Seguir o O MINHO

Braga

Duas vítimas encarceradas em despiste na Póvoa de Lanhoso

Acidente

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

Duas pessoas tiveram que ser desencarceradas após despiste de um automóvel, ao final da manhã desta sexta-feira, em Geraz do Minho, concelho de Póvoa de Lanhoso, apurou O MINHO junto de fonte do CDOS de Braga.


Os feridos, cuja idade não foi possível apurar, foram transportados para o Hospital de Braga com ferimentos considerados ligeiros.

No local estiveram os Bombeiros da Póvoa de Lanhoso, VMER de Braga e GNR, num total de 20 operacionais e oito viaturas.

Notícia atualizada às 20h44 com correção do nome da freguesia para Geraz do Minho.

Anúncio

Braga

Ricardo Rio: Braga perdeu “um profissional exemplar e um amigo de sempre”

Fernando de Sá Menezes faleceu esta segunda-feira

em

Foto: DR

O presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio, manifestou, hoje, em declarações a O MINHO, “profunda tristeza” pela morte do pediatra bracarense Fernando de Sá Menezes. “Perdemos um profissional exemplar, um amigo de sempre, um cidadão dedicado à sua comunidade. Envio sentidas condolências à família e ao imenso rol de amigos, entre os quais que me orgulho de constar”, disse.

Ao que O MINHO soube, o malogrado médico, iria ser, em breve, alvo de uma segunda homenagem pública – a primeira ocorreu há dois anos no Palácio do Raio, e na sua presença – desta vez, em forma de livro, o qual está a ser preparado por Gracinda Oliveira e Eduardo Jorge Madureira, que estão a coligir depoimentos sobre a sua vida e obra. O ilustre clínico faleceu, depois das 18:00, no Hospital de São Marcos, onde estava internado.

Sá Meneses era conhecido e estimado por milhares de famílias da cidade, de cujos filhos cuidou, tendo chegado a dirigir o Hospital de São Marcos de Braga.

Fernando de Sá Menezes, conhecido pediatra de Braga, morreu hoje ao final da tarde

O médico, que foi dirigente do PPM (Partido Popular Monárquico) local, foi alvo, recentemente, de um voto de louvor na Assembleia Municipal e de uma homenagem pública no Palácio do Raio. Recebeu, ainda, um dos galardões de ‘A nossa terra’.

Nasceu em 1931, em Braga. Tirou o curso de Medicina na Universidade de Coimbra em 1959. Foi Médico residente estrangeiro no Hospital Universitário de Madrid e aluno da escola profissional de puericultura. Em 1964, realizou o exame de equivalência de Pediatria e Puericultura pela Ordem do Médicos em Coimbra. Anos mais tarde, integrou o serviço de Pediatria do Hospital de São Marcos que nove anos depois viria assumir a sua direção clínica, cargo que desempenhou com empenho, zelo e dedicação até ao final da sua atividade como profissional de medicina. Em 1975, foi nomeado Presidente da Comissão Instaladora após votação de toda a equipa profissional do hospital. Em 1978, terminado o período de instalação foi nomeado Diretor do Hospital, cargo que desempenhou até 1984, aquando da sua passagem a Diretor do serviço de pediatria até 1999.

Continuar a ler

Braga

Covid-19: Concelho de Braga com 1.797 casos ativos e mais quatro mortes

Dados locais

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

O concelho de Braga regista hoje 1.797 casos ativos de covid-19, mais 103 do que na passada sexta-feira, data do último balanço publicado por O MINHO.

O município contabiliza agora 6.659 casos desde o início da pandemia, mais 560 nos últimos três dias.

Estes números foram apurados pelo nosso jornal junto de fonte local da saúde às 18:00 desta segunda-feira.

Há ainda mais 453 doentes curados desde ontem, totalizando 4.769 recuperações desde o início da pandemia.

Há 93 óbitos a lamentar, mais quatro em relação a sexta-feira.

Por fim, estão 1.965 pessoas em vigilância ativa, mais 502 do que na sexta-feira.

Continuar a ler

Braga

Hospital de Braga com 52 profissionais de saúde infetados

Há 140 doentes internados com covid-19

em

Foto: DR

Há 52 profissionais de saúde infetados no Hospital de Braga, unidade que tem atualmente 140 doentes internados com covid-19, avança a RUM – Rádio Universitária do Minho.

O Hospital conta com 114 doentes covid em enfermaria e 26 em cuidados intensivos. O nível 4 do Plano de Contingência foi ativado, disponibilizando “126 camas em enfermaria e 32 em cuidados intensivos, com possibilidade de alargamento”, refere fonte hospitalar à RUM. Portanto, em enfermaria há 12 camas disponíveis e nos cuidados intensivos seis.

A mesma fonte referiu àquela rádio que os 52 profissionais de saúde infetados encontram-se, para além das autoridades de saúde, com acompanhamento contínuo por parte do Serviço de Saúde Ocupacional do Hospital.

Cerca de 20% da atividade programada não urgente já foi desmarcada, “devido ao aumento evidente de número de casos que, inequivocamente, coloca pressão no Hospital”.

Continuar a ler

Populares