Seguir o O MINHO

Famalicão

Educação Artística. Mais de 100 crianças e jovens participam no ARTcamp 2018 em Famalicão

em

Foto: Divulgação / A Casa ao Lado

São mais de 100 as crianças e jovens que, em julho e agosto, participam na estreia do ARTcamp 2018, projeto inovador no campo da Educação Artística em Portugal e que transformou uma quinta de Famalicão, em Requião, num espaço que “potencia a criatividade, a expressão individual e a capacidade de representação gráfica”.

Implementado pel’A Casa Ao Lado, centro artístico que, desde 2005 tem desempenhado um papel ativo na dinamização cultural da cidade, o conceito do projeto ARTcamp 2018 – diz a organização – “assume uma vocação pedagógica, recorrendo às diferentes expressões artísticas para dar largas à criatividade dos mais jovens”.

“O programa do ARTcamp 2018 proporciona atividades do campo artístico tão diversas como a pintura de murais, escultura e modelação de peças em barro, passando pela azulejaria, pirogravura e até Land Art, uma técnica em que os elementos presentes no meio ambiente são trabalhados de forma a que as obras de arte produzidas se integrem na própria Natureza”, conta Ricardo Miranda, diretor artístico d’A Casa Ao Lado’.

De palmo e meio e Jovens artistas

A partir deste domingo, 15 de julho, a Quinta d’A Casa Ao Lado abre as portas aos primeiros “artistas”, que serão divididos em dois grupos – Artistas de palmo e meio (dos 6 aos 11 anos) e Jovens artistas (dos 12 aos 16 anos). O programa terá a duração de cinco dias e, até ao final de agosto, a quinta acolhe, todas as semanas, novos grupos de crianças e jovens.

“Procuramos alertar as nossas crianças e jovens para as realidades que existem à sua volta, fomentando as suas capacidades interventivas para as transformar, desenvolvendo um espírito crítico e criativo”, explica Ricardo Miranda.

Entre outras atividades, os programas semanais do ARTcamp 2018 incluem uma caminhada cultural de 5 Km’s, de Requião à Pousada de Saramagos, sessões de oficina dedicadas à aprendizagem e experimentação das técnicas utilizadas por artistas nacionais contemporâneos, como o grafitter Vhils e o artista de rua Bordalo II, e visitas à Fundação José Rodrigues e à Fundação Castro Alves.

Anúncio

Famalicão

Famalicão: Roubam 16 mil euros de moradia e deixam proprietário em estado grave

Em Ribeirão

em

Foto: DR / Arquivo

Um homem, de 65 anos, ficou com ferimentos graves na sequência de um violento assalto na moradia onde reside com a esposa, de 62, em Ribeirão, concelho de Famalicão, na terça-feira.

Os larápios entraram na moradia de forma violenta, dá conta o jornal Correio da Manhã, esta quinta-feira, relatando que os quatro assaltantes surpreenderam o casal no quarto, sequestraram a mulher na casa de banho e agrediram o companheiro, de forma a obter o código de um cofre.

Imagem via Correio da Manhã

A vítima acabou por revelar o código, não evitando ter sofrido ferimentos graves que o levaram a ser transportado diretamente para o Hospital de São João, no Porto.

Os ladrões, que ainda não foram alvo de detenção, terão levado 16 mil euros em dinheiro e várias peças em ouro. O mesmo jornal dá conta de que alguns documentos levados pelos assaltantes foram encontrados, na quarta-feira, em Lisboa.

A GNR de Famalicão registou a ocorrência que passou para investigação da Polícia Judiciária.

Continuar a ler

Famalicão

Morreu mulher vítima de explosão em Famalicão

No Hospital de São João

em

Hospital de São João. Foto: Divulgação

A mulher de 65 anos, que ficou, na passada segunda-feira, com o corpo totalmente queimado, na sequência de uma explosão dentro da sua habitação, em Joane,  no concelho de Famalicão, não resistiu aos ferimentos, com o óbito a ser declarado no Hospital de São João, no Porto. A informação é avançada pela rádio Cidade Hoje.

Em declarações a O MINHO, fonte do comando dos Bombeiros Famalicenses indicou que a vítima “ficou com a grande maioria do corpo queimado, entre 95% a 100%”, não confirmando os motivos da explosão, mas que se poderia tratar de uma fuga de gás.

Na altura, foi pedido um helicóptero para transportar a vítima até à unidade de queimados do Centro Hospitalar da Universidade de Coimbra (CHUC), mas o mesmo terá sido desmobilizado, segundo o INEM, por falta de camas na unidade hospitalar solicitada. A vítima acabou por ser transportada por via terrestre até ao Hospital de São João, onde acabou por falecer.

O MINHO, contactou, via telefone e email, o gabinete de comunicação do CHUC, para confirmar a versão do INEM relativamente às vagas, sendo que, até ao momento, não foi enviada qualquer resposta oficial.

Continuar a ler

Famalicão

Famalicão: Ganha 10 mil euros em raspadinha. “Só existem 40 em mais de 6 milhões”

Sorte

em

Foto cedida a O MINHO

Uma mulher, com cerca de 60 anos, ganhou, esta quarta-feira, em Famalicão, 10 mil euros na “Raspadinha do Amor”.

Esta é uma edição com mais de 6 milhões de cartões impressos, onde apenas 40 fornecem o valor máximo, como explicou Nuno Veloso, proprietário da Tabacaria Sampaio, na cidade de Famalicão, onde saiu o bilhete premiado.

Este é o segundo prémio, acima dos 5 mil euros, a sair nesta tabacaria nos últimos meses. Em agosto, um apostador, que pediu anonimato, ganhou 180 mil euros numa raspadinha “Pé de Meia”.

Continuar a ler

Populares