Seguir o O MINHO

Braga

Edifício da Junta de Frossos inaugurado por Ricardo Rio

em

O presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, inaugurou esta quarta-feira as obras de requalificação do edifício da Junta de Freguesia de Frossos. Dado o estado de degradação do edifício, esta era uma obra considerada fundamental para a União de Freguesias de Merelim (S. Pedro) e Frossos. O edifício recebeu um conjunto de intervenções que levaram a uma profunda alteração do espaço e a uma redistribuição do seu interior, tendo em consideração os hábitos e rotinas da freguesia e das respectivas colectividades.

“Não há melhor maneira de celebrar o 25 de Abril do que ir demonstrando que houve conquistas resultantes dessa efeméride que nos trazem muitos benefícios. A remodelação deste espaço é uma boa demostração do desenvolvimento que o país teve ao longo destes 44 anos com uma rede de infra-estruturas e equipamentos que foram criados por todo o território, criando soluções de proximidade para a população e para as colectividades desenvolveram as suas actividades”, afirmou Ricardo Rio, durante a cerimónia de inauguração.

Foto: Sérgio Freitas / CM Braga

Para o autarca, agora conta com um equipamento com toda a capacidade para dar “resposta às questões administrativas, mas também ao trabalho das diversas associações e com as actividades que são desenvolvidas no âmbito cultural, desportivo e social, assim como para a convivência da população”.

As obras de requalificação do edifício representam um investimento de 230 mil euros suportados pela Junta de Freguesia de Frossos, que ao longo dos anos foi desenvolvendo esforços com vista a este objectivo.

Foto: Sérgio Freitas / CM Braga

“Sempre dissemos que o dinheiro de Frossos seria gasto na Freguesia e assim nasceu esta obra. É nossa esperança que, numa segunda fase nasça um auditório na envolvência deste edifício e para a concretização desse projecto conto com o apoio do Município de Braga”, explicou Adélia Silva, presidente da União de Freguesias de Merelim (S. Pedro) e Frossos.

O autarca garantiu que a Câmara Municipal “financiará a segunda fase do projecto, que resultará na ampliação deste mesmo edifício para que ele fique dotado com um amplo auditório com capacidade para 150 lugares e que será uma mais-valia para a população”.

Populares