Seguir o O MINHO

Braga

Dois jovens detidos por caça ilegal de pintassilgos em Braga

Aves entregues ao ICNF

em

Foto: PSP

A PSP deteve dois jovens de 25 e 28 de anos por caça ilegal em Braga.


Em comunicado, a PSP refere que se encontravam “a caçar pintassilgos, para posterior venda”.

Foram-lhes apreendidas sete aves, gaiolas, equipamento produtor de som de pássaros, bem como outros utensílios usados naquela prática.

As aves e as respetivas gaiolas foram entregues ao Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas.

Os detidos foram notificados para comparecerem no Tribunal Judicial de Braga.

Anúncio

Braga

Câmara de Braga autoriza abertura do comércio às 08:00 no fim de semana

Covid-19

em

Foto: O MINHO

O município de Braga decidiu que, nos dias 13, 14, 20 e 21 de novembro os estabelecimentos de comércio do concelho cujo funcionamento não esteja interditado por lei podem abrir a partir das 08:00.

Em comunicado, o município refere que a medida obteve o parecer favorável da autoridade local de saúde e das forças de segurança.

“Desta forma, o município contribui para evitar situações de potencial concentração de pessoas que possam decorrer das limitações horárias impostas, incentivando a diluição da intensidade do público no acesso aos estabelecimentos”, justifica a autarquia.

Por outro lado, diz, “estabelece-se um equilíbrio, rigoroso e ponderado, entre a salvaguarda da atividade económica e da saúde pública”.

O Governo declarou o estado de emergência até 23 de novembro, estipulando, para os 121 concelhos de maior risco de contágio, a obrigação de recolhimento aos fins-de-semana no período compreendido entre as 13:00 e as 05:00, bem como em todos os dias úteis entre as 23:00 e as 05:00.

Continuar a ler

Braga

Contabilista de Braga acusada de burla de 143 mil euros com promessa de juros elevados

Burla

em

Foto: Dr / Arquivo

O Ministério Público (MP) acusou de burla qualificada uma contabilista de Braga que alegadamente convenceu uma mulher a confiar-lhe 143.500 euros com a promessa de que devolveria o dinheiro, acrescido de juros superiores aos praticados pelos bancos.

Em nota hoje publicada na sua página, a Procuradoria-Geral Distrital do Porto refere que a arguida se apresentou à vítima como promotora de investimentos mobiliários e imobiliários.

Segundo o MP, a arguida conseguiu convencer a vítima a entregar-lhe, em junho e julho de 2014, o montante global de 73.500 euros, e em janeiro de 2016 mais 70 mil euros, “argumentando que o dinheiro não estava seguro no banco, atento o contexto de crise, e que deixá-lo em casa não era opção”.

Prometeu devolvê-lo no prazo de um ano, acrescido de juros superiores aos que eram praticados pelos bancos.

Ainda segundo a acusação, a arguida apoderou-se daquelas quantias, “como sempre teve intenção de fazer, jamais as devolvendo, ao contrário do que alegara para convencer a vítima a entregar-lhas”.

O MP acusa a arguida de dois crimes de burla qualificada e pede que seja condenada a pagar ao Estado o montante de 143.500 euros, por corresponder à vantagem que teve com a prática criminosa.

Continuar a ler

Braga

Concelho de Braga com mais 300 casos de infeção e um óbito nas últimas 24 horas

Dados locais

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

O concelho de Braga regista 1.109 casos ativos de covid-19, mais 90 do que na terça-feira.

O município contabiliza agora 4.318 casos desde o início da pandemia, mais 293 desde ontem.

Estes números foram apurados por O MINHO junto de fonte local da saúde às 18:00 horas desta quarta-feira.

Há ainda mais 202 doentes curados nas últimas 24 horas, totalizando 3.129 recuperações desde o início da pandemia.

Há 80 óbitos a lamentar, mais um nas últimas 24 horas.

Por fim, estão 1.183 pessoas em isolamento profilático, menos 85 do que ontem.

Continuar a ler

Populares