Seguir o O MINHO

País

EasyJet apela a que sejam disponibilizadas mais ‘slots’ em Lisboa e no Porto

Economia

em

Foto: DR / Arquivo

A companhia aérea easyJet apelou a que sejam disponibilizadas mais ‘slots’ (faixas horárias) nos aeroportos de Lisboa e do Porto para “potenciar a recuperação do turismo” e da economia, segundo um comunicado.

“Apesar do período mais difícil da história da aviação, 2021 foi um ano de investimento para a easyJet em Portugal. A abertura de uma nova base em Faro em junho de 2021 permitiu alocar mais três aviões no mercado, que serão quatro no verão 22, gerando cerca de 100 novos empregos diretos e melhorando a conectividade do país com o resto da Europa e Reino Unido”, indicou a transportadora, na mesma nota.

De acordo com a easyJet, apesar do contexto difícil, a transportadora “não deixou de investir nos seus mercados estratégicos do sul da Europa, contribuindo para a recuperação global da economia, dinamizando o turismo e criando novos empregos graças aos anúncios da colocação de novos aviões para o próximo verão em Portugal, Espanha e Itália”.

A transportadora avisa, no entanto, que “para potenciar a recuperação do turismo e da economia portuguesa, é crucial a disponibilização de mais ‘slots’ em Lisboa e no Porto e que sejam revertidas as restrições governamentais que têm um impacto negativo na liberdade de circulação das pessoas”.

No mesmo comunicado, a easyJet recordou que a evolução da procura esperada no próximo ano levou a transportadora “a anunciar mais um avião para a base de Faro para o verão de 2022 – o que implica a criação de 30 novos empregos diretos — e bastantes mais indiretos”, sendo que “com este novo avião, a easyJet aumenta a sua frota baseada em Portugal para 13 aviões” que se juntam “aos 16 não baseados, perfazendo uma frota total de 29 aviões a servir o território nacional. Todos estes movimentos promoveram a criação de emprego para mais de 460 pessoas”.

Em jeito de balanço, a companhia indicou que durante este ano “foi reagindo às necessidades do mercado adicionando capacidade em mais de 100.000 lugares de e para mais de 60 rotas, reforçando seis ligações do Porto ao Funchal, Bordéus, Luxemburgo, Ibiza e Zurique”, tendo também anunciado “um aumento extra de capacidade para o início de 2022, adicionando mais 31.000 lugares em várias rotas de Portugal para mercados importantes como Alemanha, França, Suíça, Reino Unido e Luxemburgo”.

Já a partir do Porto, a easyJet recordou que “assegura agora duas novas rotas diretas para Milão e Rennes, de Faro para Amesterdão e Nantes e do Funchal uma nova rota para Berlim, mantendo-se atenta a qualquer nova oportunidade que surja no mercado para aumentar a sua expressão”.

A companhia aérea destacou ainda que “consolidou este ano a sua posição de 2.º maior operador no Porto e em Faro, esperando poder crescer em Lisboa assim que a disponibilidade de ‘slots’ o permita”.

Para 2022, a easyJet espera operar em Portugal com mais 8% de capacidade face a 2019.

Populares