Seguir o O MINHO

Braga

“Em Braga só de barco”: Túneis cortados e carros retidos em viadutos

Mau tempo

em

Fotos: Redes Sociais

A depressão Elsa, que se abate, estes dias, pela região Centro e Norte de Portugal, está a causar várias ocorrências e a mobilizar centenas de operacionais para os diversos concelhos do distrito de Braga.


Na cidade de Braga, no entanto, é onde existem mais registos de inundações ao longo das últimas horas.

Uma viatura terá ficado retida no túnel junto ao hotel Meliã, no sentido Braga – Póvoa de Lanhoso, sendo necessária a intervenção dos bombeiros.

Também o túnel da Rodovia, junto às piscinas, se encontra encerrado ao trânsito devido a um alagamento de proporção dantesca.

Na rotundo Santos da Cunha, em Maximinos, várias viaturas acabaram por ser surpreendidas pela acumulação de águas.

Em Ferreiros, no local do costume, junto ao complexo da Bosch, várias viaturas ficaram submersas.

Pelas 17:00 desta quinta-feira, a Proteção Civil já registou perto de uma centena de ocorrências no distrito de Braga, entre inundações e quedas de árvores.

Aviso vermelho

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu ao final do dia de quarta-feira um aviso vermelho para os distritos do Porto, Braga, Aveiro, Vila Real e Viana do Castelo devido à chuva “forte e persistente, podendo ser acompanhada de trovoada”.

Este aviso vigora entre as 12:00 e as 21:00 em Vila Real e Braga, e entre as 12:00 e as 18:00 em Viana do Castelo, adianta o instituto em comunicado.

No Porto e em Aveiro, o aviso vermelho está em vigor entre as 15:00 e as 21:00.

O IPMA colocou também sob aviso vermelho, devido à previsão de rajadas de vento superiores a 100 quilómetros por hora, os distritos de Viseu, Guarda, Castelo Branco, Aveiro e Coimbra.

Segundo o IPMA, as rajadas de vento podem mesmo atingir os 140 quilómetros/hora nas terras altas, entre as 18:00 de hoje e as 03:00 de sexta-feira.

Sob aviso laranja para precipitação, vento ou agitação marítima, que vigoram em diferentes períodos até sábado, vão estar os distritos de Bragança, Viseu, Porto, Guarda, Faro, Vila Real, Setúbal, Santarém, Viana do Castelo, Lisboa, Leiria, Beja, Castelo Branco, Coimbra, Portalegre e Braga.

No aviso relativo ao vento, nos distritos de Bragança, Viseu, Porto, Guarda, Faro, Vila Real, Santarém, Viana do Castelo, Lisboa, Leiria, Castelo Branco, Aveiro, Coimbra, Portalegre e Braga podem ser registadas rajadas de vento entre os 100 e os 130 quilómetros por hora.

Só com avisos amarelos estará o distrito de Évora, para precipitação e vento.

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil alertou na quarta-feira a população para o agravamento das condições meteorológicas, com precipitação forte e persistente, vento forte nas terras altas e agitação marítima forte em toda a costa.

A Proteção Civil alerta para a possibilidade de “inundações rápidas em meio urbano, por acumulação de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem”, e “inundações por transbordo das linhas de água nas zonas historicamente mais vulneráveis”.

Informa ainda que, tendo em conta as previsões do IPMA, há a possibilidade de inundações de “estruturas urbanas subterrâneas com deficiências de drenagem” e de formação de lençóis de água na estrada, além da queda de ramos de árvores, danos em estruturas montadas ou suspensas.

Anúncio

Braga

Mercado municipal de Braga reabre no início de dezembro

Câmara lança hasta pública para lugares vagos

em

Foto: DR

O mercado municipal reabre no começo de dezembro. O Executivo Municipal bracarense aprecia, na manhã desta segunda-feira, em reunião de Câmara a realizar nas instalações do gnration, o procedimento de hasta pública para a concessão de licença de ocupação dos lugares e locais de venda disponíveis no Mercado, na sequência da prévia atribuição de espaços aos 200 comerciantes históricos que já marcavam presença no equipamento.

O Mercado contará, nesta fase, com 13 novos espaços disponíveis para comerciantes do setor alimentar, abrindo também a possibilidade de entrada de produtos que reflitam novas tendências alimentares.

Nesta reunião, será apreciado o programa de procedimento de hasta pública para a ocupação de 5 bancas para venda de flores e hortofrutícolas, 2 talhos e 6 lojas interiores. O regulamento identifica a área do espaço e sua localização, atividade a que se destina e preço base de licitação de cada um dos lugares, assim como a respetiva taxa mensal.

Na ocasião, em análise estarão, ainda, entre outros assuntos, contratos interadministrativos de Delegação de Competências a celebrar com diversas freguesias e uniões de freguesias do concelho e propostas de apoios financeiros.
A ordem de trabalhos da Reunião está disponível para consulta (ver aqui).

Continuar a ler

Braga

Mais 99 casos de covid-19 no concelho de Braga nas últimas horas

Covid-19

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

O concelho de Braga regista mais 99 casos positivos de infeção por covid-19 em 24 horas.

Estes dados, apurados por O MINHO junto de fonte local da saúde, são reportados ao período entre as 18:00 de sexta e as 18:30 de sábado.

Por não conseguirmos obter o número de casos recuperados, não é possível divulgar com precisão o número de casos ativos no concelho, mas o número já superou os 500.

O concelho registava, na sexta-feira, 1.579 casos de recuperações do SARS CoV-2 desde o início da pandemia.

Em termos acumulados, são 2.198 casos de pessoas infetadas com o novo coronavírus, mais 99 em relação à última atualização, ontem.

Lamentam-se ainda 74 óbitos, número que permanece igual desde o passado dia 16 de junho.

O número de pessoas em isolamento sob vigilância da autoridade de saúde é de  605, menos 22 em relação à última atualização.

Continuar a ler

Braga

Porto caminhou pelo Tomás (e nem a PSP ficou indiferente)

Solidariedade

em

Foto: Facebook de "Pelos Sonhos do Tomás"

Um grupo de cidadãos portuenses organizou este domingo uma caminhada solidária para sensibilizar a população daquela cidade para a causa do pequeno Tomás, de Braga, que precisa de ajuda financeira para cumprir tratamentos contra um cancro agressivo em Barcelona e nos Estados Unidos da América.

Durante esta manhã, o grupo, devidamente autorizado pelas autoridades, caminhou junto à marginal do rio Douro, entregando pequenos folhetos informativos sobre esta causa.

Numa breve nota publicada nas redes sociais, os pais de Tomás mostram-se de “coração cheio”, agradecendo aos portuenses pela iniciativa, onde nem agentes da PSP faltaram no apoio.

O pequeno Tomás, de 7 anos, precisa de ajuda financeira para conseguir fazer um tratamento a um cancro no estrangeiro. Para esse efeito, foi criada uma conta solidária para ajudar os pais, residentes no concelho de Braga.

Os pais explicam que, no passado dia 20 de setembro de 2019, o Tomás foi diagnosticado com um neuroblastoma, um cancro agressivo e invasivo. Passados alguns dias, a 01 de outubro, foi-lhe ainda diagnosticada uma amplificação de MYCN, a forma “mais terrível, agressiva e invasiva de cancro” dentro do neuroblastoma.

Após vários tratamentos em Portugal, tudo parecia estar bem encaminhado para a recuperação do menino, mas, na passada semana, caiu “uma bomba” na vida daquela família, ao perceberem que o mesmo cancro tinha voltado.

“O atordoamento, a dor esmagadora fizeram parte deste dia. Tínhamos passado por tantas provações, o Tomás já sofreu tanto com tantos tratamentos e afinal os tratamentos em Portugal revelaram-se ineficazes porque o cancro voltou”, desabafam os pais, que decidiram “não desistir”.

“Afinal, sempre fomos voluntários em mil e um projetos solidários, sempre fomos aqueles que ajudavam e não pediam ajuda”, indicam os pais, acrescentando que foram sempre recusando ajuda ao longo do último ano.

No entanto, a situação alterou-se, e agora o objetivo da família é conseguir levar o Tomás a Barcelona e aos Estados Unidos da América para fazer tratamentos que têm “um custo avultadíssimo”.

Os pais revelam que o pequeno Tomás já passou por oito ciclos de quimioterapia, uma cirurgia altamente invasiva, um autotransplante que o confinou num quarto durante mês e meio, vários ciclos de radioterapia e três ciclos de imunoterapia

“Ainda assim recuperava sempre e sorria. É um lutador e merece que lutemos por ele”, escrevem os pais.

“Assim, por muito difícil que seja para nós, estamos a pedir a ajuda que cada um puder e quiser dar para que possamos ir com o Tomás para Barcelona e Estados Unidos fazer os tratamentos orientados em concordância com a equipa clínica que acompanha o Tomás no IPO do Porto e que podem salvá-lo para dar seguimento aos seus sonhos de ser jogador de futebol e de aprender artes marciais para ensinar a mana Constança”, acrescentam.

Os donativos podem ser feitos através do IBAN PT50 0007 0000 0051 0803 9412 3.

Continuar a ler

Populares