Seguir o O MINHO

Braga

Doze árvores, três de grande porte, caíram e cortaram estradas na Póvoa de Lanhoso

Mau tempo

em

Foto: O MINHO

Árvores de grande porte caíram na Póvoa de Lanhoso, ao final da tarde deste sábado, sem consequências mais graves, graças ao Serviço Municipal de Proteção Civil e aos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso, que rapidamente isolaram o local, retirando os escombros de um total de cerca de doze árvores, três das quais muito antigas e de grandes dimensões.

A situação, originada pelas más condições atmosféricas, especialmente pelo forte vento, durante todo o dia, naquela zona alta do Monte do Pilar, encimada pelo Castelo da Póvoa de Lanhoso, já numa primeira fase interrompeu imediatamente a circulação rodoviária, já que a árvore maior entre as caídas tapou toda a estrada municipal empedrada.

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

Mas a partir dessa ocasião, os técnicos do Serviço Municipal de Proteção Civil da Póvoa de Lanhoso, antes de começarem a remover as árvores de grande porte, cortaram o trânsito, de modo não só a facilitar os trabalhos, como principalmente para não colocar terceiros em perigo.

A operação foi materializada com maquinaria municipal e trabalho operacional também dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso, que mobilizaram logo quatro bombeiros e duas viaturas.

Ao início da noite, a situação estava resolvida, com o arrastar das árvores para as margens da estrada, envolvendo ainda funcionários camarários, sempre sob supervisão do vereador do pelouro, Alberto Teixeira Alves, e do coordenador municipal, Pedro Dias.

Populares