Seguir o O MINHO

Ponte de Lima

Divisões no CDS: Ex-vice da Câmara de Ponte de Lima faz campanha pelo PSD

Gaspar Martins, cuja indicação para cabeça de lista do CDS por Viana foi vetada em Lisboa, acompanhou os candidatos do PSD na feira quinzenal

em

Gaspar Martins, Jorge Mendes, Emília Cerqueira (n.º2) e Eduardo Teixeira (n.º3). Foto: Facebook de PSD Alto Minho Legislativas 2019

O ex-vice-presidente da Câmara de Ponte de Lima, Gaspar Martins, foi a surpresa na pré-campanha do PSD, esta segunda-feira, em terras limianas. Percorrendo a feira quinzenal, a caravana social democrata contou com a presença do histórico ligado ao CDS-PP, sempre ao lado do candidato laranja, Jorge Mendes.

Número dois da autarquia entre 2009 e 2017, lugar que passou, desde então, a ser ocupado por Mecia Martins, sua filha, Gaspar Martins foi indicado pela concelhia e pela distrital de Viana do Castelo para assumir o lugar de cabeça de lista do CDS no distrito, em maio, opção que foi vetada por Assunção Cristas, tendo a escolha do número um recaído em Filipe Anacoreta Correia.

Segundo O MINHO apurou junto de fontes internas do CDS/Ponte de Lima, a situação provocou grande desagrado a Martins, que, para além de ter sido rejeitado, sentiu que o autarca Víctor Mendes não defendeu convenientemente a proposta do seu nome, já que faltou à reunião da Conselho Nacional em que foram aprovados os cabeças de lista do partido e, dessa forma, não usou da sua influência, enquanto líder da histórica autarquia centrista, para marcar posição por si.

A situação, de acordo com as mesmas fontes, terá mesmo levado a que Gaspar Martins tenha confrontado Victor Mendes, em tom bastante crítico, na reunião da comissão política concelhia que se seguiu.

Divisões na Câmara

Este é mais um sinal, bastante ruidoso, da tensão que existe actualmente no executivo municipal, com duas fações a posicionarem-se pela sucessão no poder no pós-Victor Mendes. Num dos lados está a vice-presidente, Mecia Martins, no outro estão os outros três vereadores: Ana Machado, Vasco Ferraz e Paulo Sousa. Ferraz é considerado o líder desta fação.

Gaspar Martins tem, ultimamente, desafiado o poder instituído com uma série de acções como que demonstrando o poder que ainda tem nos bastidores. O aparecer em público com presidentes de Junta, a colocação de iluminação no prédio do centro histórico aproveitando uma alegada brecha no regulamento municipal ou, agora, ao lado do PSD em campanha, são gestos de quem quer ser um player nas próximas eleições.

Por seu lado, Mecia Martins tem, última e publicamente, assumido uma postura crítica em relação a alguns temas mais quentes dando sinais de que a qualquer momento pode romper com o resto do executivo. O último episódio aconteceu antes das Feiras Novas, quando a Mecia sugeriu que a Polícia Judiciária deveria investigar as contas da Associação Concelhia das Feiras Novas, presidida por Ana Machado, sua colega na vereação do CDS.

A O MINHO, fonte ligada à política limiana refere que Mecia Martins “não irá sair do executivo nem abdicar dos pelouros mas irá fazer alguma política de ‘terra queimada’, sobretudo, em relação aos pelouros dos outros três vereadores”.

Ministério Público

Recorde-se que tanto Vasco Ferraz como Gaspar Martins foram acusados pelo Ministério Público de um crime de prevaricação de titular de cargo político, outro de violação de regras urbanísticas e abuso de poder.

De acordo com o despacho, datado de 22 de outubro do ano passado, o Ministério Público da comarca de Viana do Castelo “considerou indiciado que um dos arguidos, aquele que foi vereador de 2009 a 2013, no dia 02 de setembro de 2013 deferiu o processo de licenciamento de um muro, desconsiderando as normas legais, a circunstância de a obra estar desconforme com o projeto apresentado, os sucessivos pareceres técnicos dos serviços da autarquia que o informaram disso e de que a obra não era legalizável e mesmo anteriores despachos que proferira relativamente à mesma obra indeferindo a sua legalização”.

Este caso pode ainda extremar mais a posição das duas facções e trazer novos dados para esta luta de poder.

Victor Mendes

Tentando acabar o mandato com dignidade mas atento a tudo isto está o actual presidente da Câmara. Victor Mendes tenta apagar os fogos políticos que vão surgindo e publicamente dá sempre a imagem de estar equidistante das duas fações.

No entanto, a mesma fonte não fica “nada admirada, se nos bastidores, Victor Mendes estiveram a fazer caminho para a fação de Vasco Ferraz. São conhecidos os problemas com Gaspar Martins e que não estão de todo sanados”.

O MINHO tentou ouvir os visados mas, para já, sem sucesso.

Anúncio

Ponte de Lima

Morreu Cinda Borges, histórica figura do Sarrabulho à Moda de Ponte de Lima

Óbito

em

Foto: DR

Morreu aos 75 anos Maria Gracinda Pelote, mais conhecida como Cinda Borges, uma das figuras mais emblemáticas da gastronomia de Ponte de Lima, anunciou a família. Vítima de doença prolongada, Cinda terá morrido durante esta madrugada, com o anúncio a ser feita durante esta manhã.

Com três restaurantes fundados, entre os quais a Casa Borges, hoje em dia a cargo dos filhos, Cinda Borges, natural da freguesia de Correlhã, era uma figura emblemática na confeção do Sarrabulho à Moda de Ponte de Lima, sendo alvo de entrevistas de vários órgãos de comunicação nacionais ao longo da sua vida.

O funeral da conhecida cozinheira realiza-se na igreja românica da Correlhã, esta quarta-feira, a partir das 17:00 horas, indo a sepultar no cemitério local.

Continuar a ler

Ponte de Lima

Joana Amaral Dias (ex-BE) em conferência de Abel Baptista (ex-CDS) em Ponte de Lima

Movimentos independentes na política

em

Foto: DR / Arquivo

A ex-deputada do Bloco de Esquerda, psicóloga Joana Amaral Dias, é uma das figuras públicas que irá marcar presença na conferência “A importância das candidaturas independentes na sociedade”, organizada pelo movimento independente “Abel Baptista – Ponte de Lima Minha Terra”, anunciou a organização do evento.

Para além da psicóloga que faz furor no Instagram, também o histórico militante e ex-líder do CDS, José Ribeiro e Castro, marcará presença no evento que decorre no próximo sábado, 26 de outubro, no auditório municipal de Ponte de Lima, a partir das 17:00.

Para além destes dois convidados, é ainda esperada a presença de Leonor Lêdo da Fonseca, ex-vereadora da Câmara de Espinho, que apresentou candidatura independente nas últimas autárquicas naquele município.

Recorde-se que Abel Baptista já se mostrou disponível para encabeçar uma candidatura independente à Câmara de Ponte de Lima nas eleições autárquicas de 2021.

“O objetivo desta conferência é ser um momento de reflexão e discussão acerca da crescente importância destes movimentos de pessoas no panorama autárquico nacional, e como o movimento PLMT em Ponte de Lima pode ser uma alternativa ao atual panorama político local”, referiu o antigo vereador e deputado à Assembleia da República pelo CDS.

Abel Baptista, licenciado em Direito, foi jurista e funcionário autárquico, tendo desempenhado funções de deputado à AR durante quatro legislaturas.

Foi ainda vereador em Monção e em Ponte de Lima, para além de diretor do Departamento da Câmara de Lamego, diretor do Centro Distrital de Solidariedade de Viana do Castelo; chefe de Divisão da Câmara da Nazaré; presidente da Assembleia Municipal de Ponte de Lima; secretário da Mesa da Assembleia da República e presidente da Comissão de Educação Ciência e Cultura

Continuar a ler

Ponte de Lima

Reaberto acesso à A27 mais de oito horas após acidente com camião em Ponte de Lima

Acidente

em

Foto Ilustrativa / Brisa (Arquivo)

O acesso à Autoestrada 27 (A27), em Refóios do Lima, Ponte de Lima, foi reaberto cerca das 17:50 depois de ter estado cortado, desde as 09:09, devido ao despiste de um camião, disse à Lusa fonte da GNR.

O camião, espanhol, que transportava madeira, despistou-se e tombou hoje, cerca das 08:56, naquele nó de acesso à A27, espalhando a carga e derramando gasóleo. Do acidente não resultaram feridos.

Em causa está o acesso, em Refóios do Lima, na transição entre a autoestrada A3 (Porto/Valença), e a A27, no sentido Ponte de Lima/Viana do Castelo.

Anteriormente, fonte da GNR adiantou que, devido ao derrame de gasóleo, foi acionado o Núcleo de Proteção do Ambiente e os meios para lavagem do pavimento.

A mesma fonte explicou que a madeira que o camião transportava “espalhou-se para a berma da estrada e para um talude”.

O motorista do camião, “pertencente a uma empresa espanhola, solicitou outro camião para fazer o transbordo da madeira”.

Ao local compareceram meios dos bombeiros de Ponte de Lima, com uma ambulância e dois operacionais, a GNR e a concessionária da Auto-Estradas Norte Litoral.

Continuar a ler

Populares