Seguir o O MINHO

Atletismo

Dulce Félix heptacampeã nacional de corta-mato

Atleta de Guimarães fica a um título de Rosa Mota

em

Foto: DR / Arquivo

A benfiquista Dulce Félix sagrou-se campeã de Portugal pela sétima vez na sua carreira, ficando a um título do máximo de oito que Rosa Mota ostenta, num triunfo que considerou não ter sido fácil.

“Eu vim confiante para esta prova. Treinei bem, com trabalho de casa feito, procurando sítios duros como este, mas não imaginava que fosse tanto. Assim, a nossa tática era de paciência, ir um bocadinho atrás, reagindo sempre que elas atacassem, o que aconteceu. Não puxei logo, porque tinha algum receio de na parte final não poder reagir, mas foi bom”, afirmou a atleta.

Para Dulce Félix, embora o seu clube não tivesse esta prova no planeamento obrigatório, participar nos campeonatos de Portugal era um dos seus objetivos.

“Eu sabia que estava bem e sabia que poderia lutar pelo título individual. Uma vez que já tinha seis vezes consecutivos, quis tentar o sétimo. Agora, sabendo que Rosa Mota tem oito, sinto que ainda poderei tentar ir atrás desse objetivo”, disse a atleta, lembrando que tem 36 anos, mas continua com vontade.

Ao pódio, subiram outras duas atletas que já foram campeãs, Catarina Ribeiro, vencedora no ano passado, e Salomé Rocha, campeã em 2016 (a campeã em 2017, Jéssica Augusto, desistiu hoje).

“O trabalho está feito. Foi mesmo até à última. Esta descida até me custou parar, pois vinha tão embalada, com a vontade de chegar ao primeiro lugar, pois parecia que a Dulce estava a quebrar, mas ela estava muito longe”, afirmou Catarina Ribeiro.

A vice-campeã foi segunda, ao ultrapassar na parte final a sua colega de equipa Salomé Rocha: “Tentei acompanhar a Dulce o máximo de tempo possível, quebrei um pouco e a Catarina passou-me, mas saio daqui satisfeita, pois foi um bom regresso, depois de uma paragem prolongada”.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Atletismo

Inês Henriques medalha de bronze na Taça da Europa

Marchadora portuguesa

em

Foto: Facebook de Inês Henriques - Olympic Athlete (Arquivo)

A atleta portuguesa Inês Henriques conquistou hoje a medalha de bronze na Taça da Europa de marcha atlética, que se disputou em Alytus, Lituânia, o seu melhor resultado na prova.

Inês Henriques manteve-se na luta pelas medalhas até ao final, tendo caído para o terceiro lugar aos 31 quilómetros, quando foio nultrapassada pela espanhola Julia Takacs.

A marchadora portuguesa fez a marca de 4:13.57 horas, conseguindo assim os mínimos para os Mundiais de Doha, o mesmo sucedendo com Mara Ribeiro, que foi 12.ª com o tempo de 4:27.14.

A italiana Eleonora Giorgi venceu a prova com o tempo de 4:04.50, novo recorde europeu, enquanto a medalha de prata foi para Julia Takacs, que é a nova recordista de Espanha com 4:05.46.

Nos 10 quilómetros, a júnior Joana Pontes foi 12.ª classificada, com 50.07 minutos.

Continuar a ler

Atletismo

Mariana Machado bate recorde nacional de juniores em Espanha

Prodigiosa bracarense

em

Foto: Divulgação / SC Braga (Arquivo)

A atleta portuguesa Mariana Machado esteve hoje em evidência no meeting de Ourense, em Espanha, ao vencer a prova de 1.500 metros com recorde nacional de juniores e marca de qualificação para os Europeus da categoria.

A atleta do Sporting de Braga cortou a meta em 4.13,17 minutos, melhorando em 14 centésimos o anterior recorde, que já lhe pertencia desde o ano passado e se cifrava em 4.13,31.

A segunda classificada na prova foi a benfiquista Patrícia Silva, que correu a distância em 4.24,44 minutos e também proporciona a qualificação para os Europeus de juniores.

Na prova de 800 metros, o triunfo pertenceu ao jovem João Peixoto, com o tempo de 1.50,72 minutos, ficando a apenas 22 centésimos da qualificação para os Europeus de juniores.

Continuar a ler

Atletismo

Semana de trail, aventura e desafios junta atletas de 30 países na Peneda-Gerês

No total são 900 pessoas, algumas acompanhadas pela família. Holandeses dominam a lista

em

O Peneda-Gerês Trail Adventure® (PGTA), prova de trail running por etapas, está de volta, para mais uma semana intensa de trail, aventura, desafios e muita emoção. Será entre 13 e 20 de abril.

Foto: Divulgação

Na edição de 2019, irão subir e descer as montanhas do Parque Nacional Peneda-Gerês (PNPG) 900 atletas, de 30 nacionalidades, segundo números divulgados hoje pela organização. O maior número de atletas vem da Holanda.

“Os participantes poderão desafiar-se em várias provas: PGTA 8 dias /7 etapas, PGTA 4 dias/4 etapas ou nas várias distâncias da prova aberta TransPeneda-Gerês. O PGTA 8 dias/7 etapas terá lugar de 13 a 20 de Abril 2019. Será possível correr 212 Km ou, em alternativa, apenas 134 Km na versão Starter. O PGTA 4 dias/4 etapas terá lugar de 13 a 16 de Abril 2019. Será possível correr 135 Km ou, em alternativa, apenas 80 Km na versão Starter”, pode ler-se num comunicado enviado a O MINHO.

Foto: Divulgação

“A prova aberta TransPeneda-Gerês, que se realizará no 1º dia do evento, dia 13 de Abril, destina-se a participantes que queiram apenas fazer um dia de prova. Esta prova aberta contará com as distâncias de 80km, 45km, 25km e 11km e recupera percursos usados no Campeonato do Mundo de Trail de 2016, que se realizou no Parque Nacional Peneda-Gerês”, acrescenta.

Reserva Mundial da Biosfera (UNESCO, 2009), o PNPG oferece paisagens de incomparável beleza. Por isso, a organização disponibiliza também um roteiro turístico (mediante inscrição), por variados pontos de interesse do Parque Nacional, para os familiares dos atletas que os estejam a acompanhar.

Foto: Divulgação

O evento é organizado pela Carlos Sá Nature Events, empresa do ultra-maratonista de Barcelos. Conta com os municípios por onde se irá estender: Arcos de Valdevez, Melgaço, Ponte da Barca, Montalegre e Terras de Bouro. E conta com a devida autorização do Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG).

Foto: Divulgação

As informações detalhadas sobre o Peneda-Gerês Trail Adventure® (PGTA) estão à distância de um clique, em http://www.carlossanatureevents.com/.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Patrocinado

Reportagens da Semana

Populares