Seguir o O MINHO

Braga

Dois casos “suspeitos” fecham escola de Braga e colocam mais de 200 em isolamento

Covid-19

em

Foto: Google Maps

A EB 1 e Jardim Infantil da Quinta da Veiga, em São Vicente, Braga, estão fechados e mais de 200 pessoas – entre alunos, professores e funcionários – estão em isolamento devido ao aparecimento de dois casos “suspeitos” de covid-19. Toda a comunidade escolar vai ser testada.

Em declarações a O MINHO, o diretor do Agrupamento de Escolas Francisco Sanches, Arnaldo Sousa, salientou que a informação que lhe foi dada refere que se trata de dois casos “suspeitos”, não sabendo, para já, se se confirmaram positivos. O responsável explica, ainda, que esta medida preventiva resulta da nova diretiva da Direção-Geral de Saúde: “Quando acontecem estas situações fecha-se a escola para que toda a comunidade seja testada”.

O diretor explica que uma turma do Jardim de Infância esteve em isolamento até sexta-feira e na segunda-feira teve conhecimento de que surgiram dois novos casos, os quais determinaram o encerramento do estabelecimento.

Em casa estão atualmente 12 turmas, bem com todos os profissionais – mais de 200 pessoas no total.

Um encarregado de educação disse, entretanto, a O MINHO que os alunos estão desde ontem em casa sem atividades. Ou seja, sem ensino presencial. O encerramento foi decretado na segunda-feira à noite e desde então, aponta, os pais estão sem sem receber qualquer informação. Acrescenta, revoltado com a situação, que ainda não houve qualquer contacto para a realização de testes.

“Está toda a comunidade em isolamento para ser testada. Logo que seja testada e se verifique, como esperamos, os resultados sejam todos negativos, a escola reabre”, salienta Arnaldo Sousa, adiantando que “a testagem começará entre hoje e amanhã”.

Relativamente ao Agrupamento no seu conjunto, o diretor refere que, desde a reabertura das escolas, apenas se verificara mais uma situação: uma turma na EB das Enguardas que, entretanto, já regressou ao ensino presencial.

Notícia atualizada às 12h44 com declarações de encarregado de educação e às 13h02 com alteração de casos positivos para “suspeitos” após esclarecimento do diretor do Agrupamento.

Populares