Seguir o O MINHO

Braga

Já morreram 34 pessoas nas estradas de Braga em 2019

Sinistralidade rodoviária

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

O número de mortos nas estradas portugueses desceu entre 01 de janeiro e 30 de novembro relativamente ao período homólogo, mas o número de acidentes e de feridos graves subiu, segundo dados provisórios oficiais. O distrito de Braga continua a ser o terceiro do país com maior número de óbitos declarados nos locais de acidentes (34).

De acordo com o último balanço da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), relativo a 11 meses, morreram 435 pessoas nas estradas, menos 21 do que no período homólogo (456).

Entre 01 de janeiro e 30 de novembro deste ano foram registados 122.322 acidentes, mais 1.572 do que no período homólogo (120.750).

No mesmo período ficaram feridas com gravidade 2.048 pessoas, mais 107 do que nos 11 meses de 2018.

A ANSR indica também que 38.332 pessoas sofreram ferimentos ligeiros, mais 647 do que em igual período do ano passado (37.685).

O balanço da ANSR, que reúne dados da GNR e PSP, destaca também que na última semana de novembro (22 a 30 de novembro) morreram seis pessoas e 48 ficaram feridas com gravidade na sequência de acidentes rodoviários.

Entre 01 de janeiro e 30 de novembro deste ano, o distrito com maior número de mortos foi o do Porto (53), seguido de Lisboa (43), Braga (34), Aveiro e Santarém (ambos com 32).

O distrito de Lisboa foi o distrito com mais feridos graves (289), seguido do Porto (209) e de Faro (206).

Os dados da ANSR indicam igualmente que entre 01 de dezembro de 2018 e 30 de novembro de 2019, foram registados 487 mortos nas estradas (menos 19 relativamente ao período 01 de dezembro de 2017 a 30 de novembro de 2018) enquanto os feridos graves subiram para 2.248 (mais 108).

Os dados da ANSR referem-se a óbitos que ocorrem no local do acidente ou durante o respetivo transporte até à unidade de saúde e os valores relativos aos feridos graves são referentes a vítima de acidente cujos danos corporais obriguem a um período de hospitalização superior a 24 horas.

Anúncio

Braga

Ecopontos destruídos em ato de vandalismo na Povoa de Lanhoso

Parque do Pontido

em

Foto: Facebook da Freguesia da Povoa de Lanhoso / DR

Vários ecopontos foram destruidos na madrugada de sábado para domingo, adiantou a freguesia da Póvoa de Lanhoso na sua página de Facebook oficial.

Os actos de vandalismo aconteceram junto ao parque do Pontido, podendo-se contabilzar, naquela zona, vários ecopontos completamente queimados.

A autarquia entregou o caso às autoridades, que estarão a tomar as diligências necessárias para encontrar os responsáveis pelos estragos causados.

Continuar a ler

Braga

Final de tarde de domingo é com Jazz internacional no centro de Braga

No maison826

em

Foto: DR / Arquivo

Wiz Trio, grupo dedicado ao Jazz, vai atuar, ao final da tarde do próximo domingo, num bar situado em Braga, proporcionando um entardecer cultural alternativo no centro da cidade.

Composto pelo português José Pedro Coelho (saxofone tenor), o britânico Wilfred Wilde (guitarra elétrica) e o espanhol Iago Fernandez (bateria), este trio garante uma “fenomenal acontecimento mágico” na relação entre os três músicos que o compõe.

“Três cúmplices de longa data numa viagem musical una, percorrida de forma livre e espontânea, em equilíbrio entre a tradição jazzística e música original”, aponta a descrição do espetáculo, marcado para as 18:00 horas, no bar maison826.

 

Os bilhetes custam 5 euros (2,50 para sócios), com a reserva a ser feita através do contacto telefónico 253 610 300.

O maison826 foi (re)inaugurado, no novo espaço, a 07 de janeiro. Estava instalado anteriormente num edifício junto à Sé de Braga e pretende promover artes culturais e alternativas na cidade.

Continuar a ler

Braga

Hospital de Braga recebeu “figuras de referência” da Anestesiologia nacional e internacional

Evento decorreu em simultâneo em 35 cidades internacionais

em

Foto: Divulgação / Hospital de Braga

O Hospital de Braga recebeu, no passado sábado, a 3.ª edição do evento comemorativo do Dia Europeu da Anestesiologia Regional, que se realizou pela primeira vez em Braga, anunciou esta terça-feira aquela unidade hospitalar.

Em comunicado, é apontado que o evento, que reuniu figuras de referência nacionais e internacionais da área da Anestesiologia, pretendeu ser “um espaço de partilha de informação relevante e atual permitindo, desta forma, a atualização de conhecimento, com vista à melhoria e maior uniformidade na qualidade do tratamento da dor e do nível de cuidados anestésicos prestados aos doentes”.

A iniciativa, organizada pela Sociedade Europeia de Anestesiologia Regional e pelo Clube de Anestesia Regional (CAR/ESRA Portugal), decorreu em simultâneo em 35 cidades de 13 países europeus. Foi dirigida a médicos especialistas e internos de Anestesiologia, abordou temas fulcrais da área da Anestesia regional através de várias palestras, mesas redondas e workshops.

Foram, ainda, transmitidos em simultâneo, nas várias cidades europeias, podcasts da autoria de oradores internacionais de referência na área da Anestesiologia.

O balanço desta iniciativa foi “unânime entre participantes e organizadores locais, que destacaram o conceito inovador deste modelo de formação em que, em tempo real peritos da Anestesiologia Europeia levam a formação até aos formandos na sua cidade”, vinca a mesma nota.

Para além de Braga, a única cidade portuguesa envolvida, esta comemoração decorreu também noutras cidades europeias na Bélgica, França, Alemanha, Grécia, Itália, Países Baixos, Polónia, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Suíça e Turquia.

Continuar a ler

Populares