Seguir o O MINHO

Atletismo

Dulce Félix heptacampeã nacional de corta-mato

Atleta de Guimarães fica a um título de Rosa Mota

em

Foto: DR / Arquivo

A benfiquista Dulce Félix sagrou-se campeã de Portugal pela sétima vez na sua carreira, ficando a um título do máximo de oito que Rosa Mota ostenta, num triunfo que considerou não ter sido fácil.

“Eu vim confiante para esta prova. Treinei bem, com trabalho de casa feito, procurando sítios duros como este, mas não imaginava que fosse tanto. Assim, a nossa tática era de paciência, ir um bocadinho atrás, reagindo sempre que elas atacassem, o que aconteceu. Não puxei logo, porque tinha algum receio de na parte final não poder reagir, mas foi bom”, afirmou a atleta.

Para Dulce Félix, embora o seu clube não tivesse esta prova no planeamento obrigatório, participar nos campeonatos de Portugal era um dos seus objetivos.

“Eu sabia que estava bem e sabia que poderia lutar pelo título individual. Uma vez que já tinha seis vezes consecutivos, quis tentar o sétimo. Agora, sabendo que Rosa Mota tem oito, sinto que ainda poderei tentar ir atrás desse objetivo”, disse a atleta, lembrando que tem 36 anos, mas continua com vontade.

Ao pódio, subiram outras duas atletas que já foram campeãs, Catarina Ribeiro, vencedora no ano passado, e Salomé Rocha, campeã em 2016 (a campeã em 2017, Jéssica Augusto, desistiu hoje).

“O trabalho está feito. Foi mesmo até à última. Esta descida até me custou parar, pois vinha tão embalada, com a vontade de chegar ao primeiro lugar, pois parecia que a Dulce estava a quebrar, mas ela estava muito longe”, afirmou Catarina Ribeiro.

A vice-campeã foi segunda, ao ultrapassar na parte final a sua colega de equipa Salomé Rocha: “Tentei acompanhar a Dulce o máximo de tempo possível, quebrei um pouco e a Catarina passou-me, mas saio daqui satisfeita, pois foi um bom regresso, depois de uma paragem prolongada”.

Anúncio

Atletismo

Mariana Machado vice-campeã europeia de sub-20 nos 3.000 metros

Mariana Machado disputa ainda a final dos 1.500 metros

em

Foto: DR/Arquivo

A portuguesa Mariana Machado conquistou hoje a medalha de prata nos 3.000 metros dos Europeus de atletismo de sub-20, após ter sido ultrapassada na reta final pela polaca Zofia Dudek.

Apesar de ter estado envolvida numa queda, Mariana Machado liderava a prova, mas Dudek surpreendeu a atleta natural de Celeirós, no concelho de Braga, após a derradeira curva, terminando em 9.30,06 minutos, menos 0,60 segundos do que a lusa.

No final da sua prova, em declarações ao site da Federação Portuguesa de Atletismo, Mariana afirmou-se “feliz, mas estava à espera de mais. Acho que trabalhei para mais. Tive uma queda ali logo ao início. Felizmente ainda consegui recuperar e cheguei ao grupo da frente, mas vim um pouco desgastada. Foram muitos erros a partir da queda. Ainda vamos decidir como vamos fazer [hoje à tarde], não foi o que estávamos à espera, ainda vamos ponderar”.

A italiana Elisa Ducoli conquistou o último lugar do pódio, com o tempo de 9.32,42, enquanto a também portuguesa Lia Lemos não foi além do 14.º lugar da final, em 10.00,97.

Mariana Machado disputa ainda hoje a final dos 1.500 metros.

Esta é a segunda medalha da seleção portuguesa nos Europeus de 2019, que decorrem em Boras, na Suécia, um dia depois de Nuno Pereira se ter sagrado campeão europeu dos 1.500 metros.

Continuar a ler

Atletismo

Mariana Machado também vai à final dos 3.000 metros nos Europeus sub20

Atleta também está apurada nos 1.500 metros, depois de ter sido a melhor na semi-final que disputou

em

Foto: Arquivo

A bracarense Mariana Machado qualificou-se, esta sexta-feira, para a final dos 3.000 metros dos Europeus de sub-20, que se estão a disputar em Boras, na Suécia.

Mariana Machado conseguiu a terceira melhor marca das eliminatórias, com um tempo de 9.30,03 minutos.

A final está marcada para domingo, horas antes de Mariana Machado disputar também a corrida das medalhas nos 1.500 metros.

Mariana Machado vence meia-final dos 1.500 metros nos Europeus sub-20

“Para já, estou a conseguir gerir bem as eliminatórias das duas provas, teria sido pior se não tivesse tido nenhuma competição antes. Agora vou aproveitar para descansar o máximo possível amanhã [sábado], que não tenho provas, para poder recuperar para as finais de domingo”, disse Mariana Machado.

Continuar a ler

Atletismo

Mariana Machado vence meia-final dos 1.500 metros nos Europeus sub-20

Apuramento direto para a final: “O facto de a minha mãe ter sido atleta ajuda muito”

em

Foto: Divulgação / FP Atletismo

A atleta bracarense Mariana Machado apurou-se, esta quinta-feira, para a final dos 1.500 metros, nos Campeonatos da Europa de sub-20, em Boras, na Suécia, depois de ter vencido a sua meia-final, com um tempo de 4.27,14 minutos.

Segunda relata fonte da Federação Portuguesa de Atletismo (FPA), numa prova muito tática, e mais lenta do que a primeira meia-final, a promissora corredora, de apenas 18 anos, teve que mudar de ritmo para garantir o apuramento direto.

“Chegar aqui com o melhor tempo europeu é uma pressão completamente diferente. Antes chegava aos Campeonatos e olhava para as mais rápidas, porque queria ser como elas, mas agora são elas que olham para mim como a atleta a bater. É uma sensação incrível! O facto de a minha mãe [Albertina Machado] ter sido atleta ajuda muito, porque ela está dentro do assunto e também tem muita experiência, o que é uma vantagem para me poder ajudar”, disse a atleta do SC Braga ao site da FPA.

A final da prova está marcada para as 17:30, do próximo domingo.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares