Seguir o O MINHO
[the_ad id='438601']

Ave

Dois homens constituídos arguidos por furto em cemitérios de Guimarães

em

Dois homens de 25 anos foram constituídos arguidos pela GNR de Braga, esta sexta-feira, devido ao furto de objetos em cemitérios do concelho de Guimarães, nomeadamente candeeiros de latão com mais de 80 quilos, informou aquela força policial.

Em comunicado, a GNR de Braga acrescenta que esta ação foi levada a cabo às 10h00 pelo Núcleo de Investigação Criminal (NIC) do Destacamento de Guimarães.

De acordo com aquela força policial, os arguidos, ambos desempregados e residentes em Abação e Urgeses, são suspeitos de terem danificado sepulturas e furtado “várias quantidades de objetos em metal que as ornamentavam”, causando “elevados prejuízos”.

Os furtos ocorreram entre sexta e quarta-feira em cemitérios nas freguesias de S. Faustino, Selho S. Cristóvão e Nespereira, acrescentou a GNR.

A ação policial “permitiu efetuar a recuperação de vasta quantidade de candeeiros em latão, cujo peso ascende a mais de 80 quilos”.

A GNR esclarece que os arguidos tinham, inicialmente, escondido os objetos num “local ermo”, para depois os venderem a um “sucateiro do concelho de Guimarães, onde os objetos foram apreendidos”.

“Verifica-se que grande parte das peças se encontra danificadas, sendo que as que permanecem em bom estado vão ser entregues aos seus legítimos donos”, descreveu a GNR.

Aquela força policial informou também que continuam as “diligências de investigação com vista à recuperação dos objetos ainda em falta”, e à recolha “de outros elementos probatórios”.

Populares