DST promove curso de soldadura avançada em Barcelos com 100% de empregabilidade

Ensino Superior
Foto: DR / Arquivo

A Escola Superior de Tecnologia do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), em Barcelos, volta a receber um curso técnico superior em Soldadura Avançada, numa parceria com a empresa especialista em superestruturas de aço bysteel, do grupo DST,

O curso profissional, que vai na sua quarta edição e é apoiado pelo Instituto de Soldadura e Qualidade, tem a duração de dois anos, com estágio profissional remunerado de seis meses, e decorre em regime de horário pós-laboral.

Em comunicado enviado a O MINHO, o grupo DST, com sede em Braga, adianta que a continuidade do apoio a este curso surge “para fazer face às atuais necessidades do setor”, integrando “de forma rápida, os estudantes no mercado de trabalho”.

De acordo com a empresa bracarense, nas três últimas edições, a taxa de empregabilidade foi de 100%. As inscrições podem ser feitas até final de agosto na página do IPCA.  O curso tem início em 03 de outubro.

Citado no comunicado, Ricardo Portela, administrador da bysteel, adianta que “nos dias que correm, a procura por técnicos em soldadura avançada ultrapassa sobejamente a oferta no mercado de trabalho. Com este curso, conseguimos não só colmatar essa falta de mão de obra, como também formar os alunos com o perfil que necessitamos”.

Nesta parceria, docentes do IPMA mesclam com profissionais especializados da bysteel, “para conceber, elaborar, coordenar e executar projetos de fabricação soldada, tendo em conta os diversos processos, equipamentos e materiais de adição”.

Lecionado em regime pós-laboral, este curso destina-se a pessoas com uma formação
mínima equivalente ao ensino secundário profissional de Nível 4, 12.º ano completo ou
especialização tecnológica (CET).

No final do curso, os estudantes serão capazes de “propor soluções técnicas e economicamente competitivas, inspecionar e controlar a qualidade de construções soldadas e ainda desenvolver trabalhos de investigação científica no domínio da soldadura”.

Parcerias com universidades

O dstgroup e o IPCA têm, atualmente, na oferta conjunta de formação, cinco cursos técnicos superiores profissionais; dois em parceria com a bysteel e os restantes com a dstsolar, a dstelecom e a cari.

Para além destes cinco cursos, o dstgroup mantém também uma parceria com a Universidade do Minho dedicada a um curso focado nos aspetos técnicos dos sistemas
de fachadas.

À margem das formações técnicas, o grupo dst mantém ainda um protocolo com a Universidade Católica Portuguesa que envolve 350 engenheiros e economistas do grupo e se estende a áreas como a filosofia, as humanidades ou a psicologia.

José Teixeira: “Queremos trabalhadores em busca do bem, do belo e da verdade”

“Ser apenas especialista de engenharia é muito curto. Queremos trabalhadores que
partam em busca do bem, do belo e da verdade, três pilares essenciais. Por isso,
insistimos muito nas formações técnicas avançadas, mas sem nunca esquecer as artes e
as neurociências”, afirma José Teixeira, presidente do grupo dst, na mesma nota de imprensa.

Anualmente, o grupo promove mais de 50 estágios profissionais remunerados com
empregabilidade garantida nas mais diversas áreas e em 2021 venceu o Prémio ObCig
Empresas integradoras, ao atribuir 21 bolsas de estudo a jovens de etnia cigana do
distrito de Braga.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

PSP no Hospital de Famalicão após insultos contra profissional de saúde

Próximo Artigo

Boris Johnson na Ucrânia para celebrar independência com Zelensky

Artigos Relacionados
x