Seguir o O MINHO

Alto Minho

Em Melgaço, os pescadores fazem-lhe uma visita guiada às pesqueiras

Turismo

em

Foto: CM Melgaço

Foi ontem apresentado o pacote turístico “A Lampreia e as Pesqueiras do rio Minho”, em Melgaço, durante a Festa dos Pescadores das Pesqueiras do rio Minho.

A ação nasceu com o propósito de preservar e divulgar as pesqueiras do rio Minho, bem como a arte piscatória aqui desenvolvida, que foi sendo transmitida de geração em geração e que permanece até aos dias de hoje, adianta o município em nota de imprensa.

A ação consiste em orientar os turistas pelos trilhos de acesso às pesqueiras, exemplificando todo o processo da arte da pesca, pelos próprios pescadores, desde a construção das redes até ao seu uso nas pesqueiras, contando as histórias e curiosidades sobre a arte da pesca artesanal e das construções milenares existentes nas duas margens.

“Com este produto, Melgaço oferecerá uma experiência associada à gastronomia, aos produtos endógenos e à descoberta das suas origens, à autenticidade do nosso território e ao saber fazer tradicional”, salienta a Câmara.

A nova atração turística será levada a cabo pela empresa melgacense Montes de Laboreiro, durante todo o ano, sob marcação, e resulta da colaboração com os pescadores, a Capitania do Porto de Caminha e o Município de Melgaço.

“Este património das pesqueiras do rio Minho pode tornar-se um património valiosíssimo do ponto de vista turístico. Desde que bem guiada e com segurança, vai conseguir-se curiosidade, vontade e público que queira ver estas pesqueiras milenares”, considera o presidente da Câmara de Melgaço.

Durante a manhã houve ainda oportunidade para uma visita às pesqueiras do rio Minho, na zona de Alvaredo, e para um pequeno momento de explicação da pesca aqui realizada.

A festa foi uma organização da autarquia e da Associação dos Pescadores e marcou o encerramento da época de pesca nos dois lados da fronteira num dos troços do rio.

Populares