento turístico de luxo em Monção, na Quinta do Rosal, em Valadares. Está prevista a criação de cerca de 50 postos de trabalho e as obras deverão arrancar até ao final do ano.

“Estamos a falar de um empreendimento turístico que irá pertencer a uma cadeia de cinco resorts a nível nacional. Estamos a falar de algo a que estamos pouco habituados em termos turísticos”, disse António Barbosa, presidente da Câmara.

“A Quinta do Rosal será recuperada. Irá depois ali nascer uma aldeia típica portuguesa, tal como eram há 100 ou 200 anos. Serão mais de 40 casas em pedra, de forma tosca por fora mas com todas as condições e mais algumas no seu interior.

Depois das obras de recuperação, o local deverá ainda ser ampliado com mais 22 quartos. Será ainda criada uma zona de lazer com um pavilhão de eventos, com piscina coberta e área de SPA.

“Vamos dar todas as condições e facilidades para que este investimento seja uma realidade. É daqueles projetos que qualquer presidente de Câmara gostaria de ter o prazer de inaugurar”, completou o autarca.

A Câmara aprovou por unanimidade o reconhecimento de interesse público municipal a este projeto.

Jornal digital da região do Minho.

Mais Alto Minho