Seguir o O MINHO

Esposende

Dois mil corredores de 11 nacionalidades invadem marginal na Meia Maratona de Esposende

em

Perto de dois mil atletas disputam no domingo, 27 de maio, a Meia Maratona de Esposende, organizada pela Câmara Municipal, em parceria com a Run Porto.


A autarquia adiantou que o evento insere-se na estratégia do Município, de fomento da prática desportiva, da promoção do turismo e da dinamização da economia. O Município optou pela organização da Meia Maratona em detrimento da Corrida da Primavera e da Corrida Marginal à Noite, provas que vinha realizando, em parceria também com a Run Porto, assinalando o início de um novo ciclo desportivo.

Foto: DR

O Vereador do Desporto, Rui Losa, salienta que, “tirando partido das excelentes condições naturais, o concelho assume um aposta clara e
inequívoca no fomento da prática desportiva, promovendo, através do programa “Esposende Run”, um conjunto de eventos que vão ao encontro dos vários grupos etários, desde corridas a caminhadas”. Referiu que a Meia Maratona “responde a uma aspiração de muitos
esposendenses, que pretendiam ver retomada esta prova, a qual traduz também a aposta municipal na promoção de eventos capazes de trazer mais gente a Esposende”.

Duas provas

A Meia Maratona integra duas provas, ambas cronometradas: a clássica corrida de 21 Km e a corrida/caminhada de 10 quilómetros, com partida e chegada da Avenida Eduardo Arantes e Oliveira (Avenida Marginal). O vereador Rui Losa assumiu os constrangimentos do trânsito automóvel decorrentes do evento e a preocupação em minimizar o seu impacto.

A apresentação esteve a cargo de Jorge Teixeira, da Run Porto, que disse que o objetivo passa pela internacionalização. Afirmou que Esposende vai acolher um “evento de altíssima qualidade”, que se desenvolve num percurso plano, de singular beleza natural.

Atendendo a que as inscrições ainda estão abertas, deixou o desafio para que mais participantes possam aderir.

Jorge Teixeira referiu que o evento é apadrinhado por Paulo Guerra, campeão europeu de crosse e medalha de bronze no mundial da
especialidade, e que, no plano dos atletas de elite, a iniciativa conta com pesos-pesados do meio-fundo e fundo nacional. Os 21 quilómetros serão disputados por atletas do Sporting CP, José Moreira e Hélder Santos, Daniel Pinheiro do Águias de Alvelos e Mónica Silva. Nos 10 Km, Rui Pedro Silva, também do Sporting CP, corre pela primeira posição na distância. Vão estar representadas onze nacionalidades, nomeadamente
Portugal, Espanha, Roménia, Rússia, Reino Unido, Noruega, Alemanha, Áustria, Brasil, Paraguai e África.

Novidade será o serviço de «Live Tracking» na prova de 21 quilómetros que permite fazer o acompanhamento em tempo real dos atletas.

A aposta desportiva do Município foi elogiada pelo Delegado Regional do Norte do IPDJ – Instituto Português do Desporto e Juventude, Vítor Dias.

Anúncio

Cávado

Associação de Esposende denuncia “falta de limpeza” em espaço cedido à Docapesca

Ambiente

em

Foto: Associação Cidadãos de Esposende

A Associação Cidadãos de Esposende denuncia um “possível atentado ambiental” na zona ribeirinha de Esposende, apontando o dedo à “falta de limpeza” e “à acumulação de objetos em áreas destinadas ao estacionamento, sendo alguns dos objetos arcas frigoríficas”.

Fonte da Câmara explicou a O MINHO que, devido à realização de obras, o espaço público em questão está temporariamente cedido à Docapesca, que ficou responsável pela gestão e limpeza do mesmo até ao final da intervenção.

Em comunicado, a Associação Cidadãos de Esposende expressa “preocupação com o estado de degradação da zona ribeirinha do concelho, falando mesmo de um possível atentado ambiental”, acrescentado que reportou a situação ao presidente da Câmara, Benjamim Pereira.

Considerando “lastimoso o estado em que se encontra um dos locais mais procurados por quem visita Esposende”, a Associação destaca “uma falta de limpeza generalizada em toda a zona sul, e a acumulação de objetos em áreas destinadas ao estacionamento, sendo alguns dos objetos arcas frigoríficas”.

A Associação diz não compreender “que em 2020 estejam frigoríficos em plena zona de passagem, mais ainda quando esses objetos são equipados com compressores ou sistema de circulação de gás que podem libertar contaminantes do ambiente como os CFC — químicos sintéticos denominados clorofluorocarbonetos”.

Acrescenta que “pretende entender se a zona sul, que em agosto de 2007 foi alvo de um arranjo urbanístico, é hoje um espaço para depósitos ou uma zona turística, não sendo possível coabitar ambas”.

Portanto, a Associação considera que é “urgente limpar toda a zona, retirar de imediato todos os objetos perigosos e estabelecer que espaços são usados pelos profissionais da pesca e que locais são para uso desportivo ou de lazer”.

Espaço público cedido temporariamente à Docapesca

Naquele local, há um espaço público, que consiste em parque de estacionamento e parque com aparelhos de desporto, que confronta com a zona onde está a doca e os armazéns dos pescadores, que é da Docapesca.

Fonte da Câmara de Esposende esclareceu que, “por força das obras que decorrem na doca de pesca de Esposende, o Município de Esposende cedeu, à Docapesca, temporariamente, o espaço público delimitado pelo parque de estacionamento, para aí serem colocados contentores, onde os pescadores guardariam os seus bens”.

“O parque de estacionamento foi vedado e instalados ali contentores que foram cedidos aos pescadores”, acrescenta a fonte, referindo que “foi definida uma data para os pescadores regressarem ao espaço intervencionado, libertando o parque de estacionamento”.

“Conforme ficou acordado desde o início, a Docapesca comprometeu-se a entregar o espaço devidamente limpo, processo que está a decorrer, até à conclusão da obra”, conclui a fonte.

Continuar a ler

Cávado

Covid-19: Esposende com 7 casos ativos, 69 recuperados e um óbito

Covid-19

em

Foto: O MINHO / Arquivo

O concelho de Esposende registava, até ás 18:00 horas desta quarta-feira, 77 casos acumulados de infetados com covid-19 desde o início da pandemia, apurou O MINHO junto de fonte local da saúde.

Destes, 69 estão dados como recuperados, lamentando-se ainda um óbito, um homem de 90 anos, residente em Belinho, que faleceu no passado dia 29 de abril.

Existem, atualmente, sete casos ativos de covid-19 em todo o concelho, disse a mesma fonte.

Estes dados são apurados por O MINHO junto de fonte local do setor da saúde e não coincidem com os divulgados pela Direção-Geral de Saúde, no qual Esposende regista o número de 50 doentes há várias semanas.

A DGS já veio a público admitir que os dados não têm sido atualizados, devendo essa atualização ocorrer em breve.

Portugal regista hoje mais 13 óbitos por covid-19, em relação a quarta-feira, e mais 418 casos de infeção confirmados, dos quais 328 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o boletim epidemiológico diário, o total de óbitos por covid-19 desde o início da pandemia é agora de 1.644 e o total de casos confirmados é de 45.277.

Há 30.049 casos recuperados, mais 335.

Continuar a ler

Cávado

Câmara de Esposende está a recrutar para várias funções

Seis vagas de emprego

em

Foto: DR / Arquivo

A Câmara de Esposende tem em aberto seis vagas de assistente operacional para várias funções.

O município está à procura de serralheiro, motorista de pesados e veículos especiais, eletricista, carpinteiro e canalizador

As candidaturas para estes postos decorrem até 21 de julho.

A Câmara de Esposende tem a decorrer, ainda, procedimento concursal para recrutamento de encarregado operacional, cuja candidatura pode ser feita até ao próximo dia 16, para as funções de “apoio geral, incluindo as de telefonista e operador de reprografia”.

O salário de assistente operacional é de 645 euros.

As candidaturas podem ser enviadas para Município de Esposende, Praça do Município, 4740-223 Esposende ou [email protected]

Mais informações podem ser consultadas na Bolsa de Emprego Público.

Continuar a ler

Populares